Header Ads

Glory Glory Man United: Red Devils faturam a FA Cup

Depois de uma temporada bastante apática, de altos e baixos e vitórias e derrotas pela Premier League e com o técnico Louis van Gaal sempre com "a corda no pescoço", o Manchester United conseguiu um excelente feito na tarde deste sábado (21): o título da Copa da Inglaterra.

Antes do fim da temporada 2015/2016, nada como um título para encher de orgulho o torcedor Red Devil. Na prorrogação, o United conseguiu virar para cima do Crystal Palace e conquistar a FA Cup pela 12ª vez em sua história, se igualando ao Arsenal como maior campeão do torneio mais antigo do mundo. 

Foto: @ManUtd
O Crystal Palace saiu na frente com Puncheon aos 33' do segundo tempo. Três minutos depois, Mata empatou e levou o jogo para o tempo extra. Na prorrogação, Smalling foi expulso e poderia ter complicado o United, porém, com golaço de Lingard, os Red Devils garantiram mais uma taça.

O JOGO

Muitos escanteios marcaram os primeiros 15 minutos, sendo um para o Crystal Palace e cinco para o United - todos pelo lado esquerdo. A primeira boa chance veio com o time londrino quando Cabaye cobrou falta na área e Bolasie desviou, mas De Gea espalmou. A resposta veio pouco tempo depois, Mata pegou sobra próximo a área e chutou colocado, porém, Hennessey se esticou todo e fez bela defesa com a ponta dos dedos.

O United começou a mandar no jogo e, em cruzamento de escanteio da direita, Fellaini desviou de cabeça com muito perigo. Em sua jogada característica, Bolasie trouxe da esquerda para o meio e soltou uma bomba defendida por De Gea. Na sequência, por conta de uma saída de bola errada, Wickham também experimentou de fora da área, mas errou o alvo.

A primeira vez que o centroavante Rashford resolveu sair da área quase deu certo. O jovem fez bonita jogada pela direita, escapando de Delaney na habilidade e, depois de três pedaladas, ele rolou para o meio e Martial chegou batendo de primeira contra o corpo de Ward, que evitou o primeiro gol do jogo.

Foto: @ManUtd
SEGUNDO TEMPO

Os times voltaram sem mudanças para a etapa final, mas a mentalidade de ambos mudou. O Palace passou a subir a marcação e incomodar mais a saída de bola do United, o que acabou dando mais espaço aos Red DevilsAos sete minutos, Fellaini recebeu de Rashford e mandou uma bomba no travessão. Foi nesse lance que a equipe de Van Gaal iniciou sua pressão e, pouco tempo depois, após muita troca de passe próximo a área adversária, Martial cabeceou na trave.

O Crystal Palace seguia levando perigo em lances de bola parada e não à toa o primeiro gol do jogo saiu assim. Após cruzamento de Puncheon, que acabara de entrar, em escanteio, a zaga afastou e McArthur jogou de volta para a área. O mesmo Puncheon, em posição legal, dominou e soltou uma bomba, estufando a rede do goleiro De Gea. 

Entretanto, o empate não tardou a sair. Três minutos depois, Rooney carregou, procurou espaço e, quando o achou, cruzou para a pequena área. Fellaini dominou mal e a bola caiu em Mata, que, de canhota, igualou o marcador. No último lance do tempo regulamentar, Zaha ganhou no alto de Smalling e chutou com força, mas a bola foi na rede pelo lado de fora.

Foto: @ManUtd
PRORROGAÇÃO

A primeira chance dos trinta minutos decisivos veio dos pés de Zaha quando ele recebeu em ótima posição para finalizar, mas preferiu carregar um pouco mais e acabou sendo desarmado por Smalling já perto de De Gea. Lingard, que tinha entrado no fim do tempo normal, fez bela jogada pelo lado direito e cruzou duas vezes para Fellaini, na primeira o belga pegou mal e na segunda a bola desviou e passou por cima, quase enganando Hennessey.

No último lance da primeira etapa, Smalling se sacrificou pensando em evitar o pior. Em contra-ataque puxado por Bolasie na altura do meio-campo, o defensor do Manchester, que já tinha amarelo, agarrou o jogador adversário pelas pernas e o derrubou, evitando que ele tivesse um campo inteiro sozinho para marcar. Expulsão correta e que não abalou o United.

Logo na volta para o segundo tempo, aos quatro minutos, Lingard pegou a sobra da zaga e encheu o pé, mandando no ângulo do goleiro Hennessey, garantindo a conquista.

Lucas André ||@luc4s_andre
Linha de Fundo ||@SiteLF

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.