Header Ads

Show de Bale e Ramsey, Gales nas oitavas e Rússia eliminada

0 - 3  
Nesta terceira rodada da Eurocopa, os dois jogos do grupo acontecem simultaneamente. O País de Gales enfrentava a Rússia, no Estádio Municipal de Toulouse, podendo até empatar para seguir na competição, só ficaria dependendo do resultado entre Eslováquia e Inglaterra. Para os russos, apenas a vitória interessava e ainda assim, teriam que torcer pelos ingleses, para poder passar em segundo no grupo.

A briga dos 11 pela bola (Foto: UEFAEURO)
País de Gales: Dupla de ouro decide com dois gols e duas assistências

O começo do primeiro tempo já dava uma prévia de como seria esta etapa, antes mesmo dos cinco minutos, a Seleção Galesa já levava perigo para o goleiro russo, com Gareth Bale. A Rússia conseguiu dar uma “pequena pressão”, entretanto, era Ramsey quem estava destinado a abrir o placar e depois de uma bela enfiada de Allen, o meia, que estava sumido nesta Euro, cobriu o goleiro Akinfeev.

Os Galeses mantinham a posse de bola e eram eles que definiam como seria o jogo. Depois de um “vacilo” de Shirokov, Bale desarmou o jogador russo e deu passe para Taylor, que precisou de dois chutes para ampliar o placar.

Na melhor oportunidade russa, a zaga de Gales, mas Hennessey não deixou Dzyuba completar, fazendo grande defesa. O jogo passou, então, a ficar mais equilibrado, com oportunidades dos dois lados. Todavia, o resultado permaneceu inalterado.

Dupla de ouro, Ramsey e Bale garantiram os Dragões nas oitavas. (Foto: UEFAEURO)
A Rússia tentou arriscar, botando o time para frente, só que o técnico não viu suas substituições surtirem o efeito que ele esperava e os Dragões continuaram a ameaçar, fazendo uso da grande dupla, Aaron Ramsey e Gareth Bale.

E foi justamente assim que saiu o terceiro, após enfiada de Aaron, Gareth Bale saiu de cara com o gol e bateu na saída do goleiro russo, fazendo o seu terceiro gol em três rodadas, sendo o artilheiro da competição e cravando a classificação galesa para as oitavas. Os russos ainda tentaram, mas tudo em vão.

Com o resultado do jogo entre Eslováquia e Inglaterra, o País de Gales se classificou em primeiro lugar no grupo B, com seis pontos.

Rússia: Não soube se impor e viu a eliminação chegar mais cedo

O início de jogo já demonstrava que a seleção russa sofreria e muito... Logo na primeira oportunidade, Bale arrancou pela esquerda e levou perigo ao gol de Akinfeev, que conseguiu espalmar. A Rússia só levava perigo nos contra-ataques, pois seu meio campo não estava bem postado e não conseguia criar oportunidades, deixando para o País de Gales a missão de jogar.

O primeiro gol sofrido pelos russos foi aos 10 minutos, quando a Seleção errou precipitadamente. Allen interceptou e aproveitou bobeira da zaga para acionar Ramsey que com toque colocado, botou Gales na frente.

Os russos tentaram responderam com chute de Kokorin que acabou indo para fora do gol de Hennessey. Na sequência, sofreram novo contra-ataque e novo gol, desta vez foi Taylor quem finalizou, Akinfeev fez boa defesa, porém no rebote, os galeses ampliaram a vantagem.

(Foto: Divulgação)
Na melhor oportunidade, Akinfeev ligou o ataque e Dzyuba saiu de cara com o goleiro Galês, que conseguiu um milagre. As melhores chances eram criadas pelo País de Gales, a Rússia só chegava bem com chutes de longa e média distância.

No segundo tempo, Glushakov perdeu a grande oportunidade de diminuir o marcador e, quem sabe, de lutar por uma virada histórica. Porém seu chute de primeira, após cruzamento recebido acabou indo para fora. Ramsey deu assistência para Gareth fazer o terceiro da partida, decretando o fim da participação russa na Euro de 2016.

A Rússia desanimou por saber que precisaria fazer quatro gols em 25 minutos para poder ter chance de se classificar. A última boa chance foi dela, que não conseguiu fazer o de honra, pois Dzyuba chutou para fora, mesmo com espaço para ajeitar e marcar.

A Seleção Russa foi eliminada em último lugar no seu grupo, com apenas um ponto e deixa a competição com grande destaque para o goleiro Akinfeev que foi muito exigido e conseguiu fazer grandes defesas, apesar do placar largo.

País de Gales – Cássia Gouvêa.
Rússia – Mateus Segur.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.