Header Ads

Avaí perde pênalti, deixa escapar o empate e perde um ponto precioso

Avaí saiu da Ressacada na noite desse Sábado com derrota, que por pouco não foi um empate. Com uma virada no final do jogo, o Avaí teve a oportunidade de empatar - após um pênalti marcado aos 45 minutos - mas o goleiro do Furacão pegou o pênalti, que foi cobrado por Juninho. 

Avaí agora pega o Joinville no Domingo (02), às 16h.


Sobre o Jogo

O jogo teve seu toque especial de série A. O inicio do primeiro tempo foi muito bom para as duas equipes.

Quem começou melhor foi o Avaí, com boas jogadas de Nino Paraíba e Roberto, mostrando que queria vencer mesmo sem poder contar com dois de seus principais jogadores, Marquinhos (que AINDA está no Departamento Médico) e Renan, que passou mal durante a concentração.

Aos 42 minutos, saiu o primeiro gol - do Atlético-PR, após uma ótima tabela de Marcos Guilherme e Crysan.

Com o bom ritmo no primeiro tempo, o segundo tempo foi melhor ainda. Logo aos 6 minutos, ocorreu um lance polêmico com Pablo entrando na área e Natanael derrubando o jogador. O juiz não deu pênalti e ainda deu cartão para o atleta Avaiano por simulação.

Com a entrada de Rômulo, André Lima e Juninho e a saída do Tauã, a equipe do Avaí foi pra cima em busca da virada e o gol do empate ocorreu aos 38 minutos com uma jogada trabalhada pelos reservas. André Lima deu passe para o Rômulo que bateu de chapa sem chances para o goleiro do Furacão.

Aos 44 minutos, o Atlético conseguiu uma virada com Marcos Guilherme, de novo, após uma bola rebatida na área do Leão. O atleta só teve o trabalho de tocar para o fundo da rede.

O Avaí teve a chance de ouro de sair da Ressacada com empate após Roberto cair dentro da área. Com vários batedores de pênalti bons, como André Lima e Roberto, quem chamou a responsabilidade foi Juninho - que estava com sede de fazer seu primeiro gol pela equipe do Avaí. Batendo com tanta confiança, o atleta bateu o pênalti, mas o goleiro Weverton defendeu, garantindo os 3 pontos para o Furacão.

Ficha Técnica

AVAÍ: Vagner; Nino Paraíba, Jéci, Emerson e Romário; Pablo, Eduardo Neto (Juninho) e Renan Oliveira; Roberto, Tauã (Rômulo) e William (André Lima)
Técnico: Gilson Kleina

ATLÉTICO-PR: Weverton; Eduardo (Bruno Pereirinha), Vilches, Kadu e Sidcley (Natanael); Otávio, Hernani e Bruno Mota; Marcos Guilherme, Crysan (Ytalo) e Nikão
Técnico: Milton Mendes

Local: Estádio da Ressacada, em Florianópolis (SC)
Data: 25 de julho de 2015, sábado
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (Fifa-GO)
Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva (Fifa-GO) e Eduardo Gonçalves da Cruz (Asp.Fifa-MS)
Cartões amarelos: Tauã, Roberto (Avaí); Sidcley, Crysan e Eduardo (Atlético-PR)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.