Header Ads

Vergonha que não acaba para o Goiás

Parece que as ruínas do ano passado ficaram no Goiás. A equipe esmeraldina não cansa de fazer o que mais gosta com o seu torcedor: fazê-lo sofrer. Na noite dessa sexta, pela Série B, não foi diferente e "perdemos" para o fraquíssimo time do Londrina. Na verdade, foi um empate, mas para nós foi uma derrota. E das mais vergonhosas. Que revela na cara do torcedor o quanto temos um time mal treinado, um treinador ultrapassado, uma comissão técnica fraquíssima e uma diretoria que está prejudicando o Goiás a cada dia que passa. Enquanto vemos equipes como Bahia e Vasco, contratando jogadores de qualidade, nós temos que nos contentar com os "Rossis" que a vida nos oferece e também com alguns "Londrinas" nos nossos sapatos. É, parece que vamos ter mais um ano difícil.

Goiás joga mal e fica no empate com o Londrina. Foto: globoesporte.com
A partida, que teve que ser disputada em Itumbiara por conta de briga de torcidas, foi completamente ruim de assistir, mas ótima para perceber o quanto vamos sofrer nessa temporada. A equipe do Londrina, mesmo sendo considerada mais fraca, conseguiu atacar com muito mais consistência e agilidade. O Goiás, mais uma vez sem Daniel Carvalho, graças ao "excelente" trabalho que esse departamento físico anda fazendo, teve que se virar com as peças que tinha. Enderson colocou Cassiano e Jhon Cley, e que realmente, eram as melhores opções que tinham, mas que tiveram atuações completamente inofensivas e desqualificadas.

Cassiano não conseguia cruzar uma bola e perdia todas nas jogadas de ponta, além de errar metade dos passes. Jhon Cley só caia no chão e pedia falta o tempo todo. Acho que ele descobriu hoje que futebol também é um esporte que envolve contato. Enquanto isso, parecíamos um time desorientado contando com a melhor jogada dos três volantes que tínhamos em campo. No intervalo, Enderson tirou o Rafhael Lucas e começou o primeiro erro, pois deveria ter colocado o Cléo com mais um atacante para dar mais estabilidade ao ataque. Uma troca de atacantes mudou o que? Nada. Isso fera bem óbvio.

O Londrina atacava pouco, mas atacava melhor. Keirrison desperdiçou boas chances de marcar o seu gol na partida e o time paranaense chegou ao seu gol com um erro grave da arbitragem. Igor Boseli estava impedido em um lance muito difícil. Mesmo assim, eu nem ligo muito, pois merecíamos mesmo era ter tomado muito mais que isso, porém, não posso deixar de destacar a péssima arbitragem no jogo que parava por tudo qualquer jogada.

Wagner e Thales entraram no jogo e conseguiram ter muito mais instabilidade, principalmente o garoto da base esmeraldina que chutou muitas vezes ao gol, e quase deixou sua marca. Sobrou para Wendel deixar a sua marca pela primeira vez com a camisa do Goiás. Um belo gol, mas ele fez a proeza de ser expulso no lance seguinte em uma falta desnecessária. Parece que não se pode elogiar algum jogador do Goiás, que ele logo vem fazer besteira.

A questão é que o empate só reforça o descontentamento da torcida com a equipe. Só reforça a ruindade que sabemos que essa diretoria tem em relação ao futebol e que parece que nada vai mudar. Daniel fez falta nesse jogo. Sim, ele sempre faz falta. Esse é o problema. Sabemos que ele não tem culpa, mas a diretoria quer esperar até quando para perceber que com esse "técnico" e com essa comissão amadora, nós não iremos pra frente? Pra mim, é um absurdo que depois de tudo que passamos, ainda tenham coragem de nos machucar e de nos jogar no abismo novamente. A torcida não aguenta mais tanta vergonha, e não adianta fazer promoções para o sócio-torcedor, pois isso, só vai crescer quando o Goiás voltar a ser o Goiás que merecemos ver.

Wagner Oliveira || @wagneroliveiraf
Linha de Fundo || @SiteLF

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.