Header Ads

Turquia vence a República Tcheca e alimenta chance de classificação

Turquia e República Tcheca se encontraram em Lens, para definir o futuro das duas seleções na Eurocopa. Com um empate e uma derrota, os tchecos dependiam de uma vitória simples pra se classificarem, nem que fosse como um dos quatro melhores terceiros colocados. Já a Turquia, com duas derrotas e nenhum gol feito, não tinha chance de se classificar direto, apenas como terceiro colocado. Enquanto os tchecos, desfalcados de seu melhor jogador, Rosicky, contundido no jogo diante da Croácia, os turcos vieram completos e esperançosos de pelo menos não sair zerada e lanterna dessa Euro.

Artbitragem e Capitães para República Tcheca x Turquia. Fonte:(fotbal.cz)
No começo do jogo, bem que a República Tcheca tentou impor o ritmo de jogo para buscar a vitória, mas logo no primeiro ataque turco, Yilmaz abriu o placar, dando um banho de água fria nos tchecos. A partir do gol, a Turquia começou a dominar por completo o jogo, acuando os tchecos na defesa, e perdendo boas oportunidades de gol. Precisando da virada, o técnico Vrba colocos os tchecos no ataque, mas, com poucas oportunidades, a seleção não conseguia colocar pressão no jogo. No segundo tempo, a Turquia viu que tinha condições de ampliar o jogo, e precisava, já que saldo de gols era um critério de desempate. Em lance de falha defensiva, os tchecos deixaram que o zagueiro Tufan tivesse liberdade para chutar e ampliar o marcador. Faltando 25 minutos para o final, a República Tcheca precisava de três gols para avançar, mas não encontrava forças para marcar gol. Conformada com a eliminação, o jogo se enrolou até o final com a Turquia dominando o jogo, e perdendo chance de ampliar, contra uma abalada seleção tcheca.

Os tchecos acabaram caindo na competição. A Turquia segue, pelo menos até o fim da 3ª rodada Fonte:(fotbal.cz)
República Tcheca:

Assim como nos outros dois jogos, a seleção tcheca mostrou muita fragilidade e pouca ofensividade. O time pouco finalizou no jogo, e na primeira fase inteira. E aceitou a pressão dos adversários. Curiosamente, foi no seu pior jogo, que conseguiram fazer os dois gols na competição, e o único ponto na classificação. Ao contrário do que mostrou nas eliminatórias, o time se demonstrou muito fraco e sem poder de reação. Somente conseguiu o empate diante da Croácia por falta de atenção dos croatas, que venciam até os 48/2º. No jogo contra a Turquia, sabendo que só a vitória interessava o time até esboçou uma pressão. Mas logo que sofreu o primeiro gol, se abalou e se deixou ser dominada pelos turcos.

Agora é levantar a cabeça, deixar a euro pra trás e focar nas eliminatórias para a copa de 2018. E não tem muito tempo para reagir não, já que as eliminatórias começam em Setembro, e, num grupo onde tem a atual campeã mundial e favorita à vaga direta Alemanha, não serão permitidos erros como nessa Euro, para voltar a jogar um mundial. A última vez foi em 2006 na Alemanha.

Tchecos lamentam a eliminação. Fonte:(fotbal.cz)
Turquia:

Desacreditado, conturbado, nada esperançoso; esse era o clima dentro da seleção turca, os comandados de Fatih Terim ouviam vaias atrás de vaias nos últimos dois jogos nesse euro (duas derrotas); e entraram ontem em campo com uma pequena chance de classificar, mas que se for olhada com outros olhos, essa classificação está muito perto, basta outro dos terceiros colocados dos grupos E e F não chegarem a três pontos, e isso está muito próximo de acontecer.

A Turquia se portou bem em campo, e abriu o placar logo aos 10 minutos com Burak Yilmaz, aproveitando um bom cruzamento de Arda Turan. A falta de qualidade técnica por parte da seleção Tcheca facilitou a vida dos turcos, que cada vez mais dominavam as ações, comandados por um bom Arda Turan, que foi bem em campo, bem diferente daquele Arda apático nas primeiras rodadas. A Turquia ainda ampliou com Tufan, e deu números finais ao jogo, 2x0. Como já dito, de quase eliminado, a quase classificado, a palavra "quase" domina, e para essa classificação acontecer, bastar cruzar os dedos e secar muito, pois se deixarem a Turquia chegar... Vão ter que aguentar!

Frederico Kuhnen e Roberto Casagrande.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.