Header Ads

Pós-jogo Fortaleza 1x1 Ceará - Um clássico marcado pela intensidade

[FOTO: THIAGO GADELHA/ SVM]
Finalmente voltamos para a temporada do nosso amado futebol e pra ver o meu amado Fortaleza. Terceira partida do Tricolor do Pici na temporada, a primeira com o mando de campo, e logo de cara um clássico. Os dois times em início de temporada, o Fortaleza tentando recuperar a forma física e o rival com um time novo, procurando o entrosamento.


A partida foi válida pela Copa do Nordeste, o Fortaleza entrou defendendo o título e indo em busca do Bi Campeonato. O primeiro tempo foi de um time procurando propor o jogo, enquanto o rival ficava atrás e aproveitava os contra-ataques. Vimos muitas defesas do Fernando Prass, goleiro do Ceará e poucas do Felipe Alves, goleiro do Fortaleza. O Leão mesmo com boa parte do elenco da temporada passada, ainda sentiu dificuldades no ataque, faltaram os velocistas que tanto foram usados em 2019. E em uma bola parada, saiu o gol do Ceará, o zagueiro Klaus subiu sozinho na área para cabecear, abrindo o placar na Arena Castelão. Vale ressaltar o erro defensivo do Fortaleza na jogada, que não soube ler e se antecipar.





A surpresa no primeiro tempo ficou para a escalação, o treinador Rogério Ceni levou a campo um time com 2 modificações em relação aos jogos passados. A primeira foi a entrada do Bruno Melo como zagueiro, no lugar do Paulão, tendo assim uma saída de bola mais qualificada. A segunda ficou para a entrada de Mariano Vázquez no lugar do Marlon, o Argentino tinha se saído muito bem no jogo anterior, sendo aplaudido pela torcida e sendo elogiado pelo Treinador na coletiva após o jogo contra o Caucaia, pelo Campeonato Cearense.


O segundo tempo foi bem diferente da primeira etapa, com o Fortaleza pressionando em busca do gol de empate, que saiu aos 18 minutos, com uma roubada de bola da Mariano Vázquez perto da grande área, que cruzou para o Osvaldo que, de bicicleta, completou para o gol e empatar o jogo, deixando a torcida eufórica. Mesmo fazendo o gol, o tricolor continuou pressionando. Mas na reta final da partida, pareceu ter cansado e o Ceará começou a pressionar. Aos 43 minutos da reta final da partida, Rodrigão cabeceou na mão de Quintero e o árbitro assinalou a penalidade máxima, entretanto, apareceu a estrela e a frieza de Felipe Alves que defendeu o pênalti de Vinicius, decretando o empate para as duas equipes. Em um contexto geral da partida, o primeiro clássico-rei do ano foi marcado pela intensidade, e isso surpreende muito, pois as duas equipes estão no início de suas temporadas. O Fortaleza, por exemplo, ainda não terminou sua pré-temporada. Os jogadores ainda estão correndo atrás de seus preparos físicos.


[FOTO: LEONARDO MOREIRA/ FORTALEZA EC]



Pontos Positivos: Destaco aqui a boa partida de Felipe Alves, que defendeu o pênalti, além de uma boa visão de jogo na hora da saída de bola, que quase sempre saiam de seus pês. Chegou a dar alguns sustos por conta da grande participação com os pés, mas soube se sair bem. Outro ponto positivo é para o atacante Osvaldo, que soube se posicionar perfeitamente no gol de empate, além de ser o jogador, hoje, mais agudo do Fortaleza, que sempre está saindo boas jogadas. Outro destaque foi o Mariano Vázquez, que correu os 90 minutos, sempre demonstrando garra, vontade e brigando em todas as jogadas, vejo que ele pode surpreender muito nesta temporada.


Ponto Negativo: A falta de peças para o ataque para este jogo, que contávamos apenas com Edson Cariús e Ederson, nenhum jogador de ponta. Espero muito que a diretoria corra atrás o quanto antes para reforçar o elenco.


O Fortaleza volta a campo na próxima quarta-feira, 5, contra o Atlético-CE, às 20 horas, pelo Campeonato Cearense.


[FOTO: LEONARDO MOREIRA/FORTALEZA EC]


Ficha técnica

Público: Ingressos vendidos: 12.672 Sócios: 14.123 Cortesias: 1.990 Não pagantes: 879 Público Pagante: 28.785 Público Total: 29.664 Renda Bruta: R$ 400.603,00 Renda Líquida: R$ 128.533,40

Local: Castelão, em Fortaleza-CE
Data: 1/2/2020
Horário: 18 horas
Árbitro: Pablo Ramon Pinheiro (RN)
Assistentes: João Marcelo dos Santos (RN) e Lourival Cândido das Flores (RN)

Fortaleza
4-2-3-1 (Felipe Alves, Gabriel Dias, Quintero, Bruno Melo, Carlinhos; Felipe, Juninho (Bonilha); Romarinho, Vázquez, Osvaldo (Ederson); W. Paulista (Edson Cariús). Téc: Rogério Ceni)

Ceará
4-1-4-1 (Prass, Samuel Xavier, Luiz Otávio, Klaus, Bruno Pacheco; William Oliveira; Rogério, Charles, Baxola (Vinícius), Leandro Carvalho (Rick); Sóbis (Rodrigão). Téc: Argel Fucks)


Cartões

Cartões Amarelos: Carlinhos, W. Paulista, Romarinho, Felipe, Vázquez, Ceni (FOR) Pacheco, Klaus, Sóbis, Argel (CEA)
Cartões Vermelhos: Quintero (FOR)


O PODCAST LINHA DE FUNDO ESTÁ NO AR! 
Isso mesmo o Podcast Linha de Fundo, o nosso conteúdo agora em áudio pra você, disponível em todas as plataformas.


SIGA-NOS EM NOSSAS REDES SOCIAIS:

Facebook: SiteLF
Youtube: CanalLFTV
Twitter: @lF_site
Instagram: @Linhadefundo



Saudações Tricolores, até o próximo pós-jogo!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.