Header Ads

Goiás 1x1 Londrina: a segunda rodada e o primeiro ponto

Goiás e Londrina se enfrentaram em um jogo que, no início, dava sinais de que seria uma partida extremamente truncada e com poucas chances para ambos. De fato, o primeiro tempo seguiu desta maneira, mas o segundo tempo foi movimentado e a partida pegou fogo.

Foto: Diário de Goiás
Nos primeiros minutos os dois times tinham dificuldade em avançar ao campo ofensivo e ficavam trocando passes na intermediária procurando uma brecha que (quase) nunca aparecia. A única oportunidade que levou perigou foi à finalização de Jô após desvio de Keirrison, que acabou numa defesa sem muitas dificuldades para o goleiro esmeraldino. O Goiás por sua vez tentava pelas jogadas aéreas que quando não paravam nas mãos de Marcelo Rangel, eram cortadas por Matheus. Sim, desta maneira fria e sem graça, a primeira etapa teve seu fim e o intervalo parece ter sido mágico.

Logo aos 9 minutos o Londrina abriu o placar com Igor Bosel que desviou o chute de Zé Rafael, este lance foi polêmico, o jogador do Londrina estava impedido mas não é aceitável dizer que foi erro de arbitragem, uma vez que até a imagem pela televisão confundiu, o impedimento só foi confirmado com a régua do tira-teima e o gol foi confirmado pelo árbitro. Polêmica à parte, o Goiás deu uma resposta rápida e um minuto depois já finalizava com Cléo para achar seu gol de empate. A equipe esmeraldina fazia pressão em busca do gol e a alviceleste explorava os contra-ataques que originavam boas chances com Paulinho e Keirrison. Mas sem marcar, o Tubarão foi dando espaço até que o Goiás teve sua chance e empatou jogo com uma pixotada de Wendel. Dois minutos após o golaço, Wendel foi expulso por uma entrada dura em Sílvio. Os momentos que seguiram à expulsão originaram grandes chances, incluindo duas grandes defesas de Marcelo Rangel e uma furada monumental de Paulinho de frente ao gol.

Foto: imagem mostra o quão duvidoso foi o lance do gol
Mais uma vez o Londrina jogou bem, mas não venceu e em sua segunda partida conquistou o primeiro ponto. Espera-se a recuperação da equipe nas próximas partidas e a conquista das primeiras vitórias que deverão acalmar a relação com a torcida, esta relação segue estranha desde a derrota contra o Cruzeiro, alguns preferem ter paciência e pedir calma e outros se rendem ao momento de baixo rendimento e criticam (certas vezes até de forma exagerada). O fato é que vários momentos o Londrina peca na falta de garra e atenção e estes lances têm sido cruciais e originado gols dos adversários, resta esperar a próxima partida e torcer/rezar para que o time acorde e alcance um bom jogo, com boas finalizações e com gols.

O Goiás veio a campo com Renan, Sueliton, Anderson Salles, Deivid e Jefferson; Wendel, Patrick, David, John Cley (Thalles), Cassiano (Wagner) e Rafhael Lucas (Cléo), time do professor Enderson Moreira.

Cláudio Tencatti escalou o Londrina com Marcelo Rangel, Igor Bosel, Sílvio, Matheus e Léo; Germano, Diogo Roque, Zé Rafael (Júlio Pacato) e Rafael Gaba; Jô (Paulinho Moccelin) e Keirrison (Bruno Batata).

Esta foi uma partida para 2.478 torcedores e com renda de R$ 12000.

Na próxima rodada:
Criciúma x Goiás - 24/05 (terça feira) às 21:30
Londrina x Náutico - 24/05 (terça feira) às 19:15

Vitor Guimarães || @VitorBatata3
Linha de Fundo || @SiteLF

Um comentário:

Tecnologia do Blogger.