Header Ads

No duelo de mosqueteiros, o tricolor levou a melhor

No último domingo (14), dia dos pais, o Grêmio recebeu o Corinthians na Arena do Grêmio, às 11h da manhã, em partida válida pela 20ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro 2016. Para o "duelo de mosqueteiros", o objetivo de ambos era um tempero especial para esse clássico do Brasileirão: somar pontos para chegar à liderança da tabela. De um lado, o tricolor vinha de dois empates contra América-MG e Santa Cruz - que tiveram sabor amargo. Do outro, o clube paulista vinha de uma derrota para o Atlético Paranaense e um empate contra o Cruzeiro, que não vem jogando bem.

Foto: Rodrigo Rodrigues/Divulgação Grêmio
Para o confronto, o Grêmio teve um reforço enorme: sua torcida. 50.184 gremistas foram até a Arena para apoiar o Imortal e, além disso, o Tricolor havia conseguido a liberação para o retorno das barras, das bandeiras e da banda, que, indiscutivelmente torna o espetáculo cada vez mais lindo. E com certeza, isso fez toda a diferença na partida. Às 11h, o árbitro Braulio da Silva Machado autorizou o início do jogo.

O Imortal Tricolor iniciou a partida já levando perigo ao gol de Cássio no primeiro minuto de partida com Miller Bolaños, que ainda não havia marcado no Brasileirão. A marcação encaixada do Grêmio, aliada ao ótimo entrosamento da equipe, dificultaram muito a vida do Corinthians, que não conseguia ter uma sequência de passes. Aos 16' do 1º tempo, Pedro Rocha, que vinha fazendo uma partida melhor que as anteriores, recebeu o passe de Edílson, invadiu a área, passando por Uendel, superou Balbuena com um corte e concluiu para abrir o placar. Grêmio 1x0 Corinthians.

Foto: Rodrigo Rodrigues/Divulgação Grêmio
Após o gol, o Grêmio inflamou sua torcida e tirou o peso das costas por não ter marcado nas últimas duas partidas. Aos 19' Giovanni Augusto tinha tudo para empatar a partida, mas em baixo das traves, estava Marcelo Grohe em um dia inspirado. Grohe estava cara a cara com o corintiano e cresceu no lance, evitando o gol. O 1º tempo terminou equilibrado e com uma vitória parcial do Grêmio por 1x0.

Para a etapa complementar, o Grêmio voltou com o mesmo time e com o mesmo ritmo. Logo aos 3 minutos, o tricolor teve uma bela troca de passes no meio-campo e Douglas encontrou Everton livre pela direita. O "maestro pifador" fez jus ao seu apelido e acionou Everton, que deu um corte em Fágner e bateu cruzado de canhota, sem chances para Cássio. Grêmio 2x0 Corinthians. O Imortal Tricolor seguiu pressionando e conseguiu obter sucesso aos 16', quando Douglas, mais uma vez, "pifou".

Pedro Rocha recebeu a bola do camisa 10 e dividiu com Cássio. O goleiro soltou à redonda nos pés de Miller "The Killer" Bolaños, que não desperdiçou a oportunidade de marcar com o gol vazio e só teve o trabalho de empurrar a bola para o fundo do gol. Grêmio 3x0 Corinthians. O Imortal Tricolor foi muito superior na etapa final e essa superioridade se refletiu no placar elástico. O Grêmio, que ocupa a 3ª posição após a vitória, volta a campo no próximo domingo, às 11h da manhã, em Brasília, contra o Flamengo, em um confronto direto na luta pelo título.

"No duelo de mosqueteiros, o tricolor levou e melhor"

LEO FERNANDES || @leo_fernandes_9
LINHA DE FUNDO || @SiteLF

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.