Header Ads

Bill faz hat-trick e liquida com o Brasil

Ainda sem o zagueiro Cirilo, o G. E. Brasil foi a campo escalado com Martini, Wender, Leandro Camilo, Teco, Marlon, Leandro Leite, Washington, Clébson, Felipe Garcia, Ramon e Nena. Fez um bom primeiro tempo e o resultado mais justo seria um empate. O time Rubro Negro jogava tranquilo e também criava algumas oportunidades de ataque, mas tomou o um a zero aos quarenta e três minutos de jogo e a maionese desandou. O gol do alvinegro de Porangabuçu foi assinalado pelo atacante Bil. Até aí nada de anormal, mas o segundo tempo deixaria um gosto amargo na Torcida Xavante.

Bil, Bil, é isso mesmo, mais dois do Bil mandando de vez o saldo de gols do Brasil para junto da temperatura do Rio Grande do Sul. Caracterizado por uma defesa forte e consistente, o Brasil chega aos nove gols sofridos e passa a ter saldo negativo de um porque o seu ataque marcou, até agora, apenas oito.


Segundo o pensamento da maioria de seus torcedores, o Brasil joga esta Série B para manter-se entre os clubes que permanecerão para 2017 devido principalmente ao fato de estar reconstruindo totalmente o Estádio Bento Freitas. Obras desse porte demandam um esforço colossal além da necessidade de recursos financeiros de grande monta. Evidentemente isto pesa diretamente na qualificação e renovação do time. Não que os atletas atuais do Brasil estejam abaixo da média dos outros clubes, mas devido principalmente ao fato do campeonato ser longo e a paridade entre as equipes é uma tônica a cada edição. As lesões, os cartões amarelos e, infelizmente, os vermelhos forçam uma reposição a altura do time titular, mas o treinador olha o seu plantel e falta peças.

Mas vou tentar me ater ao estrago que o Bil fez. Insisto em falar do Bil porque o Ceará teve mais sorte do que juízo e este placar não diz o que foi o jogo. Tche! O cara jogou com a camisa dezoito. Será que é reserva? Bil é bom mesmo ou esse hat-trick foi sorte? Coisas do futebol? Este golpe vai nos derrubar mais do que fez hoje? Ainda estamos bem colocados na tabela. Oitavo lugar, com quatorze pontos ganhos, dois atrás do quarto colocado, mas com uma gordurinha de apenas seis pontos a frente da turma do Z4.

Foi a quarta partida do Brasil fora de casa. Apenas um pontinho marcado contra o Goiás e nada mais. Como empatamos com o Luverdense no Bento Freitas ainda precisamos recuperar um ponto para compensar. Daí não tem outra meu. É ganhar do Sampaio Corrêa para dar uma respirada na competição. O jogo será pela décima rodada, dia dezessete, lá no Maranhão.

Bil, Bil, Bil, nosso algoz e salvador da pátria do Ceará.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.