Header Ads

Problemas aéreos

Na última terça-feira (19) Goiás e Joinville se enfrentaram pela 17ª rodada da Série B, confesso que depois dessa partida eu estou realmente preocupado com nossa defesa. Anderson Salles e Wesley Matos não transmitem nenhuma segurança à torcida, por diversas vezes "bateram cabeça" e entregaram gols que tiraram pontos que hoje seriam preciosos, e ontem provaram o quanto à bola aérea é um perigo contra nosso time.

O posicionamento dos zagueiros é algo fundamental para se evitar um gol de escanteio. São eles os responsáveis por marcar os homens de área do outro time (no caso de ontem, Rafael Donato e Fabiano Eller) e afastar a bola da área. Porém foi David, um dos mais baixos do time que ficou encarregado de marcar um zagueiro quase dez centímetros mais alto que ele (o resultado todos já sabem), e com 3 minutos o Joinville abriu o placar.


Mesmo com o gol adversário, os jogadores mostram algo que me faz acreditar no (quase impossível) acesso, a calma. Colocamos a bola no chão e usamos a qualidade que temos em nosso meio campo para criar algumas jogadas, mas Carlos Eduardo não conseguiu transformar nenhuma em gol mostrando nossa necessidade em ter um camisa 9 eficiente, que conclua para o fundo das redes as jogadas armadas por Léo Lima e Léo Sena.

O grande golpe veio aos 24 minutos. Em uma jogada muito parecida (se não idêntica) o time da casa abriu 2x0 e complicou muito nossa situação, já que precisávamos urgentemente da vitória. É ridículo ver nossa zaga cometer os mesmos erros.


O Goiás ainda tentou algo, e no primeiro tempo Rossi desperdiçou uma chance cara a cara com o goleiro Aranha. No segundo tempo tivemos a entrada de Daniel Carvalho e uma postura ofensiva da equipe esmeraldina, que várias vezes finalizou pra fora. Na marca dos 30 minutos o time já se mostrava cansado e pouco criou, o que dificultou a estreia do nosso atacante Marcão, que mesmo assim conseguiu arrumar um pênalti para Daniel Carvalho marcar e confirmar o placar final, Joinville 2x1 Goiás.

Erros precisam ser corrigidos. Se quisermos subir, temos que arrumar a defesa e fazer com que o ataque marque mais gols, como já disse antes vamos ter que matar um leão por jogo pra chegar ao G4. O Goiás tem uma semana pra organizar a casa e encarar o próximo, a Luverdense.

Artur Pinheiro ll @arturpinheirom
Linha de Fundo ll @ SiteLF

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.