Header Ads

O "doido" vai ter trabalho

A cena se repetiu mais uma vez, outra derrota na conta e a crise segue estabelecida no Joinville. E o pior de tudo, o tempo está voando. Foi mais uma partida de doer os olhos por parte do JEC, um time completamente apático, sem levar perigo ao gol adversário, sendo refém de chutões para frente ou de lampejos individuais (que não acontecem). O técnico Lisca vai ter muito trabalho para fazer esse time jogar, mas muito trabalho mesmo, pois a situação está crítica, bem mais do que imaginávamos.

Foto: Divulgação/JEC
A verdade é que o Joinville não ofereceu muito perigo ao Brasil de Pelotas. O clube gaúcho fez dois gols sem precisar envolver muito a defesa tricolor, que precisa melhorar muito, principalmente o senhor Bruno Aguiar, que vem decaindo ultimamente. O primeiro gol do Xavante veio logo aos cinco minutos, quando Marcos Paraná ludibriou bem a marcação, cortou para a direita, cortou para a esquerda e bateu cruzado, não dando chances para Oliveira, 1 a 0, Brasil.

O segundo gol do clube gaúcho veio aos 16 minutos, quando Weldinho cruzou a bola na cabeça de Felipe Garcia, que subiu no primeiro pau e desviou no ângulo oposto de Oliveira, 2 a 0, Brasil. O Xavante ainda teve duas boas chances de ampliar o marcador, enquanto o Joinville se fazia nulo na partida, se defendendo mal e não conseguindo atacar. Foi mais uma atuação esdrúxula por parte do tricolor catarinense. Na segunda etapa, o Brasil de Pelotas só administrou, sem dar sopa para o azar, enquanto o JEC se viu obrigado a se lançar ao ataque, mas de nada adiantou, mais uma derrota computada e a crise permanece.

O time comandado interinamente por Fabinho Santos demonstrou as mesmas deficiências que apresentava com o ex-técnico Hemerson Maria, um time que não oferece perigo a meta adversária e que é facilmente envolvido pelo clube que enfrenta. É triste falar sobre o momento do JEC, pois temos que bater na mesma tecla toda santa rodada, falando as dificuldades que o tricolor enfrenta (já citadas acima).

O que pode nos dar um pouco de esperança é que um trabalho novo vai ser iniciado e as energias vão se renovar. É isso que esperamos, pois o tempo está passando e a cada rodada que passa continuamos na zona de rebaixamento. Querendo ou não, isso preocupa e essa chance de cair existe, por isso temos que abrir o olho e que o “Lisca doido” já mostre resultado na sua estreia, que será na próxima rodada.

Foto: Divulgação/JEC
Confira abaixo a ficha técnica do jogo:

Brasil de Pelotas 2x0 Joinville

Local: Estádio Centenário, Caxias do Sul (RS);
Arbitragem: Flávio Rodrigues de Souza foi quem comandou o apito, ele foi auxiliado por Márcia Caetano e Alberto Masseira;
Cartões amarelos: Paulinho Dias (JEC) e Bertotto (JEC);
Gols: Marcos Paraná (GEB) e Felipe Garcia (GEB). Confira os gols da partida clicando aqui;
Brasil de Pelotas: Eduardo Martini | Weldinho, Teco, Leandro Camilo e Marlon | Leandro Leite, Washington e Diogo Oliveira (Clébson) | Marcos Paraná (Nena), Felipe Garcia e Ramon (Nathan) | Técnico: Rogério Zimmermann;

Joinville: Oliveira | Reginaldo, Bruno Aguiar, Ligger e Diego | Naldo, Paulinho Dias (Bertotto) e Carlos Alberto | Dodô (Juninho), Gabriel Vasconcelos (Adriano) e Heliardo | Técnico: Fabinho Santos (interino).

Foto: Divulgação/JEC
O JEC volta a campo no próximo sábado, às 16h, na Arena Joinville para enfrentar o Sampaio Corrêa. Esperamos que seja o início de uma nova caminhada, uma caminhada vitoriosa e de muitas alegrias, pois nossa cota de “sofrência” já ultrapassou os limites.

 @roberto_kza

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.