Header Ads

Cada vez mais "a cara de Conte"

No último sábado (27), Chelsea e Burnley se enfrentaram pela 3ª rodada da Premier League, no Stamford Bridge, em Londres. Os Blues vinham de uma vitória sofrida contra o Watford, já os Clarets vinham de uma grande e surpreendente vitória frente ao Liverpool. E o time da casa não teve dificuldades para vencer a partida.

O Chelsea venceu e convenceu (Foto: Reuters)
O favoritismo do jogo era do time de casa, que estava resgatando a confiança, mas sem jogar tão bem. E esse favoritismo começou a se confirmar com apenas 9 minutos, quando Hazard recebeu uma bola ainda no campo de defesa e arrancou com muito espaço até cortar para o meio e chutar forte para abrir o placar. 

Mesmo em vantagem, o controle de jogo era todo do Chelsea, enquanto os visitantes mal passavam do meio de campo e muito menos ameaçavam. Dessa forma, surgiram mais duas boas chances de ampliar: uma aos 15 minutos, com um chute perigoso de Willian; e outra aos 36', com Diego Costa obrigando Heaton a fazer uma boa defesa. O segundo gol só veio aos 41', quando Willian recebeu e chutou cruzado para ampliar a vantagem. 

No segundo tempo, a diferença entre as duas equipes só aumentou. Antes dos 20 minutos, o Chelsea teve pelo menos quatro oportunidades para ampliar. Na principal delas, Hazard exigiu uma boa defesa de Heaton, que espalmou e Terry perdeu uma chance clara no rebote. Após a pressão do começo da etapa final, os Blues passaram a administraram o jogo, enquanto os Clarets não davam nenhum sinal que poderiam reagir e já parecia aceitar o resultado. O golpe de misericórdia veio em mais um contra-ataque, aos 44 minutos. Em jogada entre dois jogadores que haviam entrado no decorrer do confronto, Pedro foi lançado e cruzou para Moses, que não titubeou e fechou o caixão em 3 a 0. 
  
O camisa dez foi um dos principais destaques da partida (Foto: Reuters)
Com a vitória, o Chelsea se manteve entre os times com 100%, junto com as equipes de Manchester. Além da invencibilidade, a equipe londrina apresenta uma consistência que não se viu durante a temporada passada e conta com o seu craque, Hazard, voltando a jogar um futebol que o fez melhor do campeonato na temporada do título, para seguir vencendo. Na próxima rodada, o Chelsea visita o Swansea, tentando mostrar mais uma vez que o campeão está de volta. 

Gabriel Rezende// Twitter- @gabridosanto

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.