Header Ads

Calculista e domador: CRB vence a quarta seguida

CRB domina as ações e goleia o Tupi por 3 a 0.

Foto: Denison Roma

As noites regatianas pós-jogo se estendem em felicidade há um bom tempo. Quatro vitórias seguidas e um futebol da mais bela classe, são esses os motivos do sorriso do torcedor. Diante do Tupi, o Galo buscava sua afirmação no G4 por mais duas rodadas, é sempre bom manter a regularidade e ficar o mais distante possível do quinto colocado desde que ele esteja abaixo de você. 

A torcida fez festa antes da bola rolar, um torcedor do Galo estava no controle do sistema de som do estádio e ficou animando a torcida, que em festa se preparava para a partida. O momento que o time vive, diretoria, comissão técnica e torcida é sensacional, o ambiente é de confiança no acesso.

Primeiro tempo

Sufoco, sufocador e sufocante. Esse era o CRB, mas antes da bola balançar a rede não foi assim. As chances eram pequenas, a bola passava na frente do gol, mas insistia em não se encontrar, estava difícil concluir o remate. A torcida, que compareceu em número grandioso, foi empurrando o time pra mais uma batalha, era necessário, o momento do Regatas passava de sonho para realidade. Em um contra-ataque aos 29 minutos, a chance veio. Luidy acionou na área Roger Gaúcho, que finalizou à meia-altura, Rafael soltou e, de cabeça, Zé Carlos abriu o placar no Rei Pelé. O Galo saia na frente, deixando o torcedor mais tranquilo.

Foto: Aílton Cruz (Gazeta de Alagoas)

Róger Gaúcho e Gérson Magrão mostravam classe, dribles e jogadas de dar gosto de ver, enfeitavam a noite. Era a primeira partida em que os dois começavam jogando de primeira juntos, dois meias armadores e dribladores que embelezavam o meio-campo do CRB. 

Passado o tempo, o Tupi tentava e, de tanto tentar, chegou com perigo aos 39 minutos. Em finalização na entrada da área, Boaventura estava dentro da área do CRB e acabou colocando a mão na bola, então o árbitro marcou pênalti. Jonathan bateu no canto esquerdo e Júlio Cesar fez a defesa. Euforia da torcida Regatiana no Rei Pelé, um verdadeiro espetáculo, e nesse clima terminava o primeiro tempo.

Segundo tempo

Com pouco tempo na segunda etapa, o Galo já estava em cima, pressionando. Logo aos 2 minutos, em jogada individual de Galdezani, que vive fase espetacular, o meia recebeu a bola no ataque, passou pelo primeiro marcador, se livrou de Bruno Costa e, dentro da área, bateu cruzado, ampliando o marcador no Rei Pelé. 2 a 0 para o Regatas.

CRB, o dono do segundo tempo. Marcação pesada, jogadores atentos, atacando e defendendo. Olívio sendo, mais uma vez, pesadelo dos homens de meio-campo adversário, qualquer jogada que tentava se criar, ele mostrava seu tempo de bola perfeito e desarme, um verdadeiro cão de guarda no elenco do Regatas.


Foto: Aílton Cruz (Gazeta de Alagoas)

Aos 20 minutos, Luidy dava lugar a Welinton Júnior, titular nas últimas partidas que acabou sendo colocado na reserva, já que a fase de Roger Gaúcho é melhor. Róger foi se consolidando como o homem da partida, criando várias oportunidades e sofrendo faltas próximo a área. Ele teve sua chance aos 28', quando foi lançado por Zé Carlos, cara a cara com o goleiro, mas acabou batendo no meio do gol, desperdiçando chance que abrilhantaria mais sua exibição na partida.

Assumindo a vice-liderança com folga, o Galo foi se contentando com o resultado, mas buscado mais. Os jogadores corriam com bastante garra, querendo recuperar a bola para marcar mais e mais gols. De tanto querer, conseguiram. Aos 36 minutos, Zé Carlos deu uma cavadinha impressionante para Welinton Júnior, que matou no peito e finalizou sem deixar ela cair. 3 a 0 para o CRB. Vitória importantíssima.

Próximo compromisso

Faltam nove dias para o próximo jogo em Belém. O Galo descansa, vai analisar as partidas e torcer por resultados que lhe beneficiem neste fim de semana. Agora na vice-liderança e somando os mesmos números de pontos que o Vasco, a fase é espetacular. O Paysandu entra em campo no próximo dia 20, uma quarta-feira, em Caxias do Sul-RS, e vai cansar bastante. É isso que o torcedor espera, um Paysandu bem cansado em Belém e a quarta vitória seguida do Regatas fora de casa.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.