Header Ads

República Tcheca e Croácia empatam em jogo de muitas confusões

República Tcheca e Croácia entraram no campo de Saint Ettienne pela 2ª rodada em busca dos três pontos. A Croácia, que venceu na estreia, buscava a classificação antecipada, enquanto os tchecos queriam a primeira vitória, depois de perder para a Espanha na estreia. Enquanto os croatas apostaram na mesma escalação da estreia, os tchecos foram com uma equipe um pouco diferente. O técnico Vrba sacou Selassie e Necid para colocar Lafata e Skálak. Antes de o jogo começar, um momento muito emocionante com o capitão croata Srna chorando no hino do seu país, depois de perder o pai, e mesmo assim, voltou pra continuar na Eurocopa.


O jogo começou como terminou o último jogo das seleções. A Croácia dominando por completo o jogo, enquanto os tchecos só se defendiam. Os tchecos, sem espaço algum, só assistia a Croácia perder boas oportunidades com Mandzukic, Badelj e Perisic, que eram os mais atuantes na partida. De tanto tentar, enfim os croatas abriram o placar aos 36 minutos, com Perisic, que aproveitou uma brecha na defesa tcheca e abriu o placar. Mesmo com a desvantagem no placar, a Rep. Tcheca não mudou sua postura e por pouco não sofreu mais um gol ainda no primeiro tempo. Na etapa complementar, os tchecos até esboçaram uma reação com Krejcí, mas foi à Croácia que fez o gol, com Rakitic, em mais uma bobeada da defesa tcheca. A Croácia parecia que ia vencer bem e tranquilo o jogo, continuando a pressionar e jogar muito melhor. Mas os tchecos conseguiram descontar o placar, no seu segundo chute a gol no jogo até ali. Em um passe espetacular de três dedos de Rosicky, Skoda cabeceou sem chances para o goleiro croata. Com o placar apertado, enfim o técnico tcheco saiu da retranca e mandou o time para o ataque, colocando mais dois atacantes. A Croácia, que sentiu o gol sofrido, ainda viu a sua torcida jogar vários sinalizadores e uma bomba no campo, paralisado o jogo por cinco minutos. Após essa paralisação, os tchecos foram pro ataque e conseguiu um pênalti salvador, após Vida colocar a mão na bola. Necid cobrou e empatou a partida, aos 48/2º. Sem muito tempo para fazer algo, o jogo terminou assim mesmo, com um ponto para cada lado.

República Tcheca: Mais uma vez muito recuada

Depois de um jogo muito fraco diante da Espanha, onde o time só se defendeu, esperava-se uma República Tcheca mais ofensiva. Mas não foi o que aconteceu. Num primeiro tempo onde foi totalmente dominada pela Croácia, os tchecos se salvaram de sair de um placar mais desfavorável no intervalo. Sem nenhuma atitude ofensiva, os tchecos sofreram para segurar a Croácia, e mesmo levando o gol, não mudou em nada a sua atitude, parecendo estar pedindo para ser goleado. Foi somente no segundo tempo, depois de levar o 2x0, que a equipe saiu mais para o ataque. E os dois gols saíram mais na base da sorte do que na eficiência e merecimento. A seleção saiu de campo com uma sensação de vitória, mas, se não quiser voltar pra casa na terça-feira, terá que mudar radicalmente a sua postura. Jogando contra uma eliminada Turquia, o time precisa aproveitar o desânimo turco e se lançar para o ataque. Sim, porque sem atacar, o time não conseguirá vencer a partida. Um empate elimina os tchecos. Sem o seu principal jogador, Roscicky, que se machucou e não atuará mais nesta Euro, a República Tcheca terá que se superar para passar de fase. Mas, sinceramente, pelo futebol apresentado, não chegará nem perto da classificação.

Croácia: Começou bem, mas oscilou

Jogando em Saint-Ètienne contra a seleção da República Tcheca, a Croácia se mostrou muito superior no primeiro tempo, mais uma vez com um dos destaques da partida foram Rakitic e Perisic para o lado croata mandando na partida. A Croácia evidentemente tinha bem mais posses de bola, chutava mais, arriscava mais, tanto que depois de tantas chances, Badelj recuperou a bola no meio de campo e tocou para Perisic que abriu o placar chutando cruzado.


Na segunda etapa a Croácia continuou bem ofensivamente, mantendo a bola no chão, tocando e pressionando o time da República Tcheca, desta forma, os croatas embalados no jogo ampliaram o placar com o Rakitic tocando na saída do experiente goleiro Petr Čech.

O que se esperava era de que a Croácia ia tomar a frente da partida, iria segurar o resultado e garantir mais três pontos, porém não foi assim. A República Tcheca começou a reagir na partida, deixando a partida mais truncada e pegada do que já estava, sendo assim os Tchecos diminuíram aos 30' minutos com Skoda de cabeça.

O jogo já se encaminhava ao fim, e partida estava pegando fogo, com a Croácia e República Tcheca jogando de igual pra igual, aos 39' minutos por pouco os croatas não ampliaram o placar com Perisic tocando pela esquerda para Brozovic que cabeceou, porém ela não foi concluída em gol, jogando pra escanteio. Aos 42' minutos a torcida da Croácia jogou sinalizadores no gramado, obrigando o árbitro a paralisar a partida. Depois de retornar o jogo, acabou acontecendo um pênalti para República Tcheca, empatando a partida em Saint-Ètienne em 2 a 2.

Esse foi mais um jogo em que a Croácia do primeiro tempo ao começo do segundo tempo, jogou muito bem, controlou bem a partida, porém pecava um pouco nas finalizações, e deu o vacilo de tomar o empate no qual a Croácia estava em vantagem por dois gols. A Seleção Croata tem tudo pra crescer na Eurocopa, vem apresentando um bom futebol, somente algumas coisas precisam ser acertadas pra não ocorrer erros como esse nas próximas partidas.


A Seleção Croata voltará a campo na Eurocopa na próxima terceira-feira, diante da temida "Fúria" a Espanha às 16h no Estádio Matmut Atlantique. Com esse empate de sexta-feira, a Croácia somou quatro pontos na competição, ocupando a vice-liderança do Grupo D da Eurocopa.

Fred Kuhnen || @Fred_Metro2002
Cesare Boralli || @cesareboralli
Linha de Fundo || @SiteLF

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.