Header Ads

Empate com o gosto amargo

Um empate com gosto de derrota ou um empate que quer dizer: Calma, torcedor eu estou me superando dia após dia, para conseguirmos sair dessa situação desesperadora. Não vou mentir, fiquei decepcionada com esse empate, por causa da importância do confronto, mas esquecendo por um instante toda revolta e irritação, o melhor a fazer é dar um voto de confiança para o Cruzeiro Esporte Clube.

Um ponto positivo desde a chegada de Mano Menezes, é que o time conseguiu uma sequência de três jogos consecutivos sem perder, somando uma vitoria e dois empates. O lado negativo da história é que ainda estamos na zona de rebaixamento e talvez esse seja o motivo da insatisfação com o empate celeste, é agonizante ver o Cruzeiro na tabela do Brasileirão e para piorar perdemos o Capitão celeste para o restante da temporada.

@Cruzeiro
E apesar do empate amargo, contamos com o equilíbrio e maturidade do Cruzeiro para fazer uma boa partida contra o Figueirense mais um jogo de seis pontos, o objetivo é ganhar de qualquer maneira, é começar a recuperação no campeonato agora ou será tarde demais, os próximos quatro jogos serão decisivos.

Sobre o jogo:

Com um esquema tático totalmente ofensivo, a Raposa foi a campo e dessa vez não foi o adversário que conseguiu balançar a rede primeiro e sim o Cruzeiro, será um milagre?

A equipe celeste abriu o placar com dois minutos do duelo, depois de um passe de letra de Rafael Sóbis para Arrascaeta fazer uma belíssima jogada individual e cruzar para Rafinha ter apenas o trabalho de testar a bola para o fundo do gol.

Depois do gol cruzeirense, a Raposa teve outras oportunidades de balançar as redes novamente, “quem não faz, leva” e como esse velho ditado nunca falha, o Maior de Minas tomou o gol de empate aos 19’.

Apesar do time visitante não levar muito perigo ao gol cruzeirense, eles estavam apostando na bola parada e uma conexão direta e por coincidência ou não a primeira chance que o Coritiba obteve para assustar o Cruzeiro foi em cobrança de escanteio, e com uma jogada ensaiada o Coxa conseguiu o gol de empate com Kazim.

Algo que surpreendeu a todos foi o gol de virada da equipe visitante aos 27’, novamente o gol dos curitibanos veio da bola parada, e Juan marcou um golaço, acertou o ângulo esquerdo do gol cinco estrelas.

@Cruzeiro
Resumo do primeiro tempo: Cruzeiro começou bem, mas tomou dois gols de bola parada que afetou o grupo, parou de ser ofensivo e diminuiu o ritmo, o melhor da primeira etapa foi o gol do Rafinha, além do mais deu muito espaço para os visitantes jogarem, a nossa esperança estava no segundo tempo.

E para o segundo tempo, a Raposa precisa reverter à desvantagem construída e desse modo, foi pressão celeste do inicio ao fim, logo no primeiro minuto o Cruzeiro teve chance de empatar o Ramon Ábila, entretanto a tentativa foi falha.

Mas tudo bem, ele se redimiu aos 04’, quando marcou o segundo gol do Time do Povo no jogo, a jogada se iniciou com Ezequiel após uma cobrança rápida de lateral, o mesmo deu ótima assistência para Sóbis chutar rasteiro, porem Wilson defendeu, mas Ábila oportunista, viu a bola sobrando e sem pensar muito mandou para o fundo do gol.

O Cruzeiro sobrava na partida, mas por infelicidade não conseguiu virar o confronto e no final o resultado ficou por isso mesmo, agora é correr atrás do prejuízo nos próximos duelos.

Paula Fernandes - @Paulinha_CEC

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.