Header Ads

Persistindo nas "Endersices"

O Goiás está com um grave problema para essa Série B, que tem nome e sobrenome: Enderson Moreira. Chegou ao clube esse ano com a promessa de repetir o que fez no passado, muitos esmeraldinos (como eu) acreditávamos nisso, porém, fomos ingênuos. Ignoramos o histórico recente de fiascos do treinador e nos iludimos com vitórias simples no estadual. Estamos hoje pagando o pato, com um elenco que tem até boas peças, mas que está sofrendo na mão de um treinador que em cinco meses, não conseguiu achar uma escalação fixa para o time. Ontem, o pesadelo do Heriberto Hülse ganhou mais um capítulo, e nessas páginas, Enderson foi o destaque pela sua incapacidade e amadorismo.

Léo Lima estreou, mas sem brilho. Foto: globoesporte.com
Logo no começo da partida, já se dava pra ver a apatia do Goiás em jogar. Não é nem questão do tabu que temos jogando contra o Criciúma fora de casa, mas pela falta de preparo do time e pela fraqueza. Enderson continuava acreditando que ficar dando balão para o meio do campo ia adiantar em alguma coisa. Resultado: não deu em nada. O Criciúma tinha muita facilidade com a bola nos pés e também, na cabeça. A defesa do Goiás viu Gustavo e Nathan subir facilmente para fazer dois gols em bolas aéreas enquanto Anderson Salles e Deivid Duarte ficavam assistindo. Sobrou até para o Renan depois da partida. Não me lembro de ver uma defesa tão desorganizada com essa em vários anos.

Léo Lima estava estreando e até víamos vontade nele em mostrar algo, mas como? Ele não tinha nenhum apoio, estava bem marcado e não conseguia ligar o meio de campo com o ataque, mas era um dos poucos que ao menos tentava fazer alguma coisa de útil em campo. Não é como o Wagner, que não serve nem pra ser jogador de várzea, e depois sai bloqueando todo mundo na rede social porque não aguenta uma crítica. Esse era um que deveria passar longe da Serrinha, assim como este treinador.

Já era difícil ganhar. Estávamos sem Daniel Carvalho e sem Carlos Eduardo, todos no departamento médico graças à boa conduta que os preparados físicos estão dando para os atletas. E detalhe: eles vão receber mais um jogador. Sim, Léo Lima, que em sua estreia, já sentiu a coxa e vai mostrando que não só o Enderson que é fraco, mas sim, toda a sua equipe técnica. O pior é ver o presidente mentiroso e bobão, mais conhecido como Sérgio Rassi, defendendo ele depois de um jogo horroroso desse.

Criciúma vence com tranquilidade e mantém tabu. Foto: globoesporte.com
Cassiano então resolveu fazer algo de interessante pela primeira vez e marcou um gol. Ficou empolgado e mandou a torcida do Criciúma calar a boca, mas acho que ele já tinha esquecido que estávamos perdendo de três dos catarinenses. Parece que além de problemas físicos, alguns atletas têm problemas com contas matemáticas, não é mesmo? Isso tudo é fruto do trabalho de Enderson Moreira, um treinador que tem prazo de validade, mas o nosso presidente quer aguentar ver a torcida tomando mais tiros pra decidir fazer alguma coisa. Parabéns, Rassi. É melhor mandar expandir seu hospital do coração, pois muitos esmeraldinos irão parar internados com ataques cardíacos vendo essas atuações horrendas. Iremos sofrer ainda com essas "Endersices".

Wagner Oliveira || @wagneroliveiraf
Linha de Fundo || @SiteLF

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.