Header Ads

Com raça, Criciúma vira o jogo e vence Paraná

Na noite desta sexta (22), algo que não acontecia desde 2012 voltou a ocorrer no gramado do Heriberto Hulse. O Criciúma enfrentou o time do Paraná pela 17º rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.

GustaGol durante a partida (Foto:criciumaec.com.br
O JOGO

O jogo teve início com um tigre mal escalado e com o Paraná aproveitando as falhas para investir. Logo aos 5 minutos, o time adversário abriu o placar. Numa troca de passes dentro da área, Robson recebeu sem marcação nenhuma e finalizou bem para dentro da rede. Após o gol, o Criciúma tentou inúmeras vezes marcar, porém as finalizações eram horríveis, foram perdidos vários gols fáceis por erros inacreditáveis. Enquanto isso, a equipe paranista tentava, mas as bolas paravam nas mãos do goleiro Luiz, que jogou com a camisa 101 em comemoração aos jogos em que defendeu o clube carvoeiro.

Na volta para o segundo tempo, o tigre até estava determinado, porém as finalizações e os erros continuaram a persistir. Aos 9 minutos, Robson recebeu a bola adiantada e Luiz, ao defender, chutou e acidentalmente a bola bateu no atacante, que acabou ampliando o placar para o Paraná. 

Depois de muitas tentativas sem sucesso, o time da casa se encontrava desanimado, até que ''GustaGol'' resolveu mudar a situação. Em cobrança de bola parada, Juninho lançou na área e Gustavo marcou, diminuindo a diferença para apenas um gol no placar. O tempo começou a correr e o marcador não mudava, até que, mais uma vez, GustaGol, marcou e empatou para o tigre. Aos 45 minutos do segundo tempo, Gustavo roubou a bola e fez pela segunda vez na noite.

Então, o que não acontecia desde 2012 aconteceu. Aos 47 minutos, depois de um cruzamento, a bola sobrou para Ricardinho, que virou o jogo para o tigre e finalizou o placar em Criciúma 3x2 Paraná.

Dodi durante o jogo (Foto:criciumaec.com.br)
Resumão

O jogo foi complicado e estranho desde a escalação com laterais improvisados, saída de um zagueiro pra entrada de um meia, com intenção de arrumar a equipe e cada vez mais substituições erradas. Um time que até meados do segundo tempo não conseguia finalizar nenhuma jogada e muito menos marcar. Um time que perdia de 2x0 dentro de casa, já desacreditado, porém o mesmo resolveu acordar e botar a garra em jogo. 

O time começou a evoluir, chegar cada vez mais perto do gol e conseguiu marcar, consequentemente empatando e, nos acréscimos, junto com a força da torcida, conseguiu virar o jogo e trazer alívio e memórias de um time de 2012.

Naquele ano, 4 anos atrás, o Criciúma era um time guerreiro, que virava os jogos nos últimos minutos e que quase matava o torcedor do coração. O que se espera é que o clube incorpore 2012 e siga rumo ao acesso.

O próximo jogo do tigre acontecerá dia 30, em São Januário, quando enfrenta o Vasco, líder do campeonato. Jogo difícil e um empate já é importante.

''JOGUE COM RAÇA''

Letícia Figueredo

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.