Header Ads

NBA Week 1: Trae Young em "modo MVP" e turbulência em San Francisco

Imagem: Divulgação NBA
A temporada mais "aberta" dos últimos anos na NBA começou e chegou chegando! Já na primeira semana, tivemos grandes atuações individuais, partidas movimentadas, jovens mostrando todo seu potencial e as maiores estrelas jogando pra valer desde a rodada de abertura.

Mas quem são os times e jogadores que mais empolgaram? Que mais decepcionaram? Surpreenderam? Você vai descobrir agora, no "NBA Week" do Linha de Fundo, começando pelos times que só deram alegrias ao seu torcedor e venceram todos os jogos até aqui.

Com todos os times fazendo de três a quatro jogos nessa primeira semana, apenas Nuggets, Spurs, Timberwolves e 76ers largaram com 100% de aproveitamento e ambos com três vitórias. O destaque maior fica por conta de Minnesota de Karl-Anthony Towns que somou 32 pontos, 13.3 rebotes e 5 assistências de média, vencendo inclusive, o prêmio de "Player of the Week" pela conferência leste.

Imagem: Divulgação NBA
Outro destaque mais do que positivo é o segundo anista Trae Young. Uma espécie de "mágico" dentro de quadra, o armador dos Hawks se diverte e nos diverte com dribles, arremessos e algumas tiradas da cartola que impressionam. Até aqui, são números de um verdadeiro MPV: 38.5 pontos, 9 assistências e 7 rebotes por jogo.

Algumas "figurinhas carimbadas" da liga também mostraram as caras. A dupla Davies-James de um lado de Los Angeles já demonstrou entrosamento e promete melhorar a cada rodada. Já do outro, Kawhi e os Clippers - ainda sem Paul George - estão bem confortáveis com o posto de favoritos ao título e assim deve ser durante toda temporada regular.

Kyrie Irving, Luka Doncic, Embiid e Pascal Siakam poderiam facilmente ter ficado com prêmio de "Play of the Week" pelos números e o domínio de jogo que atingiram já desde a primeira rodada e também merecem uma menção positiva.

INÍCIO COM PÉ ESQUERDO

Imagem: Chris Graythen/AFP
Dois jogos. Duas derrotas. 261 pontos sofridos. Esse foi o início de temporada do Golden State Warriors na NBA.

O último "super time" da liga precisou reformular seu elenco e sua nova casa para temporada 2019/20, entretanto parece ter começado pagar o preço cedo demais.

"Eu gostaria de ver nosso time jogando com mais intensidade, mas a verdade é que não estamos jogando nada"; Desabafou Draymond Green após derrota para o OKC.

Steve Kerr, treinador dos Warriors, foi ainda mais direto: "Derrotas como essa vão se acumular nesta temporada, precisamos ser realistas". A turbulência só não foi maior por conta da vitória contra os Pelicans na última segunda (28/10), porém o sinal de alerta está ligado.

E por falar em sinal de alerta, candidato a "time sensação" da temporada, a equipe de New Orleans viu Zion se lesionar antes mesmo de atuar oficialmente na liga e a dupla Brandon Ingram / Lonzo Ball não conseguiu carregar o time a vitória nenhuma vez. São quatro resultados negativos em quatro jogos.

Obviamente é que não se pode tirar nenhuma conclusão com apenas uma semana de temporada e que muitas projeções irão se alterar conforme as coisas forem acontecendo. Porém, fato é que a NBA está de volta e promete muitos jogos emocionantes, quebra de recordes e uma disputa fervorosa não só pelo título mas também nas premiações individuais.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.