Header Ads

Gol nos acréscimos castiga Ponte Preta

Depois de bater o América-MG fora de casa, a Ponte foi até Porto Alegre enfrentar a forte equipe do Grêmio. A derrota até era o cenário mais provável para a partida, porém veio com contornos de drama. Depois de aguentar muito tempo com um homem a menos, a Macaca viu Luan acertar um lindo chute nos acréscimos e tirar o ponto que parecia conquistado.

A proposta do técnico Eduardo Baptista era ofensiva, com três atacantes visando explorar os contra-ataques. Contudo, as melhores chances foram sempre dos gremistas, dominando bem o meio-campo e assustando em várias oportunidades a meta do goleiro João Carlos. Luan perdeu boa chance logo no começo.

A situação se complicou ainda mais quando o juiz expulsou o atacante Clayson, ainda no primeiro tempo. O restante do jogo foi de pressão total dos gaúchos que acertaram a trave com Luan, viram Everton perder gol incrível após lindo passe de Douglas e até Geromel arriscar uma investida ofensiva em algumas oportunidades. O gol, porém, não saiu.

Foto: Globo Esporte.
Depois do intervalo, Eduardo Baptista colocou dois laterais na partida: Nino Paraíba e Gilson. A ideia era compor duas linhas de quatro e aproveitar as alas para tentar algum ataque enquanto os espaços eram preenchidos. Deu certo: o Grêmio pressionou, obviamente, mas tinha muito mais dificuldades do que no primeiro tempo.

Com a expulsão de Lincoln, em lance parecido com a expulsão da Macaca, o jogo ficou mais equilibrado. Nos minutos finais, os paulistas ficaram muito próximos da vitória: em dois lances, faltou pouco para sair o gol, com direito a uma bola na trave de Jeferson já nos acréscimos. Ironicamente, a Ponte pecou quando o jogo parecia mais controlado.

No lance seguinte, já no desespero, uma bola sobrou para Luan. Fora da área, ele encheu o pé e marcou um golaço desafogando os gremistas da Arena e, claro, frustrando um jogo de muito esforço e dedicação da Macaca que não mereciam o golpe tão duro.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.