Header Ads

Vitória e agitação no mercado de transferências: saiba como foi a quarta-feira do Joinville

Na noite da última terça-feira (19), o JEC recebeu o Goiás na Arena Joinville e venceu pelo placar de 2x1, sendo muito superior durante a partida. Os três pontos conquistados pelo tricolor foram muito importantes para a equipe. Nessa quarta-feira fria da cidade de Joinville, assuntos como o mercado de transferências e a vitória, ajudaram há esquentar um pouco o clube e o coração dos torcedores e é sobre isso que irei falar nesse texto, começando pela vitória.

Com alguns ajustes feitos pelo técnico Lisca na defesa e no meio-campo, o Joinville, conseguiu a segunda vitória em casa desde que o técnico assumiu a equipe. Com um 4-2-3-1, a equipe foi a campo, fez o dever de casa e ganhou elogios do técnico.

- Vontade não está faltando mesmo, mas organização faz diferença. Jogar mais perto, não correr atrás do adversário, manter o controle do jogo. Podemos melhorar muito ainda. Hoje é um time praticamente novo. Fernandinho jogou muito bem. Fez um grande primeiro semestre comigo lá no Ceará, mas ainda tem muita lenha pra queimar. Nós vamos evoluir. Eu tinha que passar esses três jogos para ver, dar oportunidades. Precisamos qualificar - disse Lisca.

Foto: João Lucas Cardoso/JEC
Com o resultado positivo diante do Goiás, o JEC permanece na 18ª colocação com o mesmo número de pontos que o Bragantino, que é o 17º colocado com 17 pontos, levando vantagem nos critérios de desempate. O Goiás, que saiu da Arena Joinville com um revés, tem 18 pontos e a 16ª colocação. Em caso de vitória do JEC sobre o Oeste no próximo dia 30 e tropeços de Goiás e Bragantino, o tricolor escapa da zona de rebaixamento e empurra o Goiás para a mesma.

MERCADO DE TRANSFERÊNCIAS

O mercado de transferências tornou os últimos dias do JEC bem agitados, não só para o departamento de futebol do tricolor, mas também para o setor jurídico do clube. Com o fechamento da janela programado para o último minuto da última terça-feira (19), cartolas e o jurídico do Joinville corriam contra o tempo para negociar chegadas e saídas. Os nomes envolvidos na "corrida contra o tempo" eram os de Jael, Héber e Bruno Aguiar. Irei explicar um pouco de cada caso a seguir.

1. Bruno Aguiar dá "adeus" e deixa recado à torcida

Após 114 jogos e três temporadas pelo tricolor, Bruno Aguiar se despediu do Joinville. O zagueiro, que foi campeão da Série B em 2014 pelo tricolor, acertou sua transferência por empréstimo ao Muaither SC do Catar até maio de 2017. Bruno Aguiar tem contrato com o Joinville até o fim de 2018 e prometeu voltar em comunicado feito através de sua rede social. Confira:

Foto: Divulgação/ Al Mu' aidar
“Nação tricolor!

Em primeiro lugar gostaria muito de agradecer todo carinho e apoio que tive quando estive no JEC - Joinville Esporte Clube. Hoje tive a oportunidade de dar um grande passo na minha vida profissional, ao firmar um contrato de empréstimo ao Muaither SC. Em breve voltarei a vestir essa camisa pela qual tenho tanto carinho. Peço desculpas à nação pela demora na informação, pois eu estava lesionado, e o clube exigiu exames para ver a gravidade. Os momentos que vivi aí jamais se apagarão em minha memória. Nação, meu muito obrigado!”

2. Jael "O Cruel" está de volta

No início desse mês havia uma expectativa enorme a respeito da chegada de Jael, mas ela acabou não dando certo após uma alta pedida do Chongqing Lifan da China e o negócio esfriou, mesmo estando tudo acertado entre JEC e Jael. Mas como diz o antigo ditado, "a esperança é a última que morre". E a esperança só permaneceu acesa graças ao regulamento da Liga Chinesa, que só permite cinco estrangeiros, sendo que um deve ser obrigatoriamente asiático.


Nos últimos dias, o Chongqing havia acertado a chegada de Alan Kardec, ex-São Paulo, o que "obrigaria" o clube Chinês a liberar um de seus jogadores estrangeiros. Com esse cenário, o JEC decidiu dar a sua última cartada para contratar Jael, que viria em definitivo e não por empréstimo. O departamento jurídico do JEC começou a correr contra o tempo para obter o Certificado de Transferências Internacionais, o ITC, que daria segurança jurídica ao clube para continuar negociando com o atleta, mesmo com o encerramento da janela de transferências.

Ainda ontem, por volta das 12h, o JEC conseguiu o certificado e Jael assinou o contrato com o tricolor. Jael rescindiu seu vínculo com a equipe chinesa e acertou seu retorno com um contrato que vai até o final da temporada, com possibilidade de prorrogar por mais uma ou duas temporadas. Jael deve chegar em Joinville até sábado ou domingo.

3. Héber não vem mais

Ao contrário do desfecho que teve a negociação com Jael, o Joinville não conseguiu o ITC para concluir a transferência do atacante Héber, que seria emprestado pelo Coimbra-POR. O JEC não conseguiu o ITC devido ao empréstimo do Coimbra ao Alshkert, da Armênia, não ter sido desfeito até o fechamento da janela, às 23h59min de terça-feira.

LINHA DE FUNDO || @SiteLF
LEO FERNANDES || @leo_fernandes_9

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.