Header Ads

Palmeiras quebra tabu e vence Sport

Foto: Globo Esporte.
Lutando contra a irregularidade entre partidas dentro e fora de casa, o Palmeiras foi até o Recife enfrentar o sempre complicado Sport. Sem vencer o time pernambucano fora de casa desde 2009, o Verdão quebrou o tabu e trouxe mais três pontos com uma boa vitória por 3x1, mantendo a diferença de três pontos para o segundo colocado.

Cuca optou por um reforço na marcação, tirando Cleiton Xavier e lançando Thiago Santos como titular. Era uma intenção válida considerando que no jogo contra o Cruzeiro faltou justamente maior pegada no meio para neutralizar as investidas adversárias. Na frente, sem Dudu, Cuca apostou em Erik para manter o padrão de jogo palmeirense com um velocista pelo lado do campo.

Assim como já acontecera em outras oportunidades, o Verdão conseguiu sair na frente logo no começo e justamente com o “novato” Erik. Ele desviou cruzamento de Gabriel Jesus e abriu o placar na Ilha do Retiro. Assim como havia acontecido contra Cruzeiro, Flamengo e Coritiba o Palmeiras saiu na frente e recuou.

O Sport passou boa parte do segundo tempo com a bola, mas tinha enorme dificuldade de criação mesmo com vários espaços na defesa palmeirense – especialmente pela estreia de Mina, ainda sem entrosamento ideal. A melhor chance veio em cobrança de falta de Diego Souza. Ironicamente, mesmo mal, o verdão poderia ter ampliado não fosse uma boa chance perdida por Roger Guedes.

No segundo tempo, veio o castigo. Não demorou para o Sport empatar com Gabriel Xavier em uma grande bobeira da zaga palmeirense. Foi o momento mais louco do jogo com ataques perigosos para os dois lados até que Thiago Santos aproveitou saída de bola e deixou Gabriel Jesus livre para desempatar. 2x1.

O terceiro gol veio com Cleiton Xavier, de pênalti, dando números finais ao jogo. Ele quem começou a jogada roubando bola no campo de ataque e dando ótimo para Gabriel Jesus ser tocado pelo goleiro Agenor. O Sport até tentou um abafa, mas não teve sucesso. Boa vitória alviverde que teve como ponto baixo os cartões amarelos que suspenderam Gabriel Jesus e Roger Guedes para o clássico contra o Santos.

O DESTAQUE: Autor de um gol e de várias jogadas importantes, inclusive dos outros gols, Gabriel Jesus foi mais uma vez decisivo na vitória contra o Sport. O terceiro amarelo foi o ponto de atenção do jogo.

BOLA MURCHA: Foi apenas a estreia, não tinha entrosamento, mas Mina foi bastante estabanado ao longo do jogo e foi em cima de mau posicionamento dele que as melhores chances apareceram. Tem crédito por ter sido o primeiro jogo.

Um comentário:

Tecnologia do Blogger.