Header Ads

Atlético-PR atropela Cruzeiro no segundo tempo e entra no G4

André Lima agradece a Marcos Guilherme em comemoração do terceiro gol.
Em jogo de tempos distintos, Furacão passa sufoco na etapa inicial, mas passeia na volta do intervalo. Weverton e banco de reservas são responsáveis pelo placar de 3x0 na noite desta segunda-feira (11) no Mineirão, diante dos cruzeirenses. Sob os olhares do técnico Tite, Cruzeiro e Atlético-PR entraram em campo com objetivos diferentes, mineiros querendo se distanciar da zona perigosa e os paranaenses querendo entrar de vez na briga pela ponta da tabela.

Cruzeiro contava a estreia de Rafael Sobis, que formou dupla de ataque com Willian. A dupla ainda sem muito entrosamento deu muito trabalho a defesa rubro-negra, que vale frisar perde muito na ausência de Thiago Heleno. O Cruzeiro era mais organizado e chegava fácil ao ataque, seu grande momento foi aos 37 minutos, quando Robinho bateu bem de fora da área para uma espetacular defesa do arqueiro do Atlético, que ainda operou um segundo milagre na finalização do impedido Sobis.

Até ai o Cruzeiro havia finalizado em 12 oportunidades contra nenhuma dos paranaenses, que só finalizaram aos 46 minutos após jogada de Sidcley pela esquerda, que rolou para Vinicius buscar o ângulo do Fábio. Na volta do vestiário, a partida mudou de figura, o Atlético passou a buscar mais o jogo e as mudanças de Paulo Autuori realmente surtiram efeito. Marcos Guilherme (acredite se quiser), entrou muito bem na partida, deu opção ao ataque e, após um chutão de Weverton buscando o camisa 10, Bruno Rodrigo acabou entregando o ouro para o também questionado Pablo dominar dentro da área e estufar as rede de Fábio ao 20 minutos do segundo tempo, abrindo o placar em Belo Horizonte.

Marcos Guilherme, logo na sequencia, fez um lançamento certeiro encontrando Nikão na área que só teve o trabalho de rolar para André Lima que havia entrado a pouco, o camisa 99 só teve o trabalho de empurrar para o gol com o goleiro já batido. Com boa vantagem no placar, o time rubro-negro passou a segurar um pouco suas investidas ao ataque. 

Weverton, grande responsável pelo resultado em Belo Horizonte.
Já pelo lado azul celeste, o ataque teve duas oportunidades de diminuir o placar e colocar fogo na partida, mas, assim como no primeiro tempo, esbarraram na grande atuação do arqueiro rubro-negro, que garantia a vantagem lá atrás. Com essa segurança de seu camisa 12, o Atlético deu mais um investida ao ataque e mais uma vez apareceu o menino de ouro do presidente. Marcos Guilherme, em uma jogada de velocidade, foi a linha de fundo e colocou a bola na cabeça do artilheiro André Lima, livre da marcação, testar para as redes dando números finais a partida.

Com o resultado de 3x0 contra os mineiros, o Furacão atingiu temporariamente o quarto lugar da competição e agora aguarda a partida entre Santos x Palmeiras hoje a noite para se consolidar ou não entre as quatro melhores campanhas. Na sequencia, o time da Arena da Baixada recebe em casa o Vitória domingo, às 16h.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.