Header Ads

Na estreia de Flávio Araújo, Sampaio empata com Goiás

Fechando a última rodada (19º) do primeiro turno, em jogo atrasado, Sampaio Corrêa e Goiás se enfrentaram no Estádio Castelão, na última terça-feira (16). Os dois times se encontram na zona de rebaixamento e precisavam desesperadamente da vitória, mas não saíram do zero.

Sampaio martela o Goiás, mas não vence (Foto: Elias Auê)






O técnico Flávio Araújo fez a sua reestreia no comando do tricolor, dois anos após a sua saída. Ele promoveu duas estreias no time titular, Diogo Orlando e Tássio, ambos volantes.

O jogo teve um início com muita correria do time mandante. Aos 19 minutos, depois da jogada de Pimentinha pela direita, a bola ficou com Edgar, que chutou mascado e a bola passou muito perto da trave direita do goleiro Ivan. Aos 33’, o Sampaio voltou a assustar. Edgar tocou para Tássio na entrada da área. O volante chutou forte e colocado, mas não teve o endereço desejado. O goleiro do time goiano ficou “plantado” e só acompanhou com os olhos a bola saindo pela Linha de Fundo.

Somente no segundo tempo, apesar de toda correria da primeira etapa, é que o Goiás levou perigo à meta defendida por Rodrigo Ramos. Aos 9 minutos, Leo Lima avançou dentro da área e chutou, mas o arqueiro tricolor defendeu com segurança. Três minutos depois, o time visitante tabelou próximo da grande área e Daniel Carvalho tocou de calcanhar para Carlos Eduardo dentro da área, mas, pressionado pelo zagueiro adversário, o atacante desperdiçou a chance chutando desequilibrado em cima do goleiro do Sampaio, que saiu muito bem no lance.

Aos 25’, o Sampaio foi ao ataque e Luiz Otávio, curtindo uma de ponta esquerda, driblou o defensor na linha de fundo, invadiu a área e tentou fazer o passe para Elias, sozinho na pequena área, mas Ivan saiu bem do gol, interceptando o passe. Na sobra, foi uma verdadeira lambança. O zagueiro tricolor tentou finalizar, mas foi atrapalhado pelo próprio companheiro e pelo adversário no carrinho. O goleiro acabou afastando o perigo.

Logo depois, o Goiás respondeu. Cassiano tocou na entrada da área para Carlos Eduardo, que ficou cara a cara com Rodrigo Ramos, mas o arqueiro da Bolívia Querida saiu bem do gol e tirou a bola dos pés do atacante. Na sobra, Leo Lima mandou a bola por cima do gol. Aos 37’, Diogo Orlando fez ótimo passe entre a defesa adversária para Elias. O centroavante tricolor saiu frente a frente com Ivan e tentou driblá-lo, tocando a bola para o lado, mas o arqueiro do time goiano o derrubou e impediu a conclusão da jogada. Pênalti não assinalado para o tricolor.       A não marcação dessa penalidade fez muita falta, já que a igualdade mínima no placar se estendeu até o apito final do árbitro.

O Sampaio conseguiu atacar com bastante ímpeto em boa parte do jogo, mas também se expôs, principalmente pelo seu lado esquerdo. O volante Diogo Orlando fez uma boa estreia, efetuando bons passes e desarmes precisos. O também volante Tássio não foi tão efetivo e foi substituído no segundo tempo. Creio que o Felipe Baiano se encaixa melhor ao lado do outro estreante. O meia Enercino também fez a sua primeira partida pelo tricolor, entrando na segunda etapa, mas em nada acrescentou. A Bolívia Querida dominou a posse de bola, mas o Goiás conseguiu dar alguns sustos na torcida boliviana.

A situação dos dois times é muito delicada, pois os dois continuam no Z4. Pior ainda para o Sampaio que é o lanterna da competição com apenas 13 pontos. O tricolor maranhense precisa tirar “leite de pedra” para se livrar dessa incômoda situação. O seu próximo jogo será contra o Vasco da Gama, no sábado (20), às 16h30, no Estádio Kleber Andrade, em Cariacica (ES), valendo o início do returno.

FICHA DO JOGO:
SAMPAIO CORRÊA 0 X 0 GOIÁS

Local: Estádio Governador João Castelo (Castelão), São Luís (MA)
Data/Hora: 16 de Agosto de 2016, às 20h30.
Árbitro: Thiago Duarte Peixoto (SP)
Cartões amarelos: Wágner Fogolari (Sampaio); Cassiano (Goiás)

Sampaio Corrêa: Rodrigo Ramos; Éder Sciola, Wágner Fogolari, Luiz Otávio e Renan Luís; Diogo Orlando, Tássio (Enercino) e Rayllan (Lucas Sotero); Edgar (Henrique), Pimentinha e Elias.Técnico: Flávio Araújo

Goiás: Ivan; Léo Sena, Wesley Matos, Alex Alves e Jefferson; Adriano (David), Patrick, Léo Lima (Willian) e Daniel Carvalho (Cléo); Carlos Eduardo e Cassiano. Técnico: Léo Condé

Marcos Fernandes || Twitter: @poetafernandes
Linha de Fundo || @SiteLF

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.