Header Ads

Botafogo joga bem, mas perde para o Atlético-PR

Botafogo parou na trave e no goleiro (Foto: Guiliano Gomes/ PR Press)
Na noite desta segunda-feira (29), o Botafogo visitou o Atlético-PR na Arena da Baixada em partida válida pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. Visando a terceira vitória seguida, o Glorioso jogou bem e criou várias oportunidades. No entanto, o Alvinegro não conseguiu o triunfo e foi derrotado por 1 a 0. Com o resultado, o Botafogo segue na décima terceira colocação, com 26 pontos, a dois da zona de rebaixamento. O próximo compromisso do Glorioso é válido pelas oitavas de final da Copa do Brasil, quinta, às 20h, diante do Cruzeiro.

O JOGO

O Furacão começou arrasador. Com uma forte marcação, o Atlético não deixava o Botafogo trocar passes. E logo aos 6 minutos, o gol veio. Após cobrança de escanteio na medida, Hernani, sozinho, mandou para o fundo das redes. 1 a 0. Aos 10', Nicolas mandou a bola no segundo pau e Luan escorou para o meio da área, Hernani, de cabeça, quase ampliou. 

A partir dos 20 minutos, o Glorioso enfim cresceu na partida. Hernani saiu jogando errado e Sassá aproveitou sobra. O atacante, precipitado, tentou finalizar com força mas mandou a bola para fora, desperdiçando o que seria o empate. Aos 22', pela direita, Bruno Silva surpreendeu e emendou um chute forte com efeito na direção do gol. A bola bateu na trave e foi para fora. Seria uma pintura. No minuto seguinte, o goleiro Santos saiu da pequena área e não achou nada. A bola ficou rondando a área do Atlético e por pouco o Botafogo não aproveitou para empatar. Com maior posse de bola, o Glorioso teve a grande chance de igualar o placar aos 45 minutos. Após cobrança de escanteio, Bruno Silva escorou dentro da área e a bola sobrou para Sassá. Na cara do gol, o atacante mandou para cima na tentativa de tirar o goleiro Santos da jogada. Mais uma oportunidade desperdiçada. Aos 46', o primeiro tempo chegou ao fim. 

O Botafogo retornou para a etapa final sem alterações. A primeira substituição promovida pelo técnico Jair Ventura aconteceu somente aos 13 minutos, quando Salgueiro entrou no lugar de Airton. Aos 25', Luis Ricardo fez excelente jogada pela direita e cruzou na medida para Neilton, que de primeira bateu na direção do gol. Santos fez ótima defesa e evitou o empate, que naquela altura, era mais que merecido. Percebendo o bom momento, Jair Ventura promoveu a segunda alteração no time, tirando Bruno Silva e colocando Leandrinho em campo. Aos 28', Hernani, em cobrança de falta de longe, mandou uma bomba na direção do gol. Sidão fez excelente defesa, mandando a bola pela linha de fundo. Aos 34', Camilo bateu falta com perfeição e mandou a bola no ângulo. No entanto, o goleiro Santos se esticou todo e evitou o gol. No minuto seguinte, Neilton foi substituído por Rodrigo Pimpão. Aos 37 minutos, Luis Ricardo desviou de cabeça e mandou a bola na trave, logo após cobrança de escanteio. Aos 41', Pimpão chutou forte, rasteiro e Santos defendeu novamente. O Glorioso pressionava o Atlético e na base do desespero, quase empatou o jogo. Aos 49', o juiz apitou. Derrota injusta. 

OBSERVAÇÃO

Apesar da derrota, o Botafogo esteve melhor no jogo. Perdeu em uma bobeira bem no início. Criou diversas oportunidades de gol. No mínimo um empate. Agora é vencer o Grêmio e continuar fora da zona de rebaixamento. 

Botafogo brincou de perder gols. Não pode. 

Carli é reserva do Renan Fonseca. Isso é um absurdo. O zagueiro falhou no gol do Atlético e não acompanhou Hernani que, sem marcação, fez a festa. Neilton e Camilo não tiveram boa atuação, Sassá perdeu duas oportunidades de ouro e Pimpão não entrou bem. 

No domingo, Victor Luis deverá ser titular. É bom jogador, Diogo Barbosa que se cuide.

FICHA DO JOGO

Atlético-PR 1
Santos, Léo, Paulo André, Thiago Heleno, Nicolas; Otávio, Hernani, Pablo; Lucas Fernandes (Juninho), André Lima (Marcão), Luan (João Pedro). Técnico: Paulo Autuori. 

Botafogo 0 
Sidão, Luis Ricardo, Renan Fonseca, Emerson Santos, Diogo Barbosa; Airton (Salgueiro), Bruno Silva (Leandrinho), Rodrigo Lindoso, Camilo; Neilton (Rodrigo Pimpão), Sassá. Técnico: Jair Ventura. 

Estádio: Arena da Baixada (PR). 
Árbitro: Leandro Vuaden (RS). 
Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi (RS) e Lucio Beiersdorf Flor (RS). 
Gol: Hernani (6' do 1º T). 
Cartões amarelos: Thiago Heleno, Hernani e Lucas Fernandes (Atlético-PR); Diogo Barbosa e Leandrinho (Botafogo). 
Público: 13.221. 
Renda: R$ 177.945,00. 

Por: Gabriel De Luca (@biel_dluca). 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.