Header Ads

Irlanda marca no fim e desbanca os italianos

Uma surpresa aconteceu na Eurocopa. Os irlandeses superaram a Itália que vinha de duas vitórias seguidas, e assim, garantiram a classificação para as oitavas de final da competição e vão ficar por mais um tempo na França. O gol da classificação veio nos pés de Robby Brady, que marcou no final da partida, deixando os italianos que entraram com o time misto, um pouco desmotivados para a próxima fase.

Brady marca no fim e garante classificação da Irlanda. Foto: globoesporte.com
Itália: Era tudo ilusão?

Os italianos estavam surpreendendo a todos com uma boa campanha. Batemos as seleções de Bélgica e Suécia, então, seria tudo mole com a Irlanda, não é mesmo? Errado. Antonio Conte optou por mudar a equipe e poupar alguns jogadores, afinal de contas, já estávamos classificados para as oitavas, então, um time misto entrou para o jogo com a Irlanda.

O resultado não foi do melhor esperado. Esperava-se ao menos uma garra da Itália, mas o time atacou pouco e deixou o jogo ficar sem graça de se ver. Imobille e Zaza deram apenas um chute cada para o gol de Randolph e Insigne acertou a trave no segundo tempo. Apenas isso. A Irlanda, que precisava do resultado, era muito mais incisiva.

É a famosa frase: "Quem entra para empatar, perde". Não deu outra. Bonucci não conseguiu acompanhar Brady que deu uma cabeçada bonita para o gol e fez a festa dos irlandeses. Era tudo que a Itália temia e levou um banho de água fria, e a incerteza de que aquelas duas vitórias no começo era apenas ilusão.

Itália sofreu com a pressão irlandesa no primeiro tempo. Foto: globoesporte.com
O grande problema é que o nosso adversário nas oitavas de final será nada mais e nada menos do que a Espanha, que ficou em segundo no grupo deles. A partida ainda sim, será extremamente difícil. Parece que a Itália quis perder esse jogo na expectativa da Bélgica nos passar e assim, nos livrarmos da Espanha. Não deu muito certo. O que os italianos querem saber é se vamos ver uma postura diferente e uma garra como a que os croatas entraram contra os espanhóis. A Itália pode superar isso, mas precisa de uma nova postura e querer jogar como uma seleção grande.

Irlanda:

Veio à segunda etapa e o gol parecia questão de tempo. Hendrick comandava as ações no meio do campo enquanto McClean pelo lado faziam jogadas insinuantes até a linha de fundo. O problema é que o tempo ia passando e a superioridade não se transformava em gol. Os Azzuri não eram ameaça no ataque, mas iam conseguindo se segurar na defesa. O treinador colocou McGeady e Hoolahan para soltar mais a seleção, que já começava a apelar para os cruzamentos da intermediária. A Irlanda teve uma chance de ouro com o próprio Hoolahan que desperdiçou cara a cara com Sirigu aos 37 dos segundo tempo. Parecia que o gol da classificação havia sido desperdiçado. Dois minutos depois o vilão se tornou herói ao cruzar a bola na cabeça de Robert Brady que faz 1-0.

A Irlanda se classificou como uma das melhores terceiras colocadas com quatro pontos. Agora enfrentará a anfitriã França no domingo. Missão ainda mais complicada para a seleção da torcida mais alegre da Euro, mas depois dessa classificação heroica nada é impossível para eles.

Republic of Ireland players celebrate

Wagner Oliveira || @wagneroliveiraf
Matheus Garzon || @MatheusGarzon
Linha de Fundo || @SiteLF

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.