Header Ads

Novo empate e alerta ligado

Foto: EcVitoria / Divulgação
Brasileirão Série A 2016, 15ª rodada. O Vitória viajou a Curitiba para enfrentar o Clube Atlético Paranaense, e novamente amargou um empate. O time atuou de forma satisfatória desde o inicio do jogo. Mesmo a defesa claudicando em diversos lances. O resultado final, liga mais ainda o sinal de alerta na luta contra o Z4, mas a forma que atuou, trás esperança novamente.

RESUMO

O cavalo tem passado selado na frente do Vitória na luta para se afastar do Z4, grupo que amargará o rebaixamento para a Série B de 2017.

Mancini voltou ao 4-2-1-3 e teve no meia Nickson um jogador razoável no primeiro tempo. O time foi melhor com a bola, apesar dos problemas que temos em criar jogadas consistentes e limpas para finalizar.

Por outro lado, continua ocorrendo erros em excesso no compartimento de defesa. Isso porque até a primeira linha marca o jogador, não fechamos os espaços da bola e como defensor é quase sempre mais lento e sem mobilidade que o atacante, muitas faltas são cometidas. E em duas dessas faltas, Victor Ramos deveria ser expulso.

Com o tipo de marcação que Mancini implanta, aumenta às chances de erros individuais, que já é imensa devida a qualidade média que tem nossos defensores. O Vitória precisa reforçar a defesa novamente. Pelo menos um lateral que jogue na esquerda e direita e mais um zagueiro num nível acima dos que temos no clube no momento.

Analisei o jogo em tempo real e gostei do que vi ao longo dos 90 minutos. O Vitória poderia ter uma chance melhor no jogo caso a defesa fosse mais solida e Marinho se entendesse melhor com os demais companheiros do ataque.

É isso aí galera!

Seja Sócio SMV!

Por @AdsonPiedade

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-PR 1 x 1 VITÓRIA

ATLÉTICO-PR – Weverton; Léo, Thiago Heleno, Paulo André e Sidcley; Otávio, Hernani, Nikão (Yago) e Pablo (Giovanny); Walter (Marcos Guilherme) e André Lima. Técnico: Paulo Autuori.

VITÓRIA – Caíque; Diego Renan, Victor Ramos, Ramón e Euller; Marcelo (Tiago Real), Willian Farias, Nickson (Serginho) e Marinho; Dagoberto (Vander) e Kieza. Técnico: Vagner Mancini.

GOLS – Pablo, aos 44 minutos do primeiro tempo e Diego Renan, aos 25 minutos do segundo tempo.
ÁRBITRO – Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)
CARTÕES AMARELOS – Kieza, Marinho, WevertonVistor Ramos e Hernani
RENDA – R$ 291.890.
PÚBLICO – 15.683 pagantes.
LOCAL – Arena da Baixada, em Curitiba (PR).

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.