Header Ads

Com total domínio sobre o rival, Tricolor avança na Libertadores ao som de rock n' roll

Luis Fabiano marca o seu 1º gol na Libertadores 2015. (saopaulofc.net)
São Paulo recebeu em sua casa o rival, Corinthians. O Tricolor precisava do resultado para continuar vivo na Libertadores, além de não ter ganho nenhum clássico,  São Paulo perdeu 2 jogos para o, até então, invicto, Corinthians, só esse ano. Os torcedores, apoiaram, acreditaram, e os jogadores, responderam em campo. O Tricolor do Morumbi arrancou a invencibilidade do Alvinegro, por 2 a 0. 

(saopaulofc.net)
Antes do jogo, o Morumbi recebeu um show de rock n'roll. Andreas Kisser, do Sepultura, comandou uma superbanda, com Roger Rocha, Léo Belling, Edgard Scandurra e Marcos Valadão, esses fizeram uma versão rock do hino oficial do São Paulo. A torcida também homenageou seus ídolos, Muricy Ramalho e Telê Santana.

Foi um jogo para os torcedores são-paulinos lembrarem por muito tempo. Com toda pressão exercida em cima do time, todos esperavam um Tricolor mais tímido, mesmo estando dentro de casa. Mas foi totalmente ao contrário, logo na primeira jogada, Reinaldo cobrou uma falta na cabeça de Dória, esse cabeceou, e a bola passou raspando a trave. Mostrando logo de cara, a vontade de jogo, o São Paulo ainda teve um presente de Sheik. Aos 20' Emerson foi expulso de campo, após esse dar um "tótó" em Rafael Tolói. Com um jogador a mais, São Paulo cresceu na partida, porém, apenas aos 31' que o placar foi aberto. Depois de jogada de Michel Bastos, Hudson ajeitou a bola que caiu no pé do Luis Fabiano, o camisa 9, apenas chutou cruzado, sem chance alguma para o goleiro Cássio.  Aos 39' Michel Bastos fez o segundo e último da partida. Com uma falha enorme do goleiro corinthiano, Michel chutou de fora da área, à bola quicou na frente de Cássio e entrou no gol. 

Michel, o cara da partida, comemorando o 2º gol. (saopaulofc.net)
O 2ºT foi marcado por mais expulsões e um São Paulo querendo ampliar o placar, enquanto o visitante ficava todo recuado. Aos 7' Luis Fabiano levou cartão amarelo, por reclamação, entretanto, logo após uma dividida com Mendoza, o camisa 9 simulou falta e levou o 2º amarelo, todavia, Sandro Meira Ricci entendeu que houve uma tentativa de agressão do atacante corinthiano e o deu vermelho direto. A 2ª etapa, não teve muitas boas chances de gol, a única com perigo, foi aos 13' com Paulo Henrique Ganso, que soltou uma bomba de fora da área, porém a bola foi na trave. Em nenhuma das duas etapas, houve lance de perigo para o time alvinegro.

Agora, nas oitavas de final haverá dois duelos entre brasileiros, São Paulo, melhor segundo colocado, enfrenta o Cruzeiro. Enquanto o Internacional, que fez a terceira melhor campanha, enfrenta o Atlético-MG.



Após o jogo, o twitter oficial do São Paulo brincou com a história de tabu, e o site oficial contou como foi à história do jogo com o tema de "Me diz como se sente..." da versão "Gambá, me diz como se sente".
FICHA TÉCNICA

Local: Estádio Cícero Pompeu de Toledo - Morumbi, em São Paulo
Gols: Luis Fabiano e Michel Bastos (São Paulo)
Cartões amarelos: Dória, Reinaldo, Denilson, Hudson e Luis Fabiano (São Paulo); Elias, Danilo (Corinthians)
Cartões vermelhos: Luis Fabiano (São Paulo); Emerson e Mendoza (Corinthians)
Posse de bola: 68% do São Paulo e 32% do Corinthians
Finalizações: 13 do São Paulo e 2 do Corinthians
Arbitragem: Sandro Meira Ricci (BRA), auxiliado por Fabrício Vilarinho (BRA) e Fábio Pereira (BRA)

SÃO PAULO:

Rogério Ceni; Bruno, Tolói, Dória e Reinaldo; Denilson, Souza, Hudson, Ganso e Michel Bastos; Luis Fabiano. Técnico: Milton Cruz

CORINTHIANS:

Cássio; Fagner, Felipe, Gil e Uendel; Ralf, Jadson, Elias, Renato Augusto e Emerson; Vagner Love. Técnico: Tite

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.