Header Ads

Guia da Copa América – Grupo D


ARGENTINA - @ismahsantos

Vice-campeã na edição anterior, a Argentina busca uma nova oportunidade para levar o troféu dessa edição especial da Copa América. Porém, a Albiceleste, além de querer o título, também busca a manutenção da equipe, pois são atletas jovens e que tem um ótimo futuro a nível mundial. Desta forma, essa competição será um belo teste para ajustar o foco nas Eliminatórias e será uma maneira de implantar um espírito de campeão a todos que estão vestindo a camisa Portenha.

Tata Martino manteve a base que vem utilizando nas últimas partidas, além de ter dado continuidade aos novatos Pinola e Augusto Fernández, que, assim como Mercado e Higuaín, presente em outras ocasiões, passaram a brigar por um espaço na equipe após agradarem na última rodada das Eliminatórias.

Porém, a poucos dias da convocação definitiva para a Copa América 2016, Martino perdeu dois jogadores presentes na pré-lista. O lateral-direito Pablo Zabaleta e o zagueiro Javier Pinola foram confirmados nos últimos dias como baixas para a Albiceleste, que logo iniciará sua preparação pensando na Copa América.

Tata optou chamar 35 jogadores, para no dia 20/05 divulgar quem será os 23 definitivos que viajarão para os Estados Unidos, na disputa da Copa América Centenário. Até o momento, apenas Kranevitter e Funes Mori receberam autorização para disputarem a Olimpíada e a Copa América, o que provavelmente não ocorrerá com Dybala e Correa, que são esperanças da "Hinchada Albiceleste" nos Jogos Rio 2016. Em contrapartida, Musacchio, um dos supostos experientes que estarão no Rio de Janeiro, não deverá figurar na Copa América.


BOLÍVIA - @wagneroliveiraf

A Bolívia deve passar por muitas dificuldades nessa Copa América, já que acabou caindo em um dos grupos mais difíceis da competição. A tendência é que a seleção verde seja eliminada logo na fase de grupos justamente pela fase que passa. Os bolivianos não estão nada bem nas Eliminatórias e, de seis jogos disputados, a equipe venceu apenas um, com 4x2 em cima da Venezuela, e tem cinco derrotas. É a vice-lanterna com apenas três pontos ganhos.

A La Verde não tem um histórico tão grandioso na Copa América. Com algumas campanhas vergonhosas e outras gloriosas, a Bolívia já participou da competição por 23 ocasiões. Na maior parte delas, os bolivianos não conseguiram ter destaque e sempre foram alvos fáceis das outras seleções sul-americanas. Isso foi diferente apenas em 1963, quando a própria Bolívia sediou a competição e acabou levando o título do até então Campeonato Sul-Americano, como era conhecido antes. Foi o único título deles até hoje.


CHILE - @_FellipeS

A seleção chilena vem para a Copa América Centenário sonhando alto e com grande expectativa de seus torcedores. Como uma bela base formada nos últimos anos, La Roja, como é conhecida, conquistou a Copa América pela primeira vez em 2015, jogando em casa, e agora não vai poupar esforços para defender seu título nos Estados Unidos.

A seleção vive grande momento e, além do título inédito de 2015, o Chile ocupa a surpreendente terceira colocação no ranking FIFA de seleções masculinas. Pelas Eliminatórias da Copa, a equipe vem se recuperando das duas derrotas sofridas e atualmente ocupa a quarta colocação, onde estaria classificada para a Copa da Rússia 2018.

O caminho da Roja não parece ser tão complicado assim, pelo menos até a semifinal. A seleção caiu no Grupo D e não deve ter dificuldades para se classificar junto à Argentina. Na segunda fase, o grupo cruza com o Grupo C, onde estão Jamaica, México, Uruguai e Venezuela.

O treinador Juan Antonio Pizzi já divulgou a lista oficial dos 23 convocados para a competição com os principais nomes da equipe: Bravo, Sánchez e Vidal. Dentre os convocados, somente um deles atua no Brasil: Mena, do São Paulo. Outros dois chegaram a ser pré-selecionados, mas acabaram cortados da convocação final: Vilches (CA Parananense) e González (Sport). A maior surpresa foi a não convocação do meia Jorge Valdivia, presença constante e titular da equipe em vários jogos.


PANAMÁ - @NeetoMoraes96

A seleção do Panamá ainda está em festa pelo simples fato de ter conseguido a classificação para Copa América. Será a primeira vez que a seleção disputará esse torneio e, sem dúvidas, o principal objetivo é aproveitar ao máximo esse momento e, quem sabe, tirar alguns pontos das principais potências.

Para chegar até aqui, o Panamá precisou disputar antes a Copa Oro e quase foi eliminado na primeira fase. Com apenas três pontos, a seleção acabou conseguindo se classificar como melhor terceiro colocado. No mata-mata, o time conseguiu eliminar Trinidade e Tobago nos pênaltis, mas na semifinal infelizmente perdeu para o México na prorrogação. A equipe ainda teve que enfrentar os Estados Unidos na disputa pelo terceiro lugar e novamente conseguiu ganhar nos pênaltis.

Na segunda colocação do Grupo B nas Eliminatórias da Copa com sete pontos, o Panamá está se preparando para enfrentar adversários difíceis na Copa América no considerado grupo da morte. O estreante não terá vida fácil e sem dúvidas tentará dificultar muito para as grandes seleções.


@SiteLF

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.