Header Ads

Mais uma atuação vergonhosa e nada das coisas melhorarem

90 minutos de partida, e nenhuma finalização ao gol; esse foi o Joinville em campo, um time sem qualidade e completamente desorganizado, que necessita urgentemente de reforços, caso contrário, tem uma tal senhora chamada “Série C” que está batendo na nossa porta. E sim, com as partidas que o JEC vem fazendo, a chance de rebaixamento existe, e tanto a diretoria quanto a comissão técnica precisam abrir o olho logo e acordar para a vida!

Edson Ratinho começou a temporada jogando pelo JEC. Foto: Divulgação/Paysandu
Está se tornando repetitivo falar das péssimas atuações do Joinville, mas acreditem, é jogo atrás de jogo, o mesmo Joinville, um time covarde, que não ousa, e muito menos chega perto, somos um time previsível, que não sabe o que fazer com a bola no pé. O show de bobagens começa na escalação, quando Junior é remanejado ao meio-campo e Fernando Viana segue titular, mas fazer o que, é isso aí que temos, e é com isso aí que vamos (Me ajuda Deus). A lateral direita nunca foi tão revezada no JEC, começou com Paulinho Dias na posição, depois foi a vez de Diones, e por fim Naldo; ou seja, uma salada de frutas desgraçada armada pelo técnico Hemerson Maria, que já passou da hora de fazer esse time jogar, tudo bem que o elenco é fraco, mas a covardia e o medo de jogar não se fazem pelo nível do elenco, precisamos ser mais incisivos! Mas vamos ao jogo, o Paysandu abriu o placar logo aos 2 minutos, quando Jhonnatan finalizou e Oliveira aceitou (que falha), 1x0 Paysandu. O papão viria a quase ampliar três minutos depois, quando Lucas cabeceou para fora, e acredite, o primeiro tempo foi apenas isso, nada demais, apenas o gol e uma chance. Não tirando os méritos do papão, mas eles não precisaram forçar muito para ganhar o jogo, o Joinville que está fraco demais, atuação de doer os olhos e entristecer o coração.

Foto: Divulgação/JEC
No segundo tempo, o Joinville teve que ir ao ataque, só que mesmo assim, eram ataques cautelosos, não se lançando inteiramente ao ataque. Uma boa chance teve em uma bola desviada na zaga adversária (sim, isso mesmo); foi quando Gabriel Vasconcelos cruzou e a bola desviou em Gilvan, que quase encobriu o arqueiro Emerson. Apesar da falha, o goleiro Oliveira salvou o tricolor em uma oportunidade, quando Betinho cabeceou no canto, o mesmo pulou para evitar o gol do papão da Curuzu. E foi isso, mais uma derrota sendo inofensivo ao adversário, e o sonho do acesso indo cada vez mais para o espaço (se é que já não foi). O que vou falar agora tenho falado em quase todos os textos: Além de qualidade, falta um pouco mais de coragem ao Joinville. O jogo todo sem dar uma mísera finalização ao gol? Estão de sacanagem, tirando o torcedor para otário, ou sei lá o que seja, mas é uma piada de mau gosto. Essa foi a 11ª rodada da série B, e estamos na zona de rebaixamento, situação delicada, por mais que falte muito para o fim, mas é um cenário que preocupa o torcedor, e que requer mudanças de atitudes por parte de todos que estão no JEC, desde o presidente até o treinador, precisamos sair dessa situação o quanto antes!

Confira abaixo a ficha técnica do jogo:

Paysandu 1x0 Joinville:

Local: Estádio da Curuzu, Belém (PA);
Público e renda: 6.921 pessoas presentes, para uma renda de R$ 46.718,00;
Arbitragem: Avelar Rodrigo da Silva foi quem apitou, ele foi auxiliado por Nailton Junior de Sousa Oliveira e Jander Rodrigues Lopes;
Cartões amarelos: Alexandro (PSC) e Leandro Cearense (PSC) | Diones (JEC), Paulinho Dias (JEC), Naldo (JEC) e Carlos Alberto (JEC);
Gol: Jhonnatan (PSC). Confira o gol do jogo clicando aqui;

Paysandu: Emerson | Edson Ratinho, Gilvan, Fernando Lombardi e Lucas | Augusto Recife, Ricardo Capanema, Jhonnatan e Raphael Luz (Rodrigo Andrade) | Alexandro (Hiltinho) e Leandro Cearense (Betinho) | Técnico: Gilmar Dal Pozzo;

Joinville: Oliveira | Diones (Diego Felipe), Bruno Aguiar, Ligger e Diego | Naldo, Paulinho Dias, Carlos Alberto e Júnior (Murilo) | Juninho (Gabriel Vasconcelos) e Fernando Viana | Técnico: Hemerson Maria.

Foto: Divulgação/Paysandu
O JEC volta a campo no próximo sábado, e o adversário será o Paraná Clube na Vila Capanema às 16h. Com a posição desconfortável na tabela, e a real chance de queda do treinador, só uma vitória interessa ao tricolor do norte de Santa Catarina.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.