Header Ads

Ou cai o Cruzeiro ou cai o técnico

Fala Nação Azul, infelizmente presenciamos novamente um domingo complicado e o sinal vermelho foi ligado. Tudo bem que desde que se iniciou a temporada estamos em alerta com esse time, mas ainda tínhamos esperanças de uma recuperação celeste.

O Cruzeiro é o pior mandante do campeonato, de 24 pontos disputados em casa, conquistou apenas 6 e esses pontos são distribuídos da seguinte maneira: uma vitória contra o líder Palmeiras, três empates e quatro derrotas. Não precisa ser um gênio para entender que é o pior histórico da Raposa no Brasileirão.

Ou cai o Cruzeiro ou cai o técnico. Paulo Bento teve o apoio cruzeirense, porém ele estava cometendo erros de principiante e talvez precisasse de tempo para se acostumar com o futebol brasileiro, mas o tempo é o nosso pior inimigo nesse exato momento.

@Cruzeiro
Mas não podemos esquecer que pode haver a possibilidade dos jogadores estarem forçando a saída do Paulo Bento como fizeram com Luxemburgo. Todos sabemos que jogador gosta de mordomia e isso é algo que eles não estão possuindo. Apenas isso faz sentido, já que a equipe treina todos os dias, incluindo dia de jogo, e dentro de campo não faz o mínimo.

Paulo Bento pode ter sua parcela de culpa, mas como um time tem a capacidade de criar 30 finalizações e só marcar um gol no ultimo minuto do segundo tempo? Então pensa, Cruzeiro, é mais caro uma Série B do que uma multa. A única exigência é alguém que tire o Maior de Minas dessa situação. O próximo jogo é contra o Santos e se vocês não tem o hábito de rezar, que comecem agora, ainda dá tempo.

Sobre jogo:

Com um esquema tático ofensivo, a Raposa possuía mais técnica, porém a ansiedade dominava o quarteto lá na frente, que marcava pouco e, quando via que estava superior no jogo, tirava o pé. O Cruzeiro dominou, tinha a posse de bola, criava jogadas, mas errava na hora da finalização e, no final das contas, o que realmente importa é balançar as redes. As principais chances cruzeirenses de abrir o placar foram com Arrascaeta, que desperdiçou inúmeras vezes, Willian, Rafael Sóbis e Ábila. Como sempre, os gols fizeram falta.

Uma certeza podemos ter nessa vida, a morte e que quem não fizer gol sempre levará, certo Cruzeiro? Aos 37 minutos, a primeira vez que o Sport chegou a assustar foi gol, Rogério foi o responsável por marcar o tento.

@Cruzeiro
Um dos principais problemas do Cruzeiro em 2016 é o psicológico. Depois do gol do time visitante, a equipe se perdeu em campo e, mesmo que ainda nos minutos finais da primeira etapa o Cruzeiro tivesse tentado achar um gol de empate com Sóbis e Ábila, as tentativas foram falhas assim como todas as outras.

A esperança era que a reação do Cruzeiro viesse do segundo tempo, mas ao contrário disso, o que veio foi mais um gol do Sport feito por Rogério aos 5 minutos. Apesar da pressão celeste e a busca incansável para reverter a desvantagem, a Raposa só conseguiu achar um gol que não serviu para nada, mas obrigada pela tentativa, Willian.

Paula Fernandes - @Paulinha_CEC

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.