Header Ads

Após começar a semana com a renuncia coletiva, Vila Nova volta a vencer

O Vila Nova teve uma segunda-feira bastante tumultuada, para o torcedor o que seria a luz no fim do turno se tornou um pesadelo. Sangraram o Tigre da Vila Famosa novamente, primeiramente ouviu o anuncio do treinador Paulo Roberto Santos até então, Paulo comandava o São Bento de São Paulo. Horas após o Vila anunciar, o São Bento deu um 'baile' de gestão no Vila Nova ao anunciar que Paulo Roberto continuaria no time paulista. Um baque para o torcedor, como se fosse apenas isso, não parou por ai. Logo após anunciar também o novo diretor, boa parte da diretoria eleita no final de 2015, renunciou sua saída do clube. O baque e a revolta tomou conta dessa torcida sofrida. Saíram do clube o primeiro vice-presidente, o segundo vice-presidente, a vice-presidência financeira, a diretoria de marketing, a diretoria jurídica. O que ontem parecia o começo de tudo, hoje não passa de uma ilusão. Diretor que é empresario de jogador, presidente que acha que é rei. Até quando o Vila vai ficar refém desse tipo de dirigente? Que Deus tenha piedade de nós.

Fica aqui meu muito obrigado a todos, ao jurídico que sem dúvida foi o melhor de todo esses anos. Aos vice-presidentes, ao diretor de marketing que deu uma visibilidade a mais nessa área do clube, ao diretor do Sócio Tigrão e aos demais. Fizeram o que acharam certo, hoje entendemos que nada foi em vão juntos todos nós queremos um Vila melhor.


Mais enfim, o Tigre voltou a respirar após ganhar por um placar magro do Sampaio Corrêa no Serra Dourada, 1 x 0. O tão criticado Frontini saiu do banco para garantir a vitória ao colorado. O artilheiro do Vila na temporada, marcou aos 26 do segundo tempo. O gol que deu a vitória ao Tigrão, ajudou o clube a respirar aliviado da crise interna. O novo treinador do Tigre Guilherme Alves ex-técnico do Novorizontino, acompanhou o jogo da tribuna.

E mais um jogo morno, o colorado sem ânimo nenhum não levou perigo ao gol adversário. Jogando mal e vencendo, é assim que o torcedor quer o Vila daqui pra frente. O clube necessita de dias melhores, dias sem tanto tumulto dentro e fora de campo. O restante da diretoria que ficou, e o senhor presidente 'rei' precisa começar a rever seus conceitos e começar a deixar que o técnico escale o time.

Guilherme Alves é uma aposta, espero que renda como o esperado. Temos uma prova no futebol goiano, que técnico desconhecido é que faz “milagre”, Marcelo Cabo veio como desconhecido, descreditado por todos hoje leva nosso rival ao topo da tabela. Fazer milagre ele não vai, mas Guilherme terá muita dor de cabeça o time não vinha sendo bem treinado ou de fato queriam derrubar mesmo o Mancini. 


Frontini faz questão de exaltar que não se importa ficar no banco de reservas "Nos anos anteriores, sempre disse que o grupo todo é importante. Não só quem está titular, mas todos os atletas. Não seria agora que eu estou na reserva que iria mudar o discurso. Fui feliz em poder entrar, ajudar o Vila e vou continuar lutando por meu espaço".

Duramente crítico pela torcida, por pouco não teve sua saída forçada do Vila Nova. Devemos muito a ele, nós deu dois acessos com quatro gols salvadores, quando mais a equipe precisou ele esteve lá para decidir. Vamos criticar quando for necessário, mas também vamos elogiar quando precisar, Frontini, Robston, Vinicius Simon, mesmo não jogando bem cabe sempre um lugar para os três no time titular. Ambos tem liderança.

O Vila Nova soma dez pontos, ocupando a 14ª colocação na tabela. O próximo confronto do Colorado é contra o Oeste, no sábado (18), as 21h na Arena Barueri.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.