Header Ads

Em jogo morno, Paraguai e Uruguai empatam

Em jogo válido pela terceira e última rodada da primeira fase da Copa América, Uruguai e Paraguai se enfrentaram em La Serena e empataram pelo placar de 1 a 1. José Giménez marcou pela Celeste e Lucas Barrios fez o gol da Albirroja.

Jogo foi pegado, duro.
As duas equipes entraram em campo com importantes alterações. Pelo lado uruguaio, Coates na zaga e Carlos Sánchez e Abel Hernández no meio foram às novidades. Já Ramón Días proporcionou cinco modificações no time titular: entraram Iván Piris, Marcos Cáceres, Osmar Molinas, Lucas Barrio e, a principal delas, o experiente goleiro Justo Villar. Os times jogaram no 4-4-2, com o Uruguai sendo mais incisivo; veloz e com rápida transição. O Paraguai se fechava em uma espécie de 4-4-1-1 e usava mais a bola longa.

O primeiro tempo começou sem grandes oportunidades de gol, embora as duas equipes jogassem de forma ofensiva. A primeira chance clara de gol foi do Paraguai. Aos 12 minutos, Valdez quase marcou após cobrança de escanteio. Depois desse lance, as equipes pouco criaram efetivamente, principalmente devido a forte marcação de ambos os times. Aos 27 minutos, porém, José Giménez alterou esse paradigma.  Em cobrança de escanteio, o jogador subiu mais que todo mundo e abriu o placar para o Uruguai. Depois do gol, os uruguaios passaram a dominar o jogo e a pressionar os paraguaios. A Albirroja, no entanto, não se intimidou e aos 43 minutos empatou com gol de Lucas Barrios, novo reforço do Palmeiras, também em cobrança de escanteio. Um primeiro tempo pegado, onde as equipes foram eficientes e a bola parada foi a principal aposta dos dois.

Na segunda etapa, de novo, não foram muitas as chances de gol. Cavani e Stuani tentaram colocar os uruguaios novamente à frente do placar duas vezes. Pelo lado paraguaio, foi Valdez quem mais tentou. Foi um segundo tempo fraco tecnicamente e de muitos passes errados, onde a bola foi duramente castigada.


O jogo não animou a torcida presente no estádio, muito menos quem acompanhou de fora. E não foi por falta de vontade. As duas equipes até tentavam, mas pouco conseguiram fazer, muito devido a falta de criatividade. Quem esteve mais perto da vitória foi o Uruguai, mas o empate ficou de bom tamanho.

Com o empate, as duas equipes estão classificadas para a próxima fase. O Paraguai ocupa momentaneamente a primeira colocação do grupo B, enquanto a Celeste, na terceira colocação, deverá enfrentar o Chile na abertura da próxima fase, quarta-feira, às 20h30min.

FICHA TÉCNICA:

URUGUAI: Muslera, Maxi Pereira, Coates, José Giménez, Álvaro Pereira, Arévalo Ríos, Carlos Sánchez (Cristian Rodriguez), Álvaro González, Diego Rolán, Cavani e Abel Hernández (Stuani). Técnico: Óscar Tabárez.

PARAGUAI: Villar, Marcos Cáceres, Paulo da Silva, Bruno Valdez, Iván Piris, Raúl Bobadilla (Derlis González), Ortigoza (Richard Ortiz), Molinas, Edgar Benítez, Haedo Valdez e Lucas Barrios (Roque Santa Cruz). Técnico: Ramón Díaz.

ARBITRAGEM: Roberto García;
AUXILIARES: José Luis Camargo e Marvin Torrentera.
GOLS: José Giménez (URU) e Lucas Barrios (PAR).
CARTÕES AMARELOS: Abel Hernández, Álvaro Pereira e Coates (URU); Ortigoza, Richard Ortíz e Molinas (PAR).
PÚBLICO: 16.021 pessoas.


Texto de: @jaanaw_ || Janaína Wille
Colaboração: @gabrielantony_ || Gabriel Antony

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.