Header Ads

Amigos fora dos gramados, Romário e Everton Silva duelam pela primeira vez em times diferentes

O jogo da noite desta terça-feira (14) tem todos os fatores de uma grande partida. O Joinville vem de uma vitória importante, fora de casa, diante do Avaí e o Atlético-GO, vice-líder da competição, acabou com a invencibilidade de 34 jogos do Vasco e busca a liderança da Série B. Mas, para dois jogadores, este confronto é ainda mais especial. Romário, lateral-esquerdo do Atlético-GO e Everton Silva, lateral-direito do Joinville, são amigos, atuaram juntos em dois times e agora, pela primeira vez, vão se enfrentar.

- Nós nos conhecemos no Red Bull Brasil. E logo nos primeiros dias já nos identificamos muito, pois temos a mesma personalidade. Como eu já estava há mais tempo no clube, eu o ajudei a procurar apartamento, sempre que ele precisava de algo me pedia e foi ai que a amizade começou a ser construída. Como eu sou mais novo, também o procurava para pedir conselhos e com isso ele acabou se tornando um irmão para mim, lembra Romário.

Foto: Arquivo Pessoal
O lateral-esquerdo do Dragão conta ainda que levava o amigo para cortar cabelo e almoçar na casa da família na sua cidade natal de Diadema, em São Paulo, e assim se tornaram cada vez mais próximos. Os dois, que jogaram juntos na campanha do Red Bull Brasil no Campeonato Paulista de 2015, foram apresentados juntos, logo na sequência, no Avaí para a disputa da Série A do Brasileirão.

- No Avaí nossa amizade se fortaleceu ainda mais. Nós estávamos acostumados no Red Bull onde todo mundo falava com todo mundo e, no Avaí, era uma coisa mais fechada. Então a gente fazia tudo junto. E até hoje, mesmo distantes, temos essa amizade de irmão, ele me liga sempre para saber como estou e ainda continua me dando conselhos, conta Romário.

Everton Silva se diz muito ansioso para este duelo e considera este jogo parecido com o que já presenciou na época que jogava pelo Flamengo.

- Com certeza bate uma ansiedade, pois já vi muitos confrontos de irmãos jogando contra irmãos. Já peguei Carlos Alberto e Fernando quando eu atuava pelo Flamengo. O Fernando jogava comigo e o Carlos Alberto no Vasco e eu sei que os corações ficam apertados de estarem jogando contra, de não estarem ajudando o outro e sim, cada um defendendo sua equipe. É difícil, é um sentimento diferente, diz o lateral do Joinville.

Mas, para ambos, quando a bola rolar cada um estará focado 100% em buscar mais uma vitória na competição.

- Eu estou preparado, o Everton é como um irmão para mim, mas a partir do momento que o jogo começar ele será meu rival e eu farei de tudo para vencê-lo. Eu espero um duelo equilibrado, a gente se conhece bem, sabe das qualidades um do outro, até pelo fato de termos características parecidas de velocidade e força, sei que vai ser um grande jogo e que vença o melhor, diz o lateral-esquerdo.

- O jogo vai ser muito difícil, muito complicado, pois o time do Atlético-GO vem muito bem no campeonato, é uma equipe que merece respeito, mas dentro de casa, na Arena, a gente tem que se impor. O nosso fator casa sempre foi muito forte. Acredito que será um jogo de bastante marcação, bastante truncado, onde a gente tem que ter tranquilidade para poder aproveitar o momento certo de atacar e conseguir fazer o gol, mas falando sobre a nossa amizade, eu fico com o coração apertado, pois o Romário é um irmão de coração, eu amo esse cara e tudo que um dia eu puder fazer por ele eu vou fazer e faço. Até porque ele é um cara que eu devo a minha vida, posso dizer assim. É um jogo muito importante, mas eu estou muito ansioso para matar um pouco da saudade, mesmo que seja dentro de campo, finaliza Everton Silva.

Foto: Arquivo Pessoal

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.