Header Ads

Guia da Eurocopa - Grupo D

Já passamos por três grupos contando um pouquinho de cada seleção nessa Eurocopa e agora é hora de conhecer as seleções da Espanha, República Tcheca, Turquia e Croácia. As equipes estarão no Grupo D da competição e será uma disputa duríssima em busca da classificação para as quartas de final.

Conheça sobre as seleções do Grupo D.
Foto: Wagner Oliveira / Linha de Fundo
ESPANHA:


A Eurocopa está a cada dia está mais perto de começar e, com isso, os treinadores estão mais nervosos ou até mesmo indecisos como nunca. A competição sem dúvidas é de alta importância, já que pode instaurar um ambiente de recomeço, esperança ou até mesmo uma crise. Isso depende, claro, do desempenho de cada seleção. A Espanha pode se encaixar em dois desses quesitos, já que é preciso de um recomeço e de uma pequena esperança. 


Deixando de lado um pouco o momento que a seleção vive ou até mesmo os vexames que passou na Copa das Confederações e Copa do Mundo, podemos dizer que a Espanha é uma forte candidata ao título. As atuações da Fúria nesse torneio são de encher os olhos. Já são três títulos na história, sendo dois conquistados nas últimas duas edições e sempre invictos. 

Das 14 vezes que o torneio aconteceu, a seleção espanhola disputou nove e chegou até a final quatro, sendo campeã em três ocasiões. A primeira conquista da Fúria na Eurocopa foi em 1964 contra a União Soviética, já as outras duas foram em 2008 e 2012 contra Alemanha e Itália respectivamente.

Mesmo faltando pouco para o início da Euro, os treinadores preferem esperar ao máximo para divulgar a lista principal da convocação para a disputa do torneio. A seleção espanhola só deve anunciar a lista no final de maio ou no início junho. A Espanha ainda tem alguns jogos amistosos e já anunciou a convocação para o próximo compromisso. 

Goleiros: Iker Cassillas (Porto), David De Gea (Manchester United) e Sergio Rico (Sevilla).

Zagueiros: Juanfran Torres (Atlético de Madrid), Mario Gaspar (Villarreal), Gérard Piqué (Barcelona), Marc Bartra (Barcelona), Jordi Alba (Barcelona), Sergio Ramos (Real Madrid), Nacho, Fernández (Real Madrid) e César Azpilicueta (Chelsea). 

Meias: Cesc Fábregas (Chelsea), Sergio Busquets (Barcelona), Mikel San José (Athletic Bilbao), Sergio Roberto (Barcelona), está substituindo Iniesta lesionado, Koke (Atlético de Madrid), Thiago Alcâtara (Bayern de Munique), Isco (Real Madrid), David Silva (Manchester City) e Juan Mata (Manchester United).

Atacantes: Paco Alcácer (Valencia), Álvaro Morata (Juventus), Aritz Aduriz (Athletic Bilbao), está substituindo Diego Costa lesionado, Nolito (Celta de Vigo) e Pedro (Chelsea).

Principal jogador da Espanha: 



A grande aposta da Espanha para tentar ganhar a Euro é na mistura entre a experiência de alguns jogadores e a qualidade dos mais jovens. Depois que Xavi saiu da seleção, o posto de líder ficou para Andrés Iniesta, que vem fazendo um grande trabalho e é a principal peça espanhola.

Expectativa para a Espanha:


Sem dúvida nenhuma a Espanha é uma forte candidata ao título e as expectativas de todos os espanhóis é de que a seleção ainda tenha muita lenha para gastar. Na fase de grupo eles não terão muito trabalho, já que o grupo é considerado fácil. 

REPÚBLICA TCHECA:


Apesar da República Tcheca não ser muito conhecida através do futebol e nem ter muitos jogadores conhecidos a nível mundial, a seleção Tcheca é uma das mais tradicionais da Europa e também uma das que mais participam da Eurocopa. Presente em 8 das 14 edições do torneio (sem contar a de 2016), o time irá para sua sexta participação seguida. Os tchecos têm muitas histórias para contar e momentos históricos para lembrar.




Para iniciar, um pouco de história: A República Tcheca se tornou independente há apenas 23 anos, em 1993. Nas 7 décadas e meia anteriores, o país era unificado com a Eslováquia, formando o país da Tchecoslováquia. E foi como Tchecoslováquia, que os Tchecos conseguiram escrever o maior feito futebolístico da sua história, ao ganhar a Eurocopa de 1976. 16 anos antes, porém, a seleção tchecoslovaca fazia parte da 1ª edição da Euro, sendo 3º lugar ao derrotar a França por 2x0. Em 1976, em sua 2ª participação, a maior glória da Tchecoslováquia. A fase final que foi disputado na Iugoslávia, foi disputado também por Holanda, Alemanha Ocidental e Iugoslávia. Na semifinal, diante dos holandeses, uma vitória histórica na prorrogação, após 1x1 no tempo normal. Com 2 gols nos últimos 5 minutos da prorrogação, a Tchecoslováquia venceu por 3x1 e foi enfrentar a poderosa Alemanha Ocidental na final. Na final, após abrir 2x0 em 25 minutos, a Tchecoslováquia viu a Alemanha empatar o jogo aos 44 minutos do 2º tempo. O jogo foi parar nos penaltis, onde a Tchecoslováquia fez 5x4 nos penais, e se sagrou campeão europeu de futebol.

Após 1980, a República Tcheca voltou a jogar a Euro apenas em 1996, já independente. E não parou mais de jogar. Nas 5 edições que jogou como nação independente, a República Tcheca perdeu um pouco o estrelismo, apesar de um vice campeonato em 1996, e um 3º lugar em 2004. Em 2000 e 2008, caiu na 1ª fase. Em 2012, os tchecos foram eliminados nas 4ªs de final por Portugal, por 1x0.

Principal jogador da República Tcheca:

O jogador que a torcida mais espera entrar em campo é exatamente Tomas Rosicky. O meio campista, que está jogando há 10 anos no Arsenal, mal entrou em campo na última temporada europeia. Devido a lesões, o jogador participou de apenas 1 jogo. Mesmo assim, o técnico Vrba se mostra confiante na participação do jogador na Euro. O capitão, que completou 100 jogos com a seleção, pode desequilibrar muito a favor dos tchecos, caso não se machuque. Já marcou 22 gols com a camisa tcheca, é o artilheiro entre os convocados.


Expectativa para o República Tcheca:

No grupo da atual bicampeã e favorita à 1ª vaga Espanha e junto com Ucrânia e Turquia, a República Tcheca chega com objetivo de conseguir a 2ª vaga do grupo para as oitavas, ou até mesmo uma das vagas do índice técnico da 3ª colocação. Pensar em chegar mais longe, não é achar muita expectativa pros tchecos, que sempre jogaram bem a eurocopa. O time espera recuperar o estrelismo que tinha até pouco tempo atrás nessa competição. Não são muitas seleções que já chegaram em 5 semifinais, 2 finais e ainda levantou um título nessa competição. Quem sabe, a estrela tcheca volte a brilhar.

TURQUIA:

A Eurocopa 2016 é a grande chance da Turquia deixar uma marca em sua história, pois essa é a seleção mais forte já vista pelos turcos e pelo mundo. Comandado por Fatih Terim e de uniforme novo (um dos mais lindos), eles vão com tudo para a França, prometendo não dar moleza para ninguém e jogar de igual para igual.



A Turquia participou apenas duas vezes da Eurocopa em sua história, uma em 2000, onde foi eliminada logo nas quartas de final, e a outra em 2008, onde parou nas semifinais. Nesse de 2008, onde os turcos chegaram mais longe, seu grupo era formado por Portugal, República Tcheca e Suíça. A Turquia passou em segundo, com o mesmo número de pontos da líder Portugal, mas perdendo no saldo de gols. Nas quartas de final, o adversário a Croácia, onde no tempo regulamentar terminou 1-1, e nas penalidades, deu 3-1 para a Turquia. Eles foram parados na semifinal, onde foram derrotados por 3-2 para a toda poderosa Alemanha, em um grande jogo. E assim, terminava a melhor participação da Turquia numa competição europeia. Nessa oportunidade, Arda Turan já jogou a Euro, e fez dois gols. Apenas um jogador turco integrou a seleção da competição, que foi Hamit Altintop.

Principal jogador da Turquia:




Arda Turan e Hakan Çalhanoglu carregam nas costas a esperança de toda uma nação, onde veem a real possibilidade de comemorarem um título europeu. Arda atualmente joga no Barcelona, onde não conseguiu demonstrar todo seu futebol (e dificilmente conseguirá), já Hakan, é a grande estrela do Bayer Leverkusen, e a forma como pega na bola e enxerga o jogo, amedronta os adversários que forem o encarar.

Expectativa para a Turquia:

Com várias seleções de extrema qualidade (Espanha, Alemanha, Inglaterra, etc), dizer que a Turquia é um grande candidato ao título seria dizer algo leviano, mas eles vão brigar comendo pelas beiradas, quiçá uma chegada a fase final já deixe contente o professor Fatih Terim, mas almejar o título em uma competição tiro curto no modelo de mata-mata é nada demais.

CROÁCIA:

A seleção croata vem se preparando para Euro 2016 com o intuito de vencer pela primeira vez na história o torneio, porém não será fácil, apesar de que nas últimos anos, a Croácia vem crescendo com seu futebol cada vez mais com jogadores experientes presentes nas últimas convocações como Ivan Rakitic e Luka Modric, entre outros.



O treinador Ante Cacic divulgou na última segunda-feira, a convocação da Croácia para a Euro 2016 que será sediada na França. Os principais nomes da convocação foram Ivan Rakitic e Luka Modric de Barcelona e Real Madrid da Espanha. Além da dupla de volantes, outros nomes se destacam que também estão na lista como o meia Mateo Kovacic atualmente reserva no Real Madrid, e a jovem promessa Alen Halilovic de apenas 19 anos, do Barcelona (Emprestado ao Sporting Gijon). Por outro lado a grande ausência, fica por conta do zagueiro Dejan Lovren do Liverpool.

Confira a lista completa da Croácia para Euro 2016:

Goleiros: Danijel Subasic (Mônaco/FRA), Lovre Kalinic (Hajduk Split), Ivan Vargic (Rijeka) e Dominik Livakovic (Zagreb).

Defensores: Darijo Srna (Shakhtar Donetsk/UKR), Vedran Corluka (Lokomotiv Moskow/RUS), Domagoj Vida (Dynamo Kiev/UKR), Ivan Strinic (Napoli/ITA), Gordon Schildenfeld (Dinamo Zagreb), Sime Vrsljko (Sassuolo/ITA), Tin Jedvaj (Bayer Leverkusen/GER) e Duje Caleta-Car (Salzburg/AUT).

Meio campistas: Luka Modric (Real Madrid/ESP), Ivan Rakitic (Barcelona/ESP), Ivan Perisic (Inter de Milan/ITA), Mateo Kovacic (Real Madrid/ESP), Milan Badelj (Fiorentina/ITA), Marcelo Brozovic (Inter de Milan/ITA), Alen Halilovic (Sporting de Gijon/ESP), Domagoj Antolic, Marko Rog e Ante Coric (Dinamo Zagreb/UKR).

Atacantes: Mario Mandzukic (Juventus/ITA), Nikola Kalinic (Fiorentina/ITA), Andrej Kramaric (Hoffenheim/GER, Marko Pjaca (Dinamo Zagreb) e Duje Cop (Málaga/ESP).

Principal jogador da Croácia:




Rakitic é a promessa dos croatas para essa Eurocopa. O camisa 7, que atualmente veste a camisa do Barcelona, vem de boas atuações e pode ser um dos destaques nessa competição, assim como Perisic, Brozovic, Modric e Kovacic. A Croácia não tem uma seleção tão ruim como muitos pensam.

Expectativa para a Croácia: 

A expectativa é de que a Croácia chegue pelo menos a fase final, ou quem sabe aconteça uma zebra de poder brigar por título, coisa que para os croatas seria inédito.

Jogos - Grupo D

1ª rodada:

Turquia x Croácia - Parc Des Princes - (12/06) - 11h
Espanha x República Tcheca - Municipal de Toulouse - (13/06) - 11h

2ª rodada:

República Tcheca x Croácia - Geoffroy Guichard - (17/06) - 14h
Espanha x Turquia - Allianz Riviera - (17/06) - 17h

3ª rodada:

Croácia x Espanha - Stade de Boudeaux - (21/06) - 17h
República Tcheca x Turquia - Stade Felix Bollaert - 17h

Produzido pelos colunistas:

Alzemir Neto || @NeetoMoraes96 || ESPANHA
Fred Kuhnen || @Fred_Metro2002 || REPÚBLICA TCHECA
Roberto Casagrande || @roberto_kza || TURQUIA
Cesare Boralli || @cesareboralli || CROÁCIA

Linha de Fundo || @SiteLF

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.