Header Ads

Em teste para cardíaco, o Imortal sobreviveu

No jogo da última quarta-feira (29), Grêmio e Santos foram ao gramado da Arena do Grêmio, às 19h30, para duelar em partida válida pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro. Duas equipes de muito peso em um duelo com muita história e tradição, seria a melhor definição possível quando esse duelo é apontado na tabela de jogos. Seja em partidas oficiais ou em amistosos, a expectativa é sempre de bons confrontos entre gaúchos e paulistas.

Giuliano, destaque da partida, comemorando o primeiro gol do Grêmio
(Foto: Lucas Uebel/Grêmio)
Para gremistas e santistas, um verdadeiro teste para os cardíacos e me arrisco a dizer que será uma das cinco melhores partidas dessa edição do Brasileirão 2016. As duas equipes justificaram suas posições elevadas na tabela de classificação e o Grêmio levou a melhor. O Imortal teve um início de jogo avassalador, mas, como sempre, fez o favor de testar o coração dos torcedores (se você é cardíaco e está lendo esse texto, parabenize o seu médico por ter receitado um ótimo remédio) e dificultou tudo.

Logo aos 2 minutos, Everton recebeu a bola na entrada da área e arriscou o chute, que foi espalmado pelo goleiro Vanderlei. No rebote, Giuliano aproveitou a sobra e só precisou tocar para o gol e abrir o placar. Grêmio 1x0 Santos. Após o gol, o jogou ficou muito equilibrado, as duas equipes criaram chances e, de praxe, Edílson e Lucas Lima se estranharam em uma disputa de bola. Aos 33 minutos, Everton, que não deixava a defesa do Santos em paz, fez outra boa jogada pelo lado esquerdo, chutou cruzado, Vanderlei espalmou e a bola sobrou para Douglas, o maestro pifador, fazer o 2x0.

Luan e Douglas comemorando o gol do maestro pifador, o segundo do Grêmio no jogo
(Foto: Lucas Uebel/Grêmio)
No intervalo de jogo, Dorival Júnior mexeu na equipe do Santos para tentar complicar a vida do Grêmio e conquistar um empate na etapa complementar. O colombiano Copete foi lançado, estreou e diminuiu para os santistas aos 19 minutos. A partir disso, o alvinegro começou a controlar a partida e chegou ao gol de empate com um chute lindo de Zeca, aos 37' da etapa final. Grêmio 2x2 Santos.

Tudo já parecia "perdido" para o tricolor, que construiu uma vantagem de dois gols e viu a mesma cair por terra. Mas, como todos nós sabemos, o futebol é uma caixinha de surpresas e qualquer resultado só pode ser comemorado ou lamentado com o apito final do árbitro. O Grêmio provou muito bem que isso é uma verdade.

Aos 27 minutos, Rafael Thyere precisou sair por sentir cãibras e Roger Machado lançou Marcelo Hermes. E de seus pés que, ao apagar das luzes, o Imortal chegou ao gol da vitória. O lateral esquerdo roubou a bola no meio de campo e mandou para Giuliano, que avançou para receber o passe do camisa 8 tricolor e saiu na cara do gol de Vanderlei. Hermes só precisou dar um toque sutil para o fundo do gol, na saída do arqueiro santista, e selar a vitória do Grêmio sobre o Santos. Em teste para cardíaco, o Imortal sobreviveu e faturou 3 pontos.

LEO FERNANDES || @leo_fernandes_9
LINHA DE FUNDO || @SiteLF

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.