Header Ads

Bragantino bate, arbitragem erra, mas Botafogo arranca empate pela Copa do Brasil

Na noite desta quarta-feira (13), Botafogo e Bragantino enfrentaram-se em jogo válido pela terceira fase da Copa do Brasil. A partida, marcada por uma arbitragem confusa, terminou empatada por 2 a 2. O resultado foi bom para o Glorioso e agora Alvinegro agora volta a se concentrar no Campeonato Brasileiro, já que sábado, às 16h, em sua Arena, o Botafogo enfrentará o Flamengo. 


Yaca, camisa 11, jogou bem e marcou um dos gols (Foto: Miguel Schincariol)
O JOGO

O jogo começou movimentado. Logo aos 3 minutos, o Bragantino teve a chance de abrir o placar. Erick pegou sobra na área e soltou uma bomba, Tartá desviou e quase enganou o goleiro Sidão. No minuto seguinte, Diego perdeu a bola dentro da área e viu Watson quase marcar o primeiro gol do jogo, porém, por sorte houve um desvio e a bola saiu pela linha de fundo, salvando o Glorioso. Após a cobrança do escanteio, Sidão deu um soco e afastou o perigo. Aos 18 minutos, Joel Carli derrubou Jefferson Baiano fora da área, a arbitragem, no entanto, marcou pênalti e Bruno Pacheco fez 1 a 0. 

Após levar o gol, o Botafogo acordou no jogo. Aos 30 minutos, depois de escanteio cobrado, Carli subiu sozinho na segunda trave e cabeceou para defesa do goleiro Felipe. Aos 37 minutos, o Alvinegro empatou a partida quando Salgueiro cruzou na área e Dierson subiu livre para fazer o gol. Aos 43', o Alvinegro ficou perto da virada, Yaca recebeu na entrada da área, limpou a marcação e mandou a bola no cantinho, Felipe, porém, buscou e salvou o Bragantino. Seria um bonito gol. Aos 47', o primeiro tempo chegou ao fim. 

O Glorioso retornou sem alterações para a etapa final. Bem no início, com segundos de jogo, o Bragantino assustou. Edson Sitta arriscou de longe e a bola passou bem perto da trave esquerda de Sidão. Aos 3 minutos, Yaca cruzou rasteiro na área e Gegê, por pouco, não alcançou a bola. Aos 6 minutos, o Botafogo virou a partida quando Salgueiro cruzou e Felipe desviou, a bola sobrou para Luis Henrique, que tocou para Gervasio Nuñez marcar. Bonito gol do Alvinegro e 2 a 1 para o Botafogo. 

Aos 14 minutos, Victor Luis segurou Erick dentro da área, mas a arbitragem não marcou pênalti. Aos 19', Bruno Silva foi substituído por Marcinho. O Bragantino cresceu, foi em busca do empate e, aos 30 minutos, ele veio. Erick achou Rodrigo Sam na área, que ajeitou para Eliandro só marcar o gol, a bola ainda desviou em Joel Carli e enganou Sidão. Aos 34 minutos, Geovane Maranhão entrou no lugar de Gegê. Aos 42', Ricardo Gomes mexeu pela última vez no Glorioso e Luis Henrique foi substituído por Vinícius Tanque. E foi só. Aos 49', o juiz apitou o jogo. 

OBSERVAÇÕES

O resultado não foi ruim. Botafogo pode se classificar empatando em 0 a 0 ou 1 a 1. Mas a situação é perigosa, já que uma vitória simples garante a vaga do Bragantino. Vale lembrar que, se o Glorioso avançar, ganhará cerca de R$ 600.000,00. 

Salgueiro sabe jogar. Hoje, por exemplo, teve participação direta nos dois gols. Precisa aparecer mais. 

Ainda bem que o Botafogo escalou time reserva. O Bragantino, extremamente violento, abusou das faltas. Poderia ter machucado alguns atletas do Glorioso. Postura lamentável do time paulista. 

Arbitragem péssima. Perdida, marcou pênalti inexistente e deixou a pancadaria rolar solta por parte dos jogadores do Bragantino. 

Joel Carli, titular incontestável, jogou e não comprometeu. Foi bom ter jogado hoje para adquirir ritmo. 

Noite histórica: Dierson marcou, Geovane Maranhão estreou...

FICHA DO JOGO

Bragantino 2
Felipe, Alemão, Rodrigo Sam, Éder Lima, Bruno Pacheco; Daniel Pereira, Edson Sitta (Jobinho), Tartá (Claudinho), Watson; Erick, Jefferson Baiano (Eliandro). Técnico: Marcelo Veiga. 

Botafogo 2
Sidão, Diego, Joel Carli, Emerson Silva, Victor Luis; Dierson, Bruno Silva (Marcinho), Gervasio Nuñez, Gegê (Geovane Maranhão), Salgueiro; Luis Henrique (Vinícius Tanque). Técnico: Ricardo Gomes.

Estádio: Nabi Abi Chedid (SP). 
Árbitro: Rafael Martins Diniz (DF). 
Assistentes: Ramires Santos Candido (ES) e Leone Carvalho Rocha (GO). 
Gols: Bruno Pacheco (20' do 1º T), Dierson (37' do 1º T), Gervasio Nuñez (7' do 2º T), Eliandro (30' do 2º T). 
Cartões amarelos: Daniel Pereira, Alemão, Jefferson Baiano e Rodrigo Sam (Bragantino), Dierson, Joel Carli e Diego (Botafogo). 
Público: 1.434 pagantes. 
Renda: R$ 17.050,00. 

Por: Gabriel De Luca (@biel_dluca). 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.