Header Ads

Joinville não aproveita vantagem numérica e é derrotado

Foi apenas a segunda partida de Lisca sob o comando do tricolor, mas o time apresentou as velhas deficiências que acompanhamos quando o time era comandado por Hemerson Maria. Um time que incrivelmente não consegue chegar ao gol adversário, sofre para criar uma chance, e quando consegue, desperdiça. A situação é delicada, pois vamos para a 17ª rodada e o tricolor está a quatro pontos do primeiro time fora da zona do rebaixamento, que é o Goiás, e que curiosamente é o nosso próximo adversário... Ou seja, a vitória se faz extremamente necessária!

Bertotto e Carlos Alberto foram mal, assim como todos. Foto: Clicrbs/Toque de letra
Antes de partida começar, um grande imbróglio impedia o início da partida no horário marcado (21h), tudo porque, a luz simplesmente caiu no estádio Nabi Abi Chedid, sim, isso mesmo, a partida atrasou em mais de uma hora e trinta minutos; lamentável esse episódio, e esperamos que não se repita mais. Falando do jogo, o tricolor recebeu as boas vindas do Bragantino logo aos 3 minutos, quando Rafael Grampola foi pifado entre os zagueiros do JEC (lentos e mal posicionados), e apenas deu um toque por cima de Aranha, 1x0 massa bruta! O clube de Bragança ainda teve a chance de ampliar com o mesmo Rafael, mas ele cabeceou para fora; apesar de não ser tão incisivo por estar perdendo o jogo, o Joinville tentava de alguma forma o empate, e o mesmo quase veio com Heliardo e Carlos Alberto, mas chances sem sucesso. O Bragantino foi melhor na primeira etapa, começou pressionando e logo fez o gol, enquanto isso... O Joinville tinha a bola no pé, mas não conseguia chegar a meta defendida por Felipe, ou sequer finalizar com perigo.

Na segunda etapa, o massa bruta perdeu um jogador logo aos 10 minutos, e acredite, o Joinville passou mais de meia hora com um jogador a mais, e não conseguiu sequer sufocar o Bragantino, que estava completamente retraído. Para não deixar passar em branco, o JEC chegou apenas nos 43 minutos, quando Bertotto cabeceou errado, a bola acabou pegando no ombro, e foi para fora, o volante subiu sozinho! O golpe de misericórdia do Bragantino veio aos 45 minutos, quando em uma lambança generalizada da defesa tricolor, Gabriel Dias ficou com a bola e bateu na saída de Aranha, 2x0 Bragantino. O tricolor terminou a partida com 4 atacantes em campo, mas de que adianta tantos homens de frente se o time não consegue criar, ao menos assustar o adversário, nenhuma mísera finalização a médio-longa distância, absolutamente nada o JEC conseguiu fazer.

Sem energia, assim ficou o vestiário do tricolor... assustador! Foto: Goleada Info
Sai rodada e vem rodada, seguimos na mesma: Na zona de rebaixamento e jogando um futebol pobre. O primeiro grande erro do técnico Lisca começa na dupla de zaga, ao escalar Rafael Donato e Fabiano Eller juntos... Ambos são muito lentos, os atacantes de velocidade do Bragantino se tivessem forçado mais, fariam um salseiro danado. Outro erro vai para a escalação de Paulinho Dias como titular, o volante não se encontrou com a camisa do JEC ainda, vem jogando partidas de doer os olhos. O meia Bruno Ribeiro fez a sua estreia com a camisa do JEC, e não empolgou, se mostrou sonolento em algumas partes da partida, mas é apenas a sua primeira partida. Falando no geral, partida horrível do Joinville, time muito carente de qualidade técnica, e isso está ficando explícito a cada partida, e é triste estarmos nessa situação, um clube tão grande, com uma história tão bonita, mas que está nas mãos de pessoas que não entendem absolutamente NADA de futebol (tire suas próprias conclusões).

O que nos resta é torcer para que melhore logo, que algo aconteça e que consigamos encaixar uma sequência boa de vitórias, para estar o mais longe possível dessa terrível zona de rebaixamento. Confira a seguir a ficha técnica do jogo:

Bragantino 2x0 Joinville

Local: Estádio Nabi Abi Chedid, Bragança Paulista (SP);
Público e renda: 505 pessoas presentes, para uma renda de R$ 5.065,00;
Arbitragem: Diego Almeida Real foi quem comandou o apito, ele foi auxiliado por Rafael da Silva Alves e Jorge Eduardo Bernardi;
Cartões amarelos: Erick (BRA) | Rafael Donato (JEC) e Bruno Ribeiro (JEC);
Cartão vermelho: Erick (BRA);
Gols: Rafael Grampola (BRA) e Gabriel Dias (BRA). Confira os gols da partida clicando aqui;

Bragantino: Felipe | Alemão, Lucas Rocha (César Gaúcho), Éder Lima e Bruno Pacheco | Gabriel Dias, Daniel Pereira e Marcos Paullo (André Rocha) | Erick, Claudinho (Tartá) e Rafael Grampola | Técnico: Marcelo Veiga;

Joinville: Aranha | Reginaldo, Fabiano Eller, Rafael Donato (Cléo Silva) e Diego (Murilo) | Naldo, Bertotto, Paulinho Dias (Juninho), Bruno Ribeiro e Carlos Alberto | Heliardo | Técnico: Lisca.

Elenco se preparando para o difícil jogo contra o Goiás. Foto: Divulgação/JEC
O JEC volta a campo no próximo dia 19 (terça-feira, vulgo amanhã) para enfrentar o Goiás, às 21h na Arena Joinville. Confronto direto na parte baixa da tabela e será vencer ou vencer, para a situação não ficar mais crítica do que já está!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.