Header Ads

Unanimidades - #3 Rodada

Alô Alô amigo leitor, sócio torcedor do Linha de Fundo.

Se aquele velho ditado azar no jogo e sorte no amor estivesse correto, a última rodada no cartola renderia aos amigos que apostaram nas unanimidades indicadas um jantar à luz de velas com a Margot Robie e a Scarlett Johansson (sonho meu, sonho meu). Deu ruim, meus amigos, deu muito ruim. Digamos que de três tiros (Willian, Miller Bolaños e Diego Souza), acertamos um (mais ou menos) no alvo.


Vamos ao resumo da rodada: Willian, contrariando a Lei do Ex, não fez absolutamente nada em Cruzeiro e Figueirense. Na estreia de Paulo Bento, o comandante do ataque celeste especulou demais, ciscou demais, porém não foi nada efetivo contra a titubeante defesa catarinense. O atacante fez míseros 0,6 pontos, desvalorizando sua cotação em 2,19 cartoletas.

O bom e velho Tiririca, um palhaço deputado em meio a tantos deputados palhaços, tinha como bordão eleitoral “pior que está não fica”. Se passarmos essa frase ao Cartola, diria ao Tirica que já não bastasse à aposta no Willian, a situação piorou com o atacante Miller Bolaños. O equatoriano comandante do ataque gremista brigou, brigou, brigou, mas passou longe do gol de Paulo Victor. Somado ao fato, excesso de faltas cometidas e impedimentos nas costas contribuíram para pontuação negativa do atacante gremista (-1,4), desvalorizando sua cotação em 4,05 cartoletas.

Como salvação da lavoura, o único indicado que atuou relativamente bem foi o meio-campista Diego Souza. Autor do gol do Sport no empate com o Botafogo, o camisa 10 do Leão de Pernambuco foi protagonista também em roubadas de bola, o que lhe rendeu nove pontos, valorizando sua cotação em 1,12 cartoletas.

Nesta terceira rodada vamos mudar um pouco a estratégia. Se o jogo de ataque não está funcionando, é hora de apostar na defesa, na boa e velha retranca. Vamos aos indicados (todos os goleiros, a lógica é: quem tem menos chance de levar gols):

Walter: Se estamos em busca de uma defesa sólida, talvez a primeira lembrança esteja no Parque São Jorge. No caso da partida ante a Macaca campineira, o responsável por ser o guarda metas Corintiano é uma novidade. Walter tomou de assalto à posição do titular e até então intocável Cássio. O goleiro vem motivado pela chance, respaldado pelo merecimento nos treinos e clamado por toda uma fiel torcida já faz um tempo.
  
Nome: Walter
Time: Corinthians
Posição: Goleiro
Preço: C$ 8,03

Danilo Fernandes: O Internacional de Argel Fucks, apesar das ótimas peças ofensivas, nunca foi um primor de ataque. Pelo menos na estada do ex-zagueiro como comandante. Nesse sentido, os gaúchos se pautam por uma defesa sólida e por um goleiro de respeito. Assim como no caso dos Corintianos, quem jogará será um reserva de luxo, que breve assumirá a titularidade colorada, falo do excelente Danilo Fernandes (ex-Sport) tendo em vista que após a Copa América e as Olimpíadas, o arqueiro Alisson já deve estar defendendo em terras europeias.

Nome: Danilo Fernandes
Time: Internacional
Posição: Goleiro
Preço: C$ 10,40

Fernando Prass: O paredão alviverde é pedida certa para quem aposta em defesas espetaculares, milagres e consistência. O experiente Fernando Prass, em oposição aos outros indicados, é titular absoluto e incontestável no Palmeiras. Talvez seja a única peça incontestável na titubeante defesa alviverde. Nesse quesito, assumo o risco pela aposta. O Palmeiras ainda é um time hesitante no momento defensivo, mas acredito piamente nos milagres do arqueiro para que se garanta aquela “mitada” no Cartola.

Nome: Fernando Prass
Time: Palmeiras
Posição: Goleiro
Preço: C$ 15,55

É isso aí pessoal: Pedalando, “dibrando” e seguindo a canção. Vamos em busca da mitada perfeita, uma boa sorte a todos!

Por: @Mhfernandes89

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.