Header Ads

Derrota doída, porém necessária

Saudações Rubro-Negras!

Enfim o 100% como mandante do Atlético acabou, e acabou com uma derrota doída e não merecida para o CRB pelo placar de 2x1, de virada e com gol ao apagar das luzes, o que isso significa? Acabou o brilho do Atlético ou foi apenas um tropeço?  O Linha de Fundo responde para o caro amigo leitor.

Ataque do Atlético não conseguiu furar a defesa do CRB
O Atlético nos últimos quatro jogos venceu apenas um, contra o Vasco, empatou duas partidas em 0x0 contra Paraná e Joinville, as três partidas longe de Goiânia, e perdeu na ultima rodada para o surpreendente CRB, tendo uma queda de resultado bem visível em relação às sete rodadas anteriores.

Essa queda de produção é completamente normal, visto que quando o time está no topo ele fica bem visado pelos adversários e começa a ter dificuldades em seus confrontos, não seria diferente com o Atlético e não foi diferente também com o Vasco, por exemplo, que perdeu na ultima rodada em casa para o Avaí. Times que estavam brigando pelo topo também tropeçaram, o Criciúma empatou em casa com o Tupi, o Bahia repetiu o feito do clube catarinense e empatou com o Londrina. Esses resultados compactaram a tabela da Série B, a diferença do segundo colocado, que é o Atlético, para o sétimo colocado é de apenas três pontos, mostrando que essa será uma Série B bastante equilibrada.

Agora, como o Atlético está reagindo a tudo isso? Apesar dos resultados, se formos olhar a característica de cada jogo e como o time se portou podemos ficar otimistas, mesmo com o aproveitamento ruim. O jogo contra o CRB, que é a inspiração para este texto, mostrou bem o que serão os confrontos dentro do Serra e talvez até fora, enquanto o Atlético estiver no topo. O CRB usou uma tática de se defender o máximo possível e lutar por uma bola, mas não funcionou muito bem, visto que o melhor em campo foi o goleiro deles, Juliano, que só não conseguiu segurar a cabeçada de Michel, também não segurou um chute de Jorginho, mas este nosso querido árbitro inventou um impedimento e tirou o gol rubro-negro.

Ao contrário do time de Alagoas, o Dragão pressionou, finalizou, criou diversas chances, mas parecia que não era para ser. No primeiro tempo foram pelo menos oito chances de gol desperdiçadas pelos jogadores do Atlético, no segundo tempo não foi diferente e o ataque não descansou. Porém, logo após o primeiro gol do Atlético o CRB chegou ao empate em um escanteio, bola parada, tudo que eles queriam. Para o Galo, um empate era o suficiente, mas para o Dragão só a vitória interessava e foi com tudo para cima e, lembrando o jogo contra o Vila Nova, em que em um contra-ataque mortal levamos os três pontos para casa, tivemos o nosso castigo.

Ir com muita sede ao pote pode gerar grandes alegrias, mas tem um risco considerável, o CRB virou o jogo já no fim da partida e estacionou o ônibus do clube na frente do gol de Juliano, o Dragão não chegou ao empate e ficou nisso, 2x1 para o CRB apesar do Atlético merecer a vitória. Agora o ACG terá que buscar os pontos perdidos fora de casa, contra dois alvi-celestes, enfrenta o Avaí, em Florianópolis, na terça-feira às 19h15 e depois viaja até Belém do Pará, onde encara o Papão sexta feira, também às 19h15.

Wendel Azerêdo.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.