Header Ads

Galo: doce ilusão

Expressão facial de todos os atleticanos que viram o jogo.
(Foto: João Guilherme/Estadão Conteúdo)
Saudações.

Assisti apenas os últimos 20 minutos da partida de hoje, contra o Palmeiras, por motivos de desgraçamento mental no ENEM. Achei que não perderia nada, levando em conta as últimas performances do Galo, mas me surpreendi quando cheguei na casa do meu pai e vi o placar apontando 1x0 para o Alvinegro. Entretanto, quando Adilson cometeu um pênalti infantil, porém duvidoso, e o time de verde empatou, tudo voltou ao normal. 

Como sempre, o Atlético demonstrou inoperância, falta de inspiração e nenhuma capacidade de reação. Baseado nisso, nenhuma chance foi criada depois do gol do Palmeiras.

(Foto: Pedro Vale/AGIF)
SOBRE O JOGO

No geral, foi um jogo disputado, sem tantas chances. No primeiro tempo, Victor teve que trabalhar em duas chances de Deyverson e Guerra, sendo essas as melhores oportunidades.

Já no segundo tempo, aos 18 minutos, Elias, linchado diariamente pela torcida, fez um belo gol, iludindo toda a torcida. Na sequência, Luan quase ampliou, brincando ainda mais com nossos corações. 

Mas, nossa euforia durou 12 minutos. Em falta cobrada na área, Adilson encostou no mala do Edu Dracena e o juiz deu pênalti. Bruno Henrique converteu: 1x1.

Após o gol, o que se viu foi apenas desespero do Galo e nenhuma chance criada. 

Final de jogo, mais um jogo sem vitória. O quinto consecutivo.

A próxima partida é contra o rebaixado Paraná, na quarta-feira, em Curitiba.

Um forte abraço


SIGA O LINHA DE FUNDO!
Twitter: @SiteLF
Facebook: Linha de Fundo
Instagram: @linhadefuundo

Siga o autor no Twitter: @victismo

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.