Header Ads

Londrina: Toca um axé que nós vamos comemorar

Após mais um empate fora de casa, a gana não era e não podia ser outra além da primeira vitória fora de casa. Se em rodadas anteriores o clube teve suas chances e as desperdiçou, nesta teria de ser diferente, ainda mais por se tratar de um adversário que vem bem no campeonato e tem a "obrigação" de chegar à série A de 2017 (as aspas são para fazer referência à faixa que a torcida da equipe baiana tem levado ao estádio).

Foto: espn.uol.com.br
Quem está acostumado a ver os jogos em que o Londrina é visitante até se assustou ao ver a equipe passar a bola de pé em pé, pelo campo ofensivo à esquerda e em seguida assistir a uma bela assistência (de calcanhar), de Itamar para Zé Rafael que saiu de cara para Marcelo Lomba e completou para inaugurar o placar logo cedo, antes mesmo de um minuto de jogo. E para quem pensou que o Londrina ia se recuar ao ponto de só levar pressão eu digo: está enganado. A equipe de Cláudio Tencatti se organizou dentro das            quatro linhas e buscava pressionar as saídas de bola da equipe tricolor, óbvio que nem em todas as jogadas conseguia fazer o desarme em seu campo de ataque e acabava possibilitando boas jogadas da equipe baiana, mas nenhuma que levasse de fato grande perigo ao arqueiro Marcelo Rangel. O jogo ficara truncado, principalmente pelo modo como o meio campo do Tubarão se postara para impedir o avanço do adversário, as grandes chances criadas em jogos anteriores foram substituídas por passes errados e a torcida da casa ficava cada vez mais irritada com o baixo desempenho do time de Doriva, até que... Surgiu uma falta para o Bahia, de frente ao gol Alviceleste, Juninho pegou a bola e analisou onde cobraria: que tal onde a coruja dorme, do lado de fora da barreira? Lá mesmo, sem chance, ele cobrou e empatou a partida. A partir do gol de empate, a partida que já era truncada e pesada, ficou ainda mais. Fator este que dificultou o aumento de placar para ambos e fez os times saírem para o intervalo com o placar empatado

A segunda etapa prometia ser apimentada, mas começou amarrada, com muitos passes e com a marcação adiantada da casa o Tuba tinha sua saída de bola pressionada, o que dificultava o estilo de jogo de Cláudio Tencatti. A partir da marca de dez minutos o tricolor começou a dominar as ações, invertendo a situação que acontecera no primeiro tempo, onde o LEC marcava e impunha seu estilo fazendo o adversário errar passes, tentando corrigir a falha Tencatti mexeu no time: tirou Zé Rafael e colocou Júlio Pacato, com a intenção de aproximar as jogadas do meio campo com os defensores. Com a substituição o Tubarão parecia ter estabilizado as situações que anteriormente eram contra a seu favor, aumentou quantidade de desarmes e com um pouco mais de facilidade criava jogadas pelas laterais, eis que em um desarme Matheus desaba no campo e sentindo dores musculares pede substituição; Tencatti se viu obrigado a ousar e por Marcondes não ter viajado, chamou Anderson para a vaga do zagueiro.

A substituição - ainda que tenha ocorrido no improviso - mostrou versatilidade do elenco Londrinense, Luizão era o único zagueiro dentro e por isso o LEC se guardou próximo à área defensiva para aproveitar chances de contra-ataque, quando atacado Anderson e Germano recuavam o mais próximo o possível à defesa e Pacato retornava para fazer a função de primeiro volante. O esquema funcionava bem, pois compactara o time e além de tal fato, dava mais liberdade aos laterais que auxiliavam nas jogadas ofensivas e tinha sua parte defensiva "coberta" pelos volantes (hora Anderson, hora Germano), e mais uma vez um atleta Alviceleste despenca no gramado com dores musculares. Dessa vez o atleta caído era Rondinelly, outra vez a mexida veio com a saída de um armado para entrada de Bidia, mais um defensor que apenas remodelou o sistema anteriormente aplicado por Tencatti, que invertera a função de Júlio Pacato, fazendo-o se posicionar como armador. 

Foto: futebolbahiano.org
Compactado, enxuto e bem postado o LEC obrigava a equipe baiana a tentar sua sorte de fora área, e poucas vezes essas chances levavam perigo, e o sistema extremamente maleável do técnico Alviceleste teve seu funcionamento comprovado quando Itamito arrancou e fez o passe para Jô, colocar a Fonte Nova dentro de um caixão e acender a vela preta para o time do Bahia. A partir do gol, o que se viu foi um show de malandragem e experiência do Londrina que segurava a bola na linha de fundo ofensiva e ganhava escanteio atrás de escanteio, lateral atrás de lateral, só para o tempo passar até que o fim da partida chegou e o Tuba - até que enfim - comemorou sua primeira vitória fora de casa.

Foto: globoesporte.globo.com
Mérito total nosso, que fomos à Bahia enfrentar uma grande equipe, a qual está brigando para ascender de divisão. É interessante comentar o modo como o time se postou diante das dificuldades e adversidade proporcionadas pela partida, uma vez que com substituições por lesão, teve jogo de cintura para se compactar e ainda buscar a vitória nos minutos finais. Interessante também ressaltar um fator que fazia falta para o time em ocasiões passadas: a malandragem do futebol, de segurar o jogo para manter o resultado favorável. Esta mesma malandragem que fez o time segurar a vitória, derrubou Doriva do comando baiano, óbvio que o técnico não caiu somente por este jogo e sim por um conjunto deles, porém é importante ressaltar que o golpe de misericórdia veio do Paraná, diretamente de Londrina.

Bahia (1) x (2) Londrina contou com público de 9635 torcedores e renda de R$ 152.853,50.

Doriva escalou o tricolor baiano com Marcelo Lomba, Tinga, Jackson, Lucas Fonseca e Moisés (João Paulo); Paulo Roberto, Juninho, Danilo Pires, Régis (Zé Roberto), Thiago Ribeiro (Luisinho) e Hernane.

Já o Alviceleste de Tencatti veio com Marcelo Rangel, Igor Bosel, Luizão, Matheus (Anderson) e Léo; Germano, Rafael Gava, Zé Rafael (Júlio Pacato) e Rondinelly (Bidia); Itamito e Jô.

Na próxima rodada:
Tupi x Bahia - Helenão - 21/06 às 19:15
Londrina x Vasco - Estádio do Café - 21/06 às 19:15

Vitor Guimarães || @VitorBatata3
Linha de Fundo || @SiteLF 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.