Header Ads

Irregular Botafogo apanha da bola e é derrotado pela Ponte

O Botafogo visitou a Ponte Preta, em Campinas, visando uma sequência positiva no Campeonato Brasileiro, o que não aconteceu. O Glorioso fez uma péssima partida, maltratou a bola e saiu de campo derrotado por 2 a 0. Apesar do revés, o Alvinegro segue fora da zona de rebaixamento, porém, poderá ser ultrapassado na próxima rodada. O Botafogo teve a partida válida pela 19ª rodada adiada para setembro e só entrará em campo no dia 14, diante do São Paulo, no Morumbi. 


Noite terrível do Botafogo, que foi derrotado (Foto: Ale Cabral/Lance! Press)
O JOGO

O Glorioso não fez uma boa partida. A Ponte Preta foi superior durante todo o jogo e mereceu a vitória. Canales, bem no início, deslocou o ombro e, quando indicava que voltaria ao jogo, não pôde retornar, uma vez que Vinícius Tanque já havia entrado em campo. No primeiro tempo, o Botafogo só levou perigo em duas oportunidades. Aos 6 minutos, Renan Fonseca deu lançamento longo, a bola quicou e quase encobriu o goleiro Matheus, que foi salvo por Fábio Ferreira quando o zagueiro tirou a bola antes dela entrar no gol. E aos 43', já perdendo por 1 a 0, Luis Ricardo recebeu pela direita e cruzou, a bola passou pelo goleiro Matheus e Fernandes se esticou para alcançar, mas não conseguiu. E foi só. O gol da Ponte havia saído um pouco antes, aos 29 minutos. Reinaldo tocou para William Pottker, que na entrada da área teve tempo para dominar e chutar rasteiro no canto do goleiro Sidão, a bola tocou na trave e entrou. 

O Botafogo retornou para o segundo tempo com alteração. Fernandes, no intervalo, foi substituído por Leandrinho. A mudança, aparentemente, não surtiu efeito. O Alvinegro só assustou aos 24 minutos após cobrança de falta de Camilo, que mandou a bola bem perto da trave do goleiro Matheus. Instantes depois, Airton sentiu e foi substituído por Dudu Cearense. Aos 38', Fábio Ferreira, de cabeça, quase ampliou, mas Reinaldo, aos 40', não desperdiçou a oportunidade. Roger ajeitou a bola na entrada da área e Reinaldo mandou a bola na gaveta, sem chances para Sidão. Golaço da Macaca. Aos 49 minutos, o jogo chegou ao fim.  

OBSERVAÇÕES

A vitória da Ponte Preta foi justa. O Botafogo praticamente não criou. O goleiro da Ponte nada fez no jogo.

Ricardo Gomes errou na escalação. Fernandes titular com Leandrinho no banco foi um absurdo. Absurdo maior foi precipitar a entrada de Vinícius Tanque sem saber se Canales teria ou não como retornar ao jogo. Por falar em Tanque, ele virou reserva imediato por causa de um gol marcado na Copa do Brasil. Luis Henrique e Rodrigo Pimpão, que fizeram muito mais pelo clube, foram deixados de lado. 


#carinhodatorcida (Reprodução: Twitter)
O Botafogo é irregular. Não consegue emendar uma sequência positiva. Vence uma, perde outra. 

O Glorioso só não é irregular em um aspecto: tomar gols. A defesa é a mais vazada do Brasileirão. Em 18 jogos, o Botafogo só não tomou gol em dois: diante do Coritiba e do Figueirense, ambos 0 a 0. Difícil. 

FICHA DO JOGO

Ponte Preta 2
Matheus, Nino Paraíba, Douglas Grolli, Fábio Ferreira, Reinaldo; João Vitor, Wendel (Thiago Galhardo), Maycon (Matheus Jesus), William Pottker (Giva), Rhayner; Roger. Técnico: Eduardo Baptista.

Botafogo 0
Sidão, Luis Ricardo, Renan Fonseca, Emerson Santos, Diogo Barbosa; Airton (Dudu Cearense), Bruno Silva, Fernandes (Leandrinho), Camilo; Neilton, Canales (Vinícius Tanque). Técnico: Ricardo Gomes. 

Estádio: Moisés Lucarelli (SP).
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG). 
Assistentes: Pablo Almeida da Costa (MG) e Celso Luiz da Silva (MG). 
Gols: William Pottker (29' do 1º T); Reinaldo (40' do 2º T). 
Cartões amarelos: Douglas Grolli e Wendel (Ponte Preta); Emerson Santos e Vinícius Tanque (Botafogo). 
Público: 5.050. 
Renda: R$56.640,00. 

Por: Gabriel De Luca (@Biel_dluca). 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.