Header Ads

Jesus chorou? E salve Jorge, Ponte perde para o Flamengo no Majestoso

Ponte toma a virada e acaba derrotada diante de seus torcedores.

(Foto:Raphael Zarko)
A Ponte começou pressionando o rubro-negro; os cariocas começaram com muita tranquilidade; o time do estreante Zé Ricardo tentava controlar o meio de campo, deixando os pontepretanos sem criatividade e sem opções. O que restou para a macaca foi o lado esquerdo de Reinaldo; a bola era muito bem trabalhada por ali. O camisa 6 chegava na linha de fundo e tentava o cruzamento na área para o deslocamento de Wellington Paulista. Porém não foi em lançamentos com bola corrida, que o Wellington marcou, mas sim, em uma bola parada. Reinaldo botou e Wellington Paulista guardou para a Ponte, 1 a 0 para a nega véia.

Após o gol, o Flamengo veio para o ataque. A Ponte acomodou-se, Reinaldo foi e Jeferson ficou. João Vitor cobria Reinaldo e o Fla explorava o lado esquerdo. Até que em falta pelo mesmo lado Alan Patrick cobrou e a bola resvalou em Felipe Azevedo que marcou contra, 1 a 1 no placar.

O Fla continuou a pressão no primeiro tempo, o jogo estava quente e os rubro-negros faziam força para buscar a virada. O time da Ponte continuou com o mesmo comportamento nada agressivo, apenas esperando os visitantes. Deu no que deu, no finalzinho da primeira etapa, escanteio cobrado, bola escorado por Kadu para o meio da área, Jorge pegou na veia da bola e fez um golaço. O mais querido virou e foi para a segunda etapa com mais tranquilidade

(Foto:GazetaPress/Retirado de: HTESports)
No segundo tempo, os dois times voltaram sonolentos, a bola parecia que não rolava, o Flamengo segurava o placar e a Ponte se segurava para não tomar mais gols. Só no final a macaca acordou e tentou assustar o goleiro Alex Muralha, que operou diversos milagres.

Melhores momentos:


Destaques da partida: Hoje teremos tanto destaques positivos quanto negativos. Os positivos: o meia Ravanelli, que buscou o jogo a todo momento, fez bons lançamentos dando um toque criativo no meio de campo alvinegro. O centroavante William Pottker que entrou durante a partida deu um gás maior para os pontepretanos e mudou a cara da equipe. Negativos: Na opinião do humilde colunista, os laterais Jeferson e Reinaldo deixaram grandes lacunas na defesa, atrapalharam o andamento dos jogo para os gorilas e deixaram defasado o esquema de Eduardo Baptista.

Ficha técnica: PONTE PRETA 1 X 2 FLAMENGO

Local: Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Data: 29 de maio de 2016, domingo
Horário: 11 horas (de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi (RS) e Helton Nunes (SC)
Renda: R$ 196.580,00
Público: 7.106 pagantes
Cartões amarelos: João Vítor e Pottker (Ponte Preta); César Martins (Flamengo)
Cartões vermelhos: Fernandinho (Flamengo)

GOLS
PONTE PRETA: Wellington Paulista, aos 11min do primeiro tempo
FLAMENGO: Felipe Azevedo (contra), aos 20min do primeiro tempo; Jorge, aos 42min do primeiro tempo

PONTE PRETA: João Carlos, Jeferson, Kadu, Fábio Ferreira e Reinaldo; João Vitor, Matheus Jesus (Thiago Galhardo) e Ravanelli (Cristian); Felipe Azevedo, Roger e Wellington Paulista (Pottker). Técnico: Eduardo Baptista

FLAMENGO: Alex Muralha, Rodinei, Léo Duarte, César Martins e Jorge; William Arão, Márcio Araújo e Alan Patrick (Cuéllar); Fernandinho, Marcelo Cirino (Ederson) e Felipe Vizeu (Gabriel). Técnico: Zé Ricardo (interino)

Francisco Borja || @BorjaFrancisco_
Linha de Fundo || @SiteLF

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.