Header Ads

Eduardo Maglioni e o hat trick mais rápido da história

Noventa segundos. Um intervalo de tempo que pode ser uma eternidade no basquete, mas não no futebol. Um minuto e meio é apenas um suspiro, um lampejo. No entanto, um homem foi capaz de desafiar o relógio e rir na cara dele. Seu nome é Eduardo Andres Maglioni, e seu grande feito foi marcar três gols em 90 segundos.

Maglioni marca contra o Gimnasia
(Foto: diariopopular.com.ar)
Nascido em 14 de abril de 1946 em Reconquista na Argentina, Maglioni, desde a infância já mostrava um dom para o qual muitos jogadores dariam suas vidas para ter: marcar gols. Na verdade, no início, graças a ele, o modesto Atlético Sarmiento conseguiu fazer frente aos poderosos do Santos de Pelé, contra qual arrancou um empate de 1x1.

Maglioni recém contratado pelo Independiente
(Foto: Nicolás Fernández)
Esse feito não passou despercebido pelo Independiente de Avellaneda, que imediatamente decidiu recrutá-lo para suas fileiras. A aposta deu muito certo e Eduardo marcou sua passagem com 58 gols em 135 jogos. Mas uma atuação de Maglioni nenhum torcedor na Argentina - tanto do Independiente como de qualquer outro time - conseguiria esquecer que é a de 18 de março de 1973.

Naquele dia o jogo era válido pela terceira rodada do Campeonato Metropolitano em que "El Rojo" receberia o Gimnasia de La Plata. Depois de ganhar do Ferrocaril Oeste graças a um gol seu, Maglioni não esperava viver o seu dia mais glorioso. O primeiro tempo foi muito equilibrado embora o Independiente ter conseguido sair com a vantagem, graças a um gol do uruguaio Ricardo Pavoni.

No entanto, o que aconteceu no segundo tempo foi algo que ainda não se falava nos livros de história. Foi entre os minutos 4 e 6 da segunda etapa, de uma maneira tão rápida que não daria tempo de saborear uma mordida no sanduíche que os torcedores presentes compraram no intervalo. Aos 4’, Maglioni marcou um gol! Mas não termina por aí, pois no minuto e meio seguinte conseguiu fazer mais dois para o deleite de todos os torcedores que não conseguiam acreditar no orgasmo que acabaram de experimentar.

O segredo dessa façanha estava nos pontas que avançaram ao campo do adversário sem mesmo antes deles rolarem a bola para dar novamente início a partida, conseguindo roubar a pelota rapidamente depois de uma marcação quase instantânea. O árbitro não percebeu a trapaça e, portanto, Maglioni atualmente está no Guinness World Records com o hat-trick mais rápido da história. Em 90 segundos.

Um recorde mundial que o acompanhou ao longo de sua carreira, tanto para o bem quanto para o mal. "Lo más gracioso de todo es que cuando viajamos a Colombia querían que lo repitiera: qué se creyeron, que era Superman?". Ele se lembra de quando falam de seu feito, acrescentando: "es un partido que se da una vez en la vida y no se repite".


(Foto: lavisera.com.ar)

Sem dúvidas. Em 2015, o senegalês Sadio Mané marcou três gols pelo Southhampton contra o Aston Villa em 2 minutos e 56 segundos numa partida válida pela Premier League. Masashi Nakayama pela seleção japonesa fez um hat trick contra Brunei em três minutos e três segundos, enquanto o inglês Willie Hall com sua seleção fez o mesmo contra a Irlanda em três minutos e meio. Nenhum dos três, apesar de seu recorde, conseguiram entrar no Guinness World Records. Desde aquele 18 de março de 1973 ficou muito caro entrar nos livros de história.

Nota do colunista

Futebol e política sempre andaram de mãos dadas. Aliás, o próprio nascimento do esporte que conhecemos hoje foi fruto de uma vontade política e econômica. Como historiador apaixonado ensandecidamente pelo esporte bretão, trago histórias que mesclam o mundo do futebol com a política, cultura, paixão e a profundidade de vida. Não necessariamente nessa ordem!

Matheus Morais || @danosmorais_

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.