Header Ads

Vila e seu apito amigo

Na ida para o estádio Serra Dourada hoje, esperava ver um clássico goiano pela Série B sentado na arquibancada e comendo aquela velha pipoca, porém, parecia um jogo de Campeonato Goiano. Só isso para justificar o assalto que a arbitragem fez em cima do Goiás hoje e nos tirou os três pontos na cara dura. Simplesmente, um absurdo o que Marielson Alves Silva fez hoje.

O passe sai da linha de defesa do Goiás, portanto, não existe o impedimento.
Foto: globoesporte.com
O gol que sofremos no final foi claramente por erros nossos. Deixamos eles pressionarem demais e estava bem nítido que as chances de isso acontecer eram boas, porém, não justifica os erros grotescos da arbitragem no jogo de hoje, pois a estratégia de Léo Condé era clara no segundo tempo: matar o jogo no contra-ataque. Poderíamos ter feito isso, mas o jogador do Vila que estava de camisa amarela fez de tudo para impedir.

Não gostei do primeiro tempo do Goiás. Foi patético. O Vila trabalhava mais a bola no ataque, mas era ruim e a defesa esmeraldina estava cuidando disso com facilidade. Renan só teve que trabalhar de verdade em um chute de falta no primeiro tempo e o Verde atacava pouco. Rafhael Lucas, mais uma vez, não tenho nem o que falar. Ele deveria se chamar Ivan ou "Ivansível". Também não me agradou as atuações dos laterais esmeraldinos.

Tivemos também aquele famoso pênalti não marcado em cima do Rossi. Pra variar, o juiz colorado mandou o jogo seguir e nem falei da quantidade de faltas que esse cidadão adorava apitar à favor do Vila Nova. A partida era nossa, mesmo com eles pressionando atrás de um erro. Quando conseguiram, comemoram como se fosse um título. Coisa de torcida de time pequeno mesmo. 

Mas no final da partida, fiquei pensando em uma coisa que o meu professor de História disse: "O vermelho é a cor da revolução. A cor dos socialistas". Então, o Vila é um time bem socialista, porque adora dizer que é o "time do povo" (mesmo sabendo que a torcida deles é bem medíocre), rouba pra caramba, fica feliz com pouca coisa. Típico de um time pobre e inferior. Típico do socialismo e dos abobados que acreditam nele, quando todo mundo sabe que é fadado ao fracasso.

Eu fiquei chateado com o gol que tomamos no final, mas não me abalou. Sei que não vencemos por injustiças e que ainda podemos subir mais na tabela. Na terça-feira, estarei no Serra Dourada contra o Paysandu e torcendo para fazermos nossa parte dentro de campo.

Rossi faz uma outra boa partida e marcou o gol do Verdão.
Foto: globoesporte.com
Wagner Oliveira || @wagneroliveiraf
Linha de Fundo || @SiteLF

Um comentário:

  1. https://www.youtube.com/watch?v=HFaw6Jkau7o

    Gol de mão do Goias no vila, e o atacante ainda Ri da cara nossa... Ok, o Vila tem apito amigo.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.