Header Ads

Em noite melancólica, Boca Juniors é eliminado na Libertadores 2016

O que era pra ser um dia de festa em La Bombonera se transformou numa noite melancólica e incrédula. O Boca Juniors perdeu a partida para o Independiente Del Valle pelo placar de 3x2 em um show de horrores da zaga Xeneize.

O JOGO

O início de jogo foi avassalador e parecia que o Boca ganharia em casa com facilidade. Logo aos 3 minutos, Cata Diaz perdeu um incrível gol frente ao goleiro Azcona.

Já aos 4', teve gol quando Pavón recebeu um lindo cruzamento da esquerda, depois de um erro de saída da zaga do Del Valle, e bateu no contrapé do goleiro para abrir o marcador. Assim explodia a La Bombonera.

Pavón foi o melhor jogador em campo, mas não conseguiu trazer a vitória.
Já aos 8 minutos, o Boca perdeu a chance de fazer o segundo gol quando Pavón acabou passando a bola muito forte para Tevez, que não conseguiu chegar nela. Aos 25', pane total na zaga do Boca. Primeiro, um lançamento feito por Caicedo cruzou o campo inteiro e foi parar na outra área para Sornoza, que deixou a bola escapulir e mesmo assim fez um ótimo remate para boa defesa do goleiro Orión, que com os pés mandou para escanteio.

Na cobrança do corner, outra falha na defesa e Caicedo, livre na marca do pênalti, mandou um balaço no ângulo de Orión. Era o começo do fim.

Jara ainda teve duas oportunidades de fazer o segundo gol. Na primeira, o goleiro Azcona fez a defesa e na segunda, já aos 43 minutos da primeira etapa, mandou a bola no travessão. Talvez a sorte não estivesse ao lado dos Bosteros.

SEGUNDO TEMPO E PANE TOTAL NO SISTEMA DEFENSIVO XENEIZE

Se aos 25 minutos da primeira etapa a zaga vacilou seguidamente, no início do segundo tempo foi um show de horrores. Aos 4 minutos da etapa final, Cabezas recebeu a bola nas costas de Jara livre, invadiu a área e tocou no canto do goleiro Orión. Era a virada.

Inacreditavelmente, dois minutos depois veio o terceiro. Um erro execrável de Orión, que, ao dar um passe, entregou a bola nos pés de Julio Angulo, que só teve o trabalho de empurrar a bola pra frente e ir acompanhando-a até morrer no fundo da rede. Ali o confronto já tinha se definido.

Orión falha feio e faz parte da pane defensiva do Boca Juniors.
Após o terceiro gol da equipe Equatoriana, o dono da casa se perdeu em campo e escapou de levar o quarto quando Sornoza chutou para fora. O Boca Juniors teve um pênalti a seu favor na marca dos 25 minutos, entretanto, como a noite não era "Bostera", Lodeiro bateu e perdeu após Azcona fazer a defesa. Por fim, o Boca achou seu segundo gol já aos 45' da segunda etapa. Um golaço de Pavón, que limpou três marcadores e acertou um chutaço. Mas não foi o suficiente.

#AndateAngelici

Por: Rafael Yan || @rafaelyancabj

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.