Header Ads

G4: tão perto, mas tão longe

PARANÁ 0 x 0 Paysandu

Às vezes é difícil estar na ponta da tabela, brigando por uma vaga no tão sonhado G4. A equipe passa a ser visada pelos adversários e sofre bastante com isso. O Tricolor sofreu com isso nas ultimas duas rodadas, contra Avaí e Paysandu. O anti-jogo praticado pelos adversários foi enorme: uma média de 21 faltas cometidas e 6 cartões por jogo, além do tempo desperdiçado com jogadores caindo aos montes.
 
(Foto: Hugo Harada)
O jogo em si foi bastante parecido com o contra o time catarinense, a equipe Paranista mandou no jogo inteiro, mas sofreu para criar as chances devido a retranca adversária e a falta de inspiração de alguns jogadores. O grande número de faltas sofridas fazia a bola aérea ser uma das principais armas do Paraná. A principal chance do primeiro tempo saiu com Murilo Rangel, que recebeu de Nadson e exigiu boa defesa de Emerson.

Na segunda etapa a pressão creceu e, acrescida da expulsão de Augusto Recife por parte dos visantes, o Paraná era só ataque. Diego Tavares e Rafael Carioca apareciam como boas opções pelas laterais do campo, enquanto Robson buscava resolver as coisas lá na frente. Valber e Henrique pararam em Emerson, Robson e Carioca passaram perto, mas nada de abrir o placar. Aos 47 minutos do segundo tempo, Lucio Flavio ajeitou para dentro da área e Robert furou lindamente, dando números finais a partida, 0 x 0.

A partida serviu para evidenciar a necessidade de reforços para o setor ofensivo da equipe. O horroroso Lucio Flavio vem se mantendo desde o estadual e para brigar com ele foi contratado Robert, que ainda não mostrou a que veio e o gol perdido contra o Paysandu foi a gota d’água. Uma luz no fim do túnel começa a brilhar e a saída de Borges do América-MG me faz sonhar com a volta dele a Vila Capanema.

(Foto: Agência Estado)
O próximo confronto do nosso Tricolor agora é só no dia 22/07, contra a equipe do Criciúma, no Heriberto Hulse. Um duelo direto que poderá deixar os times em boas posições na tabela (o PRC continuará a três pontos do G4 independente dos outros resultados). Martelotte deve contar com o recém-contratado Henrique, que depende de sua liberação no BID. Vindo do Náutico, o lateral chega para brigar pela posição de Rafael Carioca. Outro reforço do treinador é a suspensão de Lucio Flavio pelo terceiro amarelo, o lado ruim é que Robert deverá entrar em seu lugar. Continuamos na briga, avante meu Tricolor!


Fellipe Soares || @_FellipeS
#PRaCima

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.