Header Ads

Em jogo polêmico, Vila vence mas não convence

O Tigrão venceu a primeira no novo OBA em um jogo que polêmica não faltou. No início da partida, o Vila ameaçava mais e, com 2 minutos do primeiro tempo, em uma bela arrancada do atacante Joãozinho, o jogador com um chute de trivela abriu o marcador, 1 a 0 para o Tigre.

Ainda no primeiro tempo, o JEC chegou ao empate com um gol por acaso, não se sabe se foi um cruzamento ou um chute para o gol. O Joinville veio com a intensão de acabar com a graça dos donos da casa e foi dito e feito. Após chegar ao empate, os catarinenses foram para cima procurar virar e assim sair do Z-4. Entretanto, a partida ficou 2 a 1 para o Vila Nova, que voltou a vencer em seu novo estádio.

Moisés marcou o segundo gol da partida e garantiu a vitória ao Vila Nova. Foto: Vila Nova Futebol Clube/ Cristóvão Matos
O Vila precisa acordar e ver que não dá para dormir com jogos em casa, pontos como este são essenciais e, nessa altura do campeonato, não se pode deixar escapar nada. Ainda teve uma falha grotesca do juiz com um pênalti polêmico. Não arriscaria falar se realmente foi pênalti, não deu para ver o lance direito, mas foi sim um lance difícil. Não posso dizer ao certo se o Vila foi beneficiado pela arbitragem, porém, como torcedora, acho isso uma vergonha. Se for pra vencer, que vença com méritos de seus jogadores e não da arbitragem.

Moisés novamente foi o cara do jogo. Ele mal chegou e em três jogos virou vice artilheiro do clube na temporada com quatro gols, mesmo número do capitão Robston, e ficou atrás somente de Fabinho.

Teremos uma pausa agora e, com isso, o Tigre terminou o primeiro turno na 10° colocação. O primeiro objetivo do clube, que era terminar o turno entre os dez colocados e longe do Z4, foi concluído. Isso eles conseguiram, porém, ainda falta muito. O time vai atrás do impossível, o Vila corre contra o relógio e não podemos negar que vamos lutar para não cair. Entretanto, se tudo se encaminhar como está, o Vila Nova vai alcançar o objetivo final, a permanência na Série B, para aí si, em 2017, poder pensar em algo mais, além de uma simples permanência.

O Tigrão hoje respira aliviado, porém, do outro lado, deixa o adversário afogado no rebaixamento. Foi um jogo chorado, mas pode ter sido muito importante para o time que vem buscando seu espaço nesta Série B.

                                                         DESPEDIDAS 
Goleiro Edson, e o volante Robston deixam o Vila Nova. Foto: Divulgação / Edson
Após serem campeões da divisão de acesso e do Brasileiro Série C em 2015 pelo Vila Nova, o goleiro Edson e o volante e capitão da equipe Robston se despediram na tarde desta quarta (3) e quinta-feira (4) do clube. Edson havia perdido seu lugar na equipe titular há alguns jogos, da mesma forma nosso capitão Robston, que não aceitou banco e, segundo ele próprio, não estava satisfeito com a atual comissão técnica e com o técnico Guilherme Alves, por isso optou por sair.

Seremos gratos ao dois, foram essenciais para a equipe em 2015. Daqui há alguns anos iremos lembrar que fizeram parte da reconstrução do novo Vila Nova Futebol Clube. Obrigado, Edson e Robston! Sucesso e boa sorte. No mais, Vila que segue.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.