Header Ads

Em duelo de desesperados, Botafogo bate Santa Cruz e deixa Z4

O Glorioso recebeu, em Juiz de Fora, o Santa Cruz, na tarde deste domingo (3) em jogo válido pela 13ª rodada do Brasileirão. E nesse duelo de desesperados, o Botafogo se deu melhor ao vencer por 2 a 1 e deixou a zona de rebaixamento. Com 15 pontos, o Alvinegro enfrentará na próxima rodada, o Coritiba, outro adversário direto. O jogo será no sábado (9), às 16h30.

O JOGO

Logo no primeiro minuto, o Botafogo abriu o placar. Camilo tabelou com Neilton, que deu passe espetacular para Sassá só empurrar a bola para o fundo das redes. De forma tranquila, o Alvinegro trocava passes e dominava a partida. E aos 17', o Glorioso ampliou. Camilo recebeu na entrada da área e deu passe excelente para Neilton, que dominou e contou com desvio da zaga do Santa Cruz para fazer o segundo gol botafoguense.

Neilton fez gol e deu assistência (Foto: Vitor Silva/ SS Press/ Botafogo)
Aos 25 minutos, o Botafogo quase chegou ao terceiro gol. Diogo Barbosa cruzou na área e, de carrinho, Walter Guimarães mandou para escanteio. Por muito pouco o zagueiro não marcou contra. Aos 32', Bruno Silva tentou de bicicleta e quase fez um golaço. O goleiro Tiago Cardoso defendeu e mandou para escanteio. E foi só. Aos 47', o primeiro tempo chegou ao fim.

O Glorioso voltou modificado para a etapa final. Sassá cansou e foi substituído por Luis Henrique. Aos 2 minutos, o Santa Cruz já levou perigo. João Paulo cruzou na área e Arthur, de cabeça, mandou para fora. No minuto seguinte, porém, o Santa diminuiu. Keno fez ótima jogada pela esquerda e tocou para João Paulo, que antecipou Sidão e fez o gol. Aos 8', o Botafogo teve a oportunidade de fazer o terceiro gol. Luis Ricardo cruzou na medida para Luis Henrique, que na pequena área, cabeceou para fora. A bola passou muito perto da trave. Nessa altura do jogo, o Glorioso, com menos intensidade, deixava muitos espaços para os jogadores do Santa, que pressionava mais e era superior. Aos 20', Camilo sentiu e foi substituído por Fernandes. Instantes depois, o Santa Cruz quase chegou ao empate. Após cobrança de escanteio, a bola quicou e sobrou para Arthur, que chutou forte. No entanto, Diogo Barbosa, quase em cima da linha salvou.

Botafogo e Santa Cruz tentavam trocar passes, mas exageravam nos erros. Aos 38', Ricardo Gomes tirou Rodrigo Pimpão e colocou Gervasio Nuñez na partida. Aos 40', Keno recebeu ótimo passe, partiu em velocidade, invadiu a área e chutou cruzado. Sidão tocou na bola, que ainda raspou na trave antes de sair. Sorte do Glorioso. No minuto seguinte, mais pressão do Santa, dessa vez com Leandrinho, que soltou uma bomba. A bola, porém, subiu demais. Aos 47', Bruno Silva arriscou de fora da área e Tiago Cardoso quase levou um frango. O goleiro, no entanto, se recuperou a tempo e evitou o gol. Aos 49' o jogo terminou. Botafogo 2 a 1.

OBSERVAÇÕES

Vitória importantíssima do Botafogo. Venceu um adversário direto. Não havia outro resultado que não fosse a vitória. O Alvinegro agora tem outro confronto direto. Enfrentará o Coritiba, fora de casa. Jogo difícil, mas não impossível de vencer.

Botafogo fez um primeiro tempo impecável, mas no segundo, tomou uma pressão absurda. Só deu Santa Cruz. Complicou um jogo fácil.

Não dá para imaginar o Botafogo sem o Camilo. Ele caiu como uma luva nesse time. Sassá também vem mostrando sua importância, assim como Neilton, que cresceu muito nos últimos jogos. Rodrigo Pimpão, ainda sem ritmo, foi inoperante, fez péssimo jogo. Ele pode ajudar e muito, mas está longe da forma física ideal.

Diogo Barbosa não voltou bem. Eu daria oportunidades ao Victor Luis, que apoia bem e é melhor na marcação.

FICHA DO JOGO

Botafogo 2
Sidão, Luis Ricardo, Emerson Santos, Renan Fonseca, Diogo Barbosa; Rodrigo Lindoso, Bruno Silva, Camilo (Fernandes); Neilton, Sassá (Luis Henrique), Rodrigo Pimpão (Gervasio Nuñez). Técnico: Ricardo Gomes.

Santa Cruz 1
Tiago Cardoso, Vitor (Arthur), Walter Guimarães, Danny Morais, Roberto; Uillian Correia, Marcílio, Léo Moura, João Paulo, Fernando Gabriel (Keno); Grafite (Leandrinho). Técnico: Milton Mendes.

Estádio: Mário Helênio (Juiz de Fora/MG).
Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC).
Assistentes: Rodrigo Henrique Correa e Clovis Amaral da Silva.
Gols: Sassá (1' do 1º T), Neilton (17' do 1º T), João Paulo (3' do 2º T)
Cartões amarelos: Vitor, Marcílio e Leandrinho (Santa Cruz), Bruno Silva (Botafogo).
Público: 5.423.
Renda: R$ 126.920,00.

Por: Gabriel De Luca (@biel_dluca).

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.