Header Ads

Vitória venceu o Sport Recife de virada

Foto: ECVitória / Divulgação
Brasileirão Série A 2016, 12ª rodada. O Vitória jogou contra o Leão da Ilha no Barradão, clássico nordestino de tirar o fôlego. Melhor para o Rubro Negro baiano que soube aproveitar o descontrole emocional do Sport e venceu por 3 a 2. Partida fundamental por valer seis pontos.

RESUMO

Vitória enfim conseguiu vencer um jogo de confronto direto. Atuando dentro de um 5-4-1 com variação diferente com a bola para 3-4-3, muito em função do que pediu o jogo após as expulsões, o time de Mancini começou a partida muito bem e fez um jogo aceitável dentro de casa.

A formatação de marcação de Mancini que são os encaixes individuais por setor, acaba bagunçando demais o sistema defensivo quando está sem a bola. Foi assim que o Vitória levou o primeiro gol.

Os jogadores demonstraram uma maior dinâmica e vontade de sair com os três pontos. Destaque para o crescimento de Euller como lateral, que vem se posicionando bem atrás, ganhando os combates individuais e sendo muito útil na frente.

Melhoramos em ultrapassagens por conta da volta dessa bom momento de Euller. Nossa transição ofensiva e defensiva ganhou mais rapidez, mais ainda longe do ideal no quesito técnico. Pois ainda temos Amaral e Real tentando construir jogadas por dentro. 

Nossa linha defensiva de três zagueiros também marca muito atrás, antes com dois marcávamos muito a frente, cerca de 52 metros, hoje estamos a pouco mais de 32 metros e precisamos ajustar para pelo menos 41.

Ramon errou bem menos no jogo de quarta e tomara que o efeito do veneno de Rato já tenha passado.

Vander voltou e com toda ruindade que o torcedor encontra nele, continua sendo bem mais útil que Real, jogador que não desarma, não arma jogadas, não faz passes verticais, não faz tabelas, não chuta ao gol. 

O torcedor resolveu vaiar o time após o apito do árbitro ou parte dele. Como costumo dizer, não vaio meu time, mas não julgo quem o faz. No entanto pra mim o que fica é que temos uma pontuação que não condiz com a qualidade do nosso time e elenco. 

Estamos vencendo jogo na Série A do Brasileiro com time e elenco de Campeonato Baiano. O que mostra sorte acentuada que tem essa Direção de Futebol do Vitória. É preciso aproveitar essa oportunidade dada pelos deuses da bola e reforçar urgentemente esse elenco, ou vamos pagar muito caro por esperar pra ver.

Contra essa pedreira domingo chamada Cruzeiro, é coerente manter os três zagueiros. Armaria uma arapuca para Pedro Bento. Minha formação seria essa abaixo torcedor.

FASE DEFENSIVA




FASE OFENSIVA


É isso aí galera!

Seja Sócio SMV!

Por @AdsonPiedade


FICHA TÉCNICA
VITÓRIA 3 X 2 SPORT


Local: Barradão, Salvador (BA)
Árbitro: Leonardo Garcia Cavaleiro (RJ)
Auxiliares: Dibert Pedrosa Moises (RJ) e Luiz Cláudio Regazone (RJ)
Cartões amarelos: Tiago Real, Dagoberto, Nickson e Vander (VIT), Everton Felipe, Durval, Lenis e Vinícius Araújo (SPT)
Cartões vermelhos: Everton Felipe, 23’/1ºT (SPT), Oswaldo de Oliveira, 35’/1ºT (SPT), Lenis, 21’/2ºT (SPT)
Gols: Matheus Ferraz, 17’/1ºT(0-1); Vander, 44’/1ºT(1-1); Euller, 16’/2ºT(2-1); Nickson, 18’/2ºT(3-1) e Matheus Ferraz, 32’/2ºT (3-2).

VITÓRIA: Caíque, Victor Ramos, Ramon e Kanu; Diego Renan, Amaral (Nickson, 34’/1ºT), Willian Farias, Tiago Real (Rafaelson, 29’/2ºT) e Euller; Vander e Dagoberto (Yan, 40’/2ºT) – Técnico: Vagner Mancini.

SPORT: Agenor; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Durval e Rodney Wallace; Rodrigo Mancha, Ronaldo, Gabriel Xavier (Lenis, 15’/2ºT) e Diego Souza (Vinícius Araújo, 29’/2ºT); Éverton Felipe e Edmilson (Rogério, 20’/2ºT) – Técnico: Oswaldo de Oliveira.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.